Novas receitas

Receita de bolos de milho de Bill Telepan

Receita de bolos de milho de Bill Telepan


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Pegue metade da farinha de milho e, em uma tigela, despeje mais de 1 ½ colher de sopa de água fervente. Deixe descansar por 10 minutos. Em outra tigela, misture o fubá restante, a farinha, o açúcar, o sal e o fermento em pó e bata para incorporar. Em outra tigela misture os ovos e as natas. Bata para combinar. Adicione os ingredientes molhados para secar, misture bem. Em seguida, adicione o milho. Deixe descansar por pelo menos 10 minutos.

Derreta 1 a 2 colheres de chá de manteiga em uma frigideira refratária em fogo médio. Quando a manteiga estiver borbulhando, coloque 1/3 de xícara de massa para formar um bolo de 10 centímetros de diâmetro. Cozinhe 1 a 2 de cada vez, mas não force a panela. Quando as bordas do bolo começarem a ficar douradas, cerca de 30 segundos a 1 minuto, coloque a forma no forno até que a superfície esteja cozida, cerca de 4 a 5 minutos. Retire a assadeira do forno, vire o bolo e cozinhe por mais 1 a 2 minutos em fogo médio no fogão. Se os bolos estiverem ficando muito escuros, abaixe o fogo no fogão. Transfira o bolo para uma gradinha e repita com a massa restante.


    • 1 xícara de fubá amarelo moído na pedra (disponível em lojas de alimentos especializados e em muitos supermercados)
    • 1/2 xícara de farinha multiuso
    • 1 colher de chá de sal
    • 3/4 colher de chá de bicarbonato de sódio
    • 1/2 colher de chá de pimenta moída na hora
    • 2 colheres de chá de açúcar
    • 2 colheres de sopa de manteiga sem sal, derretida e resfriada, mais manteiga derretida adicional para escovar a frigideira
    • N / A manteiga sem sal
    • 1 ovo grande
    • 1 xícara de leitelho
    • 1 xícara de milho congelado descongelado, grosso picado
    • 1/4 xícara de cebola picada
    • 1/4 xícara de pimenta vermelha torrada engarrafada finamente picada, enxaguada, escorrida e seca
    • 1 fresco Pimenta jalapeno ou serrano pimenta, ou a gosto, com sementes e picadas (use luvas de borracha)
    • 1 xícara Monterey Jack ralado grosseiramente
    1. Em uma tigela, misture o fubá, a farinha, o sal, o bicarbonato, a pimenta e o açúcar. Em outra tigela, misture 2 colheres de sopa de manteiga, o ovo e o leitelho, junte o milho, a cebola, a pimenta assada, o pimentão e o Monterey Jack, e acrescente a mistura de fubá, mexendo até que a massa esteja bem combinado. Aqueça uma frigideira em fogo moderadamente alto até que esteja quente, pincele levemente com a manteiga adicional e, trabalhando em lotes, coloque a massa em uma medida de 1/4 de xícara na frigideira. Espalhe levemente a massa para formar 3 bolos de 1/2 a 4 polegadas, cozinhe os bolos por 2 a 3 minutos de cada lado ou até que estejam dourados, transferindo-os à medida que são cozidos para uma travessa refratária e mantenha-os aquecidos .

    • Garrison, Webb (autor)
    • Inglês (idioma de publicação)
    • 288 páginas - 25/10/2000 (data de publicação) - Thomas Nelson (editor)

    Hoe Cakes: Bill & # 8217s Recipe

    Bolos de enxada antiquados são a opção perfeita se você estiver com pouco ingredientes secos e outros materiais. Também conhecidos como Johnnycakes, eles fornecem às pessoas uma ampla nutrição.

    A história dos bolos Hoe remonta a 1600, mas eles cresceram em popularidade durante a primeira guerra civil, uma vez que são simples e fáceis de cozinhar. Veja como você os faz!

    Coisas para preparar

    Os bolos de enxada são uma ótima comida de sobrevivência porque seus ingredientes são essenciais para um armário simples. Eles também armazenam muito tempo porque não se estragam rapidamente com uma preparação adequada.

    Os bolos de enxada não eram um alimento importante da guerra civil à toa. Eles são o pão perfeito para quando SHTF, de fato.

    Temos certeza de que você tem fubá, açúcar e carne de porco ou bacon para a gordura, incluindo ovos. Se você não tiver pão duro, também pode tentar fazê-los com esta receita. Você vai precisar de pão duro amassado para esta receita, entende.

    Você não precisa de ferramentas de cozimento complicadas também. Na verdade, tudo que você precisa é de uma espátula, uma frigideira ou pá e suas duas mãos boas.

    Fazer bolos de enxada é como fazer panquecas. Se você estiver cozinhando em uma frigideira de ferro, poderá ajustar a consistência para tornar a massa mais sopa.

    Porém, se você estiver cozinhando em fogo aberto sobre uma pedra ou enxada, precisará de uma massa mais espessa. A ração usual em uma parte de gordura, 2 partes de água, para 4 partes de farinha ou fubá, mas como eu mencionei, você sempre pode ajustar a consistência.

    Agora vamos começar com essas receitas de bolos de sobrevivência!

    Instruções:

    1. Misture pão duro com graxa

    Primeiro, misture as migalhas do pão duro com gordura para fazer a massa. Esta será a base de seus bolos de enxada.

    2. Adicione farinha de milho

    A farinha de milho é uma das partes mais importantes dos bolos de enxada, mas você também pode usar farinha. No entanto, a farinha de milho dá sabor e valor nutricional aos seus bolos. Portanto, certifique-se de dar preferência a este ingrediente.

    O que é fubá? É um alimento básico comum feito de milho seco moído com textura fina, média e grossa.

    3. Misture os ingredientes

    Agora, use sua espátula para mexer a massa até que o fubá, o pão duro e a gordura se misturem bem.

    4. Adicione água

    Em seguida, prepare 1/3 de xícara de água e despeje na massa. Se você achar que está muito seco, pode adicionar mais algumas colheres de sopa.

    5. Continue misturando

    Depois de adicionar a água, continue misturando os ingredientes. Faça isso até obter a consistência desejada para a massa.

    6. Adicione um pouco de açúcar

    Só porque você está no modo de sobrevivência, isso não significa que seus bolos de enxada devem ter um gosto horrível. Adicione algumas pitadas de açúcar para deixar seus bolos mais doces e fáceis de comer. Se quiser um pouco mais de sabor, adicione algumas gotas de sal também.

    7. Misture bem

    Depois de adicionar o açúcar, misture a massa até obter a consistência certa. Deve ser firme e grosso, mas não muito firme.

    8. Comprimir a massa

    Pegue pedaços de massa em suas mãos e aperte. Isso ajudará a melhorar um pouco mais a consistência de seus bolos de enxada.

    9. Adicione água e farinha de milho

    Depois de comprimir, acrescente um pouco mais de água e fubá à mistura.

    10. Dê forma aos bolos Hoe

    Aqui, você precisa usar as mãos novamente, portanto, não tenha medo de se sujar. Molde seus bolos em pequenos círculos que serão fáceis de cozinhar.


    Receita de bolo de caranguejo

    Receita de restaurante favorita

    Tempo de preparação:& # xa015-20 minutos. Faz 16 bolos para aperitivos. Faz 8 bolos como entrada.

    • 2 ovos
    • 1/4 xícara de maionese
    • 2 colheres de chá de mostarda Dijon (esta em vez da mostarda seca inglesa é a minha variação das receitas tradicionais)
    • 1 colher de chá de Worcestershire
    • 1 colher de chá de tempero Old Bay
    • 1/4 colher de chá de pimenta branca
    • 1 pitada de pimenta caiena
    • 1/2 colher de chá de sal
    • 1 3/4 libra de carne de caranguejo Dungeness (ou pedaço de carne de caranguejo do melhor caranguejo disponível para você)
    • 2 colheres de sopa de migalhas de biscoito finamente moídas
    • Manteiga clarificada & # xa0como necessário para fritar (refogar)
    • Pão ralado (pão ralado japonês) conforme necessário
    • Bata os ovos em uma tigela para misturar
    • Adicione maionese, mostarda, Worcestershire, temperos Old Bay, pimenta, pimenta caiena e sal e bata até ficar homogêneo
    • Misture em migalhas de caranguejo e biscoitos
    • Forme 16 pequenos bolos de caranguejo (1/2 polegada de espessura) se servir como aperitivo ou 8 bolos se usar como entrada
    • Coloque em uma assadeira coberta com papel manteiga ou papel manteiga e leve à geladeira por pelo menos 30 minutos
    • Cubra os bolos de caranguejo com migalhas de pão Panko
    • Frite na manteiga clarificada até dourar dos dois lados
    • Sirva com molho tártaro ou molho cocktail ou seu molho favorito

    Aperitivo de bolo de caranguejo para dois

    Tempo de preparação:& # xa015-20 minutos. Faz 4 bolos de caranguejo de aperitivo

    • 1/2 ovo (Isso mesmo. 1/2 ovo! Use 1 ovo grande - que pesa cerca de 2 onças ou 4 colheres de sopa - para usar, bata o ovo levemente em uma tigela pequena e meça 2 colheres de sopa para fazer esta receita)
    • 1 colher de sopa de maionese
    • 1/2 colher de chá de mostarda Dijon (esta em vez da mostarda seca inglesa é a minha variação das receitas tradicionais)
    • 1/4 colher de chá de molho inglês
    • 1/4 colher de chá de tempero Old Bay
    • Pitada de pimenta branca
    • Pitada de pimenta de Caiena
    • 1/8 colher de chá de sal
    • 170 gramas de carne de caranguejo Dungeness (ou torrões de carne de caranguejo do melhor caranguejo disponível para você)
    • 1 1/2 colher de chá de migalhas de biscoito finamente moídas
    • Manteiga clarificada & # xa0como necessário para fritar (refogar)
    • Pão ralado (pão ralado japonês - Panko) conforme necessário
    • Bata 1/2 ovo em uma tigela
    • Adicione maionese, mostarda, Worcestershire, temperos Old Bay, pimenta, pimenta caiena e sal e bata até ficar homogêneo
    • Misture em migalhas de caranguejo e biscoitos
    • Forme 4 bolinhos de caranguejo pequenos (cerca de 1/2 polegada de espessura)
    • Coloque em uma assadeira coberta com papel manteiga ou papel manteiga e leve à geladeira por pelo menos 30 minutos
    • Cubra os bolos de caranguejo com migalhas de pão Panko
    • Frite na manteiga clarificada até dourar dos dois lados
    • Sirva com molho tártaro ou molho cocktail ou seu molho favorito

    Desfrute da sua receita de bolo de caranguejo e da companhia de quem a partilha! Desfrute de todas as verdadeiras receitas de restaurantes no site. Você pode cozinhar com confiança e estilo. - & # xa0Donna


    Você sabia? O Seafood Watch deu ao caranguejo Dungeness uma classificação sustentável de frutos do mar de 'Melhor Escolha'.


    Receitas de Bill Granger: nosso chef revela os segredos por trás de seus famosos bolinhos de milho doce

    Artigo marcado como favorito

    Encontre seus favoritos na seção Independent Premium, em meu perfil

    O milho doce encapsula a promessa e a alegria do verão. Seu amarelo é tão alegre e ensolarado, é doce, suculento e crocante ao mesmo tempo, e um ingrediente tão versátil que eu o uso extensiva e continuamente ao longo de sua temporada.

    O milho doce é empilhado em altas pilhas de ramen japonês, transformado em molhos no México, frito no norte da China, atado com a mais leve das massas de farinha de arroz na Tailândia e misturado em sopa nos Estados Unidos, e isso é apenas uma pequena amostra de seu usa. Normalmente é melhor se não for cozido demais, retendo sua mordida, embora às vezes eu realmente anseie por creme de milho, que só retém a textura dos grãos mais nua.

    Apreciei milho doce assado em uma pequena barraca no porto de Gaios, na ilha grega de Paxos, tão quente que você nem sonhava em comê-lo por pelo menos 15 minutos, e colhi-o de campos na Austrália em plantas altas, Ferva o mais rápido possível e engolia tudo, regado com manteiga. Estou sempre descascando e montando saladas com os grãos, e não paro de fazer bolinhos fritos, um dos pratos de assinatura dos meus restaurantes, há quase 25 anos!

    O restaurante de Bill, Granger & amp Co, fica em 175 Westbourne Grove, London W11, tel: 020 7229 9111 50 Sekforde Street, London EC1, tel: 020 7251 9032 and Stanley Building, 7 Pancras Square, London N1, tel: 020 3058 2567, grangerandco.com. Siga Bill no Instagram em bill.granger

    Bolinhos de milho doce com abacate, feijão frito chipotle, tomate e salada de coentro

    A textura macia dos grãos refritos é um contraste aos bolinhos crocantes de milho doce, refrescados com limão e coentro.

    2 colheres de sopa de azeite virgem extra
    ½ cebola roxa picada
    2 dentes de alho esmagados
    400g de feijão preto de lata, enxaguado, escorrido e quase amassado
    ½ colher de chá de pimenta chipotle em pó
    125ml de caldo de frango

    150g de farinha simples
    ¼ colher de chá de fermento em pó
    ½ colher de chá de sal marinho
    1 colher de chá de coentro moído
    ½ colher de chá de cominho moído
    1 colher de chá de páprica doce
    1 ovo, levemente batido
    1 colher de chá de suco de limão
    350g de grãos de milho, cortados de 3 espigas de milho grandes
    4 cebolinhas, em fatias finas
    3 colheres de sopa de coentro picado
    2 colheres de sopa de azeite

    1 abacate, descascado e cortado em fatias
    Suco de ½ limão
    100g de queijo feta, grosseiramente esfarelado
    Punhado de folhas de coentro

    Para preparar o feijão, aqueça o óleo em uma panela em fogo médio. Adicione a cebola e o alho e cozinhe, mexendo, por 2 a 3 minutos, até ficar macio. Adicione o feijão, a pimenta em pó e o caldo. Cozinhe, mexendo e amassando o feijão, por cerca de 5 minutos até obter um purê grosso e espesso.

    Para preparar os bolinhos, coloque a farinha, o fermento, o sal, o coentro, o cominho e a páprica em uma tigela. Adicione o ovo, o suco de limão e 125ml de água e bata até obter uma massa homogênea. Adicione o milho, a cebolinha e o coentro picado e misture bem.

    Aqueça o óleo em uma frigideira em fogo médio e coloque 2 colheres de sopa cheias da mistura para cada bolinho. Achate com uma espátula e cozinhe por 2 minutos de cada lado até dourar e estar totalmente cozido. Repita com a mistura restante.

    Combine todos os ingredientes da salada. Disponha os bolinhos em um prato e sirva com o feijão frito e a salada.

    Milho doce, caranguejo e salada de batata

    Uma trifeta clássica é arranjada ao montar uma salada e fritar as batatas em vez de fervê-las.

    2 colheres de sopa de azeite
    300g de batatas kipfler para bebês, descascadas ou esfregadas e cortadas ao meio
    25g de manteiga
    200g de grãos de milho, cortados de 2 espigas de milho grandes
    200g de carne de caranguejo colhida
    1 cebolinha, cortada em fatias finas
    3-4 raminhos de endro, picado grosseiramente
    Maionese para servir

    Aqueça o óleo em uma panela grande em fogo alto. Adicione as batatas e cozinhe por 5 a 6 minutos de cada lado até dourar e estar cozido. Retire da panela e reserve.

    Limpe a panela com uma toalha de papel e adicione a manteiga. Cozinhe até que esteja começando a dourar, em seguida, adicione os grãos de milho e mexa por 1 a 2 minutos até dourar e ficar cozido.

    Coloque as batatas num prato, cubra com o milho, o caranguejo, a cebolinha e o endro. Sirva com maionese.

    Espiga de milho grelhada com manteiga de pimenta defumada

    Isso é agora: espiga de milho com muito umami, sabores defumados e parmesão ralado para juntar tudo.

    4 espigas de milho, cascas removidas
    2 colheres de chá de azeite
    125g de manteiga amolecida
    1 colher de chá de páprica defumada
    1 pimenta vermelha, sem sementes e picada
    2 colheres de sopa de folhas de coentro picadas
    2 colheres de chá de missô branco
    1 colher de sopa de açúcar mascavo macio

    Parmesão ralado a gosto

    Leve uma panela grande com água para ferver, acrescente o milho e escalde por 2 minutos. Escorra e pincele com azeite. Aqueça a churrasqueira a médio e cozinhe o milho, com a tampa da churrasqueira abaixada, por 8 a 10 minutos ou até ficar macio, virando ocasionalmente.

    Enquanto isso, misture a manteiga, o colorau, a pimenta, o coentro, o missô e o açúcar em uma tigela. Tempere com sal marinho e pimenta-do-reino moída na hora a gosto.

    Para servir, pincele as espigas de milho com a manteiga de malagueta esfumada e sirva com queijo parmesão ralado.

    Preparação de alimentos: Nick Banbury Props merchandising: Megan Morton


    Receita: Puckett's Grocery and Restaurant Corn Cakes

    Os cardápios do Dia de Ação de Graças variam muito em todo o país, mas o molho (ou recheio) parece ser um dos componentes mais universais. De acordo com fontes confiáveis, minha mãe faz um excelente molho para pão de milho, mas você não vai ouvir isso de mim porque eu não posso comer a coisa. Eu simplesmente não gosto disso. Ou recheio. E é estranho, porque eu gosto de quase todos os tipos de carboidratos cafonas e cafonas.

    Na verdade, adoro pão de milho em quase todas as outras formas que consigo imaginar. Eu gosto de muffins de amarelo doce, branco amargo e de milho. Amo tamales, bolos de polenta e arepas, também meu amor por pão de milho não conhece fronteiras culturais.

    Recentemente, estive em um chute de bolo de milho. Inspirado por uma viagem ao Mercearia e Restaurante Puckett original em Leiper’s Fork no verão passado, minhas refeições tradicionais agora são servidas com esses discos amarelos de bondade. O que é ótimo é que posso fazer uma grande quantidade e refrigerar ou congelar o que não preciso e, em seguida, reaquecer no forno e eles estão tão bons quanto acabados de fazer.

    Perguntei se Puckett se importaria de compartilhar a receita e eles agradeceram, embora geralmente façam um lote enorme, então as medições são um pouco incomuns. Independentemente disso, você pode fazer essa massa facilmente em casa, principalmente se souber a consistência que está procurando, que deve ser espessa o suficiente para espalhar um pouco depois de despejar para manter uma altura de cerca de um quarto de polegada. O bolo de milho está pronto para virar quando (como com panquecas normais), você pode ver bolhas no topo e que já está quase pronto. Eu cozinho o meu em uma frigideira elétrica levemente untada com óleo, mas qualquer frigideira serve. Receita depois do salto.

    Puckett's Cajun Corncakes
    (deve render cerca de 25)

    1 libra de fubá com fermento
    ½ libra de farinha com fermento
    ½ libra de açúcar granulado
    1 colher de chá de pimenta vermelha esmagada
    3 ¼ xícaras de leitelho
    1/8 xícara de pimentão vermelho picado
    1/8 xícara de pimentão verde picado
    ¼ xícara de cebola amarela picada

    Misture os ingredientes secos em uma tigela grande. Adicione o leitelho, pimentão e cebola. Misture bem. Deixe subir descoberto. Mexa para fora as bolsas de ar. Frio. Frite em uma grelha plana usando uma concha ou colher de 2 onças.


    Huaraches (bolos ovais de milho masa) com chouriço e salsa

    Em uma tigela média, misture masa harina e 3/4 colher de chá de sal e 1 xícara mais 2 colheres de sopa de água quente. Cubra com filme plástico e deixe descansar enquanto prepara o feijão e o chouriço. Em um processador de alimentos, processe o feijão até ficar totalmente homogêneo. Misture um pouco de água, se necessário, para espalhar (mas ainda bem grosso). Coloque o chouriço em uma frigideira média. Coloque em fogo médio. Cozinhe - mexa regularmente para quebrar os pedaços - cerca de 4 minutos, até ficar bem cozido. Se houver muita gordura fundida, jogue fora o excesso e descarte. Deixou de lado.

    Aqueça uma frigideira bem temperada ou antiaderente ou uma frigideira pesada em fogo médio. Se necessário, amasse algumas gotas de água na massa para dar a consistência de uma massa de biscoito macia. Divida em 8 porções, cubra com plástico. Um por um, forma Huaraches: Forre a prensa de tortilha com dois pedaços de plástico cortados para encaixar as placas (corte de um saco de armazenamento de alimentos - plástico mais grosso funciona melhor para iniciantes) Enrole uma porção de masa em forma de ovo, pressione o polegar no meio para fazer um buraco longo, profundo e largo. Colher em 2 colheres de chá de feijão, (masa parecerá uma canoa quando o buraco for do tamanho certo para caber os feijões) Aperte a massa em volta do feijão para envolvê-la completamente. Enrole suavemente em forma de charuto com cerca de 12 centímetros de comprimento.

    Usando a tortilla press, pressione suavemente entre as folhas de plástico - perpendicular à alça da prensa - em formato oval de 6 polegadas. Retire a folha de plástico superior. Vire - com o lado descoberto para baixo - sobre os dedos de uma das mãos e retire com cuidado o segundo pedaço de plástico. Em um movimento fluido, role o huarache para fora da mão e coloque-o na frigideira ou frigideira. Após cerca de 1 minuto, vire e leve ao forno por mais 2 minutos até dourar levemente. Retire para um prato e cubra levemente com plástico.

    Prepare o molho de tomatillo (ou outro), o queijo ralado e os rabanetes. Despeje óleo suficiente em sua chapa ou frigideira para cobrir bem. Defina em fogo médio a médio-alto. Quando estiver bem quente, coloque tantos huaraches quantos couberem em uma única camada. Quando estiver crocante por baixo - 1 1/2 minutos - vire. Espalhe cada um com cerca de 1 1/2 colher de sopa de molho, polvilhe com um pouco de chouriço e polvilhe com queijo. Deixe crocante por um ou dois minutos, depois deslize para uma travessa ou pratos individuais e decore com os rabanetes. (Se estiver trabalhando em lotes, vá em frente e sirva as primeiras huaraches prontas enquanto termina o restante.) Passe a salsa extra para seus convidados adicionarem como desejarem.


    Minha receita favorita de pão de milho

    Pão de milho é como macaroons de coco. Comparação aleatória, mas eu prometo que é verdade. Ambos os clássicos são muito fáceis, mas seu sucesso depende da proporção dos ingredientes. Quando feito da maneira errada, o pão de milho (e os macarons!) Fica seco, quebradiço e sem sabor. Mas, quando bem feito, esse alimento básico é rico, macio, úmido, saboroso e muito amanteigado.

    Usei a receita de pão de milho da minha mãe como ponto de partida. Eu brinquei com manteiga x óleo, leite normal x leitelho e a proporção de farinha para fubá. Aqui está o que aprendi:

    1. Manteiga: A manteiga é um dos sabores principais desta receita de broa de milho. Embora o óleo deixe o pão de milho luxuosamente macio, acho que falta sabor ao pão se não houver manteiga. Como a manteiga não torna o pão tão úmido quanto o óleo, eu o combino com soro de leite coalhado.
    2. Soro de leite coalhado: O soro de leite coalhado torna os bolos, muffins e pães ainda mais úmidos. Ele adiciona muito sabor e você também notará esse sabor na minha receita de pão sem fermento.
    3. Fubá: A farinha de milho é outro sabor principal. Partes iguais de fubá e farinha fazem o MELHOR pão de milho. Com 1 xícara de fubá, você obtém muito sabor e bordas mega crocantes.
    4. Açúcar mascavo: Um pouco de açúcar mascavo e mel complementam o sabor do milho. Açúcar branco comum é bom, mas por que usar açúcar branco insípido quando você pode usar açúcar mascavo enriquecido com melaço? Porque faz a diferença.


    Eu sou Todd Wilbur, Hacker de comida crônica

    Por 30 anos, tenho desconstruído os alimentos de marca mais icônicos da América para fazer as melhores receitas de clones originais para você usar em casa. Bem-vindo ao meu laboratório.

    Inclui oito (8) receitas de 79 ¢ à sua escolha todos os meses!

    ($ 23,88 anualmente) *
    Economize $ 12 em comparação ao mês

    Inclui oito (8) receitas de 79 ¢ à sua escolha todos os meses!

    Nunca pensei que pãezinhos fossem algo com que pudesse ficar animado até que coloquei a mão no cesto de pão do Texas Roadhouse. Os pãezinhos acabam de sair do forno e chegam à mesa quando você faz isso, então não há espera para se rasgar em um pão doce magnificamente pegajoso coberto com manteiga de canela macia. A primeira mordida que você der fará você pensar em um pãozinho de canela fresco, e então você não conseguirá parar de comê-lo. E quando o primeiro lançamento acaba, você fica impotente para resistir a agarrar apenas mais um. Mas nunca é apenas mais um. São mais dois ou três, mais alguns extras para levar para casa amanhã.

    Descobrir o segredo para fazer em casa pãezinhos com gosto tão bom quanto os reais envolveu fazer vários lotes de massa, cada um mais doce que o anterior (adoçado com açúcar, não mel - eu verifiquei), até um lote bem pegajoso, à prova de 2 horas, produziu exatamente o que eu estava procurando. Você pode fazer a massa com uma batedeira ou de mão, a única diferença é que você deve amassar a massa com as mãos, sem batedeira. Ao trabalhar com a massa adicione um pouco de farinha de cada vez para evitar que grude, e saiba que a massa ficará menos pegajosa e mais trabalhável após a primeira levedura.

    Abra a massa e meça conforme especificado aqui, e depois de uma prova final e um assado rápido - além de uma pincelada generosa de manteiga nas pontas - você produzirá pãezinhos que parecem e têm gosto dos melhores pãezinhos que já provei qualquer cadeia de jantares americana famosa.

    Conseguir uma mesa no restaurante original Rao's de 123 anos, na cidade de Nova York, é quase impossível. As mesas são "propriedade" de clientes regulares que programam suas refeições com meses de antecedência, então todas as mesas ficam cheias todas as noites, e tem sido assim nos últimos 38 anos. A única maneira de um estranho conseguir provar o molho marinara fresco do restaurante é sendo convidado por um cliente regular.

    Se isso não estiver nas estrelas para você, você pode comprar uma garrafa do molho em seu mercado local (se eles tiverem). Não será fresco e provavelmente será o molho mais caro da loja, mas ainda tem aquele sabor maravilhoso de Rao. Uma solução ainda melhor é copiar o molho para você usando este novo e muito fácil hack.

    O atual coproprietário da Rao's, Frank Pellegrino Jr., disse bom apetite em 2015 que o famoso molho marinara foi criado por sua avó há muitos anos, e o molho que você compra nas lojas é a mesma receita servida em seus restaurantes. Os ingredientes são comuns, mas escolher corretamente o ingrediente principal - tomates - é importante. Tente encontrar tomates em lata inteiros no estilo San Marzano, de preferência da Itália. Eles são um pouco mais caros do que os tomates enlatados típicos, mas eles vão lhe dar um ótimo molho.

    Após 30 minutos de cozimento, você vai acabar com aproximadamente a mesma quantidade de molho que em uma grande jarra de comida real. Sua versão provavelmente será um pouco mais brilhante e melhor do que a engarrafada, graças aos ingredientes frescos. Mas agora você pode comer quando quiser, sem reservas, em uma mesa tu ter.

    Você também pode gostar da minha receita nº 1 de 2019, Texas Roadhouse Rolls.

    Descrição do Menu: "Feito do zero em nossas cozinhas com batatas frescas Grau A Fancy Russet, cebola fresca picada, queijo Colby natural e especiarias. Cozidas frescas durante todo o dia."

    No final dos anos 60, Dan Evins era um "jobber" da Shell Oil em busca de uma nova forma de comercializar a gasolina. Ele queria criar um lugar especial que despertasse a curiosidade e puxasse os viajantes para fora das rodovias. Em 1969, ele abriu o primeiro Cracker Barrel perto da Interstate 40 em Lebanon, Tennessee, oferecendo gás, comida de estilo country e uma seleção de antiguidades para venda. Hoje, existem mais de 529 lojas em 41 estados, com cada restaurante ainda projetado como uma parada de descanso do país e loja de presentes. Na verdade, essas lojas que vendem em média 4.500 itens diferentes cada um fizeram da Cracker Barrel o maior varejista de artesanato acabado de fabricação americana nos Estados Unidos.

    Aqueles que conhecem o Cracker Barrel adoram o restaurante por seus deliciosos cafés da manhã caseiros. Esta caçarola, feita com batatas cortadas em fatias de hash brown, queijo Colby, leite, caldo de carne e especiarias, é servido com muitos dos pratos clássicos de café da manhã no restaurante. A receita aqui é projetada para uma frigideira que também é segura para colocar no forno (portanto, sem alças de plástico). Se você não tiver um desses, pode facilmente transferir a caçarola para uma assadeira após terminar de cozinhar no fogão.

    Adora o Cracker Barrel? Confira minhas outras receitas de clones aqui.

    A primeira loja de pretzel da Auntie Anne foi inaugurada em 1988 no coração da região dos pretzel - um mercado de fazendeiros Amish da Pensilvânia. Mais de 500 lojas depois, Auntie Anne's é uma das receitas secretas de clones mais solicitadas, especialmente na internet. Muitas das receitas de pretzel macios da tia Anne imitadoras divulgadas na web exigem farinha de pão e algumas usam mel como adoçante. Mas ao estudar o kit caseiro de pretzel da Tia Anne no laboratório subterrâneo secreto, descobri uma solução melhor para recriar as delícias do shopping do que qualquer receita de clone por aí. Para obter uma massa de melhor qualidade, você só precisa de farinha de trigo. E o açúcar de confeiteiro funciona muito bem para adoçar perfeitamente a massa. Agora você só precisa decidir se quer fazer os pretzels salgados mais tradicionais ou os doces com cobertura de açúcar e canela. Decisões decisões.

    Esta versão reduzida de 220 unidades do P.F. O Chang’s China Bistro é voltado para o público do almoço com um menu menor que inclui caixas de bento, tigelas e pequenos pratos. O mais vendido no menu é o frango com laranja, que, devo dizer, é um frango com laranja muito bom. Obviamente, um clone é necessário para este, stat.

    O nome “Wei Better Orange Chicken” é uma chamada competitiva ao frango com laranja exclusivo do Panda Express, que é feito com frango pré-empanado e congelado. Pei Wei afirma que seu frango com laranja é preparado todos os dias do zero, com frango que nunca é congelado, então, criaremos nosso clone da mesma maneira. Mas, em vez de montar o prato em uma wok sobre um fogão rápido de alta chama como eles fazem no restaurante, vamos preparar o molho e o frango separadamente e, em seguida, misturá-los com fatias de laranja frescas antes de servir.

    Já agora, este prato vai muito bem com arroz branco ou castanho, por isso não se esqueça de fazer.

    Elaborar um clone da Lasagna Classico com assinatura do Olive Garden tornou-se a oportunidade perfeita para criar uma bela receita de lasanha em várias camadas que usa toda a caixa de macarrão de lasanha e enche a assadeira até o topo. Esta receita secreta faz uma lasanha que pesa quase 5 quilos na balança e alimenta bocas famintas por dias, com todas as deliciosas camadas copiadas diretamente do original Olive Garden cuidadosamente dissecado.

    Encontrei algumas informações confiáveis ​​em um vídeo de um chef do Olive Garden demonstrando o que ele afirma ser a fórmula real em um noticiário do meio-dia, mas a receita foi abreviada para a TV e o chef deixou de fora algumas informações cruciais. Um ingrediente que ele visivelmente deixou de fora da receita é a camada secreta de queijo Cheddar localizada perto do meio da pilha. Eu não esperava encontrar Cheddar na lasanha, mas quando separei cuidadosamente as camadas de várias porções do prato original, havia o sabor dourado do queijo derretido em cada fatia.

    Esta receita de clone fará o suficiente para 8 porções grandes, mas se você fizer fatias um pouco menores, este alimento é facilmente suficiente para encher doze barrigas que adoram lasanha. Se você gosta de lasanha, vai adorar essa versão.

    Navegue por minhas outras receitas de clones do Olive Garden aqui.

    A Jerrico, Inc., empresa controladora da Long John Silver's Seafood Shoppes, teve seu início em 1929 como uma barraca de hambúrguer com seis bancos chamada White Tavern Shoppe. Jerrico foi iniciado por um homem chamado Jerome Lederer, que viu as treze unidades de Long John Silver diminuírem na sombra da Segunda Guerra Mundial para apenas três unidades. Então, com determinação, ele começou a reconstruir. Em 1946, Jerome lançou um novo restaurante chamado Jerry's e foi um sucesso estrondoso, com crescimento em todo o país. Em seguida, ele arriscou-se no que seria seu empreendimento de maior sucesso em 1969, com a inauguração do primeiro Long John Silver's Fish 'n' Chips. O nome foi inspirado na Ilha do Tesouro de Robert Louis Stevenson. Em 1991, havia 1.450 Long John Silver Seafood Shoppes em 37 estados, Canadá e Cingapura, com vendas anuais de mais de US $ 781 milhões. Isso significa que a empresa detém cerca de 65% dos negócios de frutos do mar de serviço rápido de US $ 1,2 bilhão.

    Descrição do Menu: "Bife rapidamente cozido com cebolinha e alho."

    Os amantes de carne enlouquecem com este no restaurante. O bife do flanco é cortado em pedaços pequenos contra o grão, depois é levemente polvilhado com fécula de batata (no nosso caso, usaremos amido de milho), frito em óleo e regado com um incrível molho de soja doce e alho. A carne sai macia como pode ser, e o molho simples canta para o seu paladar. Elaborei esta receita para usar uma wok, mas se você não tiver uma, uma frigideira será suficiente (pode ser necessário adicionar mais óleo na frigideira para cobrir a carne na etapa de fritar rapidamente). O molho secreto de P. F. Chang é o que torna este prato tão bom e é versátil. Se você não gosta de carne, pode substituí-la por frango. Ou você pode pincelar com salmão grelhado.

    Clonei muitos dos melhores pratos da P.F. De Chang. Clique aqui para ver se agarrei o seu favorito.

    Ombro de porco refogado e desfiado é um alimento básico da culinária mexicana que Chipotle prepara com uma mistura simples de sabores e um ingrediente surpreendente que você pode não esperar: bagas de zimbro. Depois de rastreá-los (são fáceis de encontrar online), os frutos são combinados com tomilho e folhas de louro em um líquido refogado que transformará sua própria carne de porco assada em algo lindo que pode ser triturado em menos de 3 horas. Depois, você pode usar suas carnitas recém-clonadas em tacos, burritos ou em uma tigela com arroz e feijão, como fazem no restaurante.

    Ao escolher o seu porco assado, tente encontrar um sem muita gordura. Se o assado tiver uma camada grossa de gordura, retire o excesso. Você quer um pouco de gordura no líquido para refogar, mas se a tampa de gordura for muito grossa, ela pode não se desintegrar totalmente e você obterá pedaços de gordura no pedaço.

    Freqüentemente, presume-se que a bunda de porco é da parte de trás do porco, embora os cortes da região de trás já tenham um nome: presunto. A bunda de porco, também conhecida como bunda de Boston, é cortada da outra extremidade, a parte superior do ombro do porco. É chamado de "butt" porque na pré-guerra revolucionária da Nova Inglaterra os assados ​​eram armazenados e transportados em barris chamados de "butts", e o nome confuso pegou.

    Os chefs talentosos do Benihana cozinham alimentos em churrasqueiras hibachi com talento e carisma, tratando a preparação como um pequeno show de palco. Eles fazem malabarismos com saleiros e pimenteiros, cortam a comida na velocidade da luz e jogam o camarão e os cogumelos perfeitamente em pratos de servir ou em seu chapéu alto de chef.

    Um dos acompanhamentos que todos parecem adorar é o arroz frito. No Benihana, este prato é preparado por chefs com arroz pré-cozido em churrasqueiras hibachi abertas, e é pedido à la cart para complementar qualquer prato Benihana, incluindo bife de Hibachi e frango. Gosto quando o arroz é jogado na grelha quente de hibachi e parece ganhar vida ao chiar e dançar como um punhado de feijões saltitantes. Ok, então eu me divirto facilmente.

    Esta receita de arroz frito japonês Benihana vai bem com praticamente qualquer entrada japonesa e pode ser parcialmente preparada com antecedência e mantida na geladeira até que o resto da refeição esteja quase pronto.

    No início dos anos 90, o Boston Chicken estava arrasando. O estoque da rede de substitutos de refeição doméstica estava disparando e as filas estavam cheias de clientes famintos esperando para cravar os dentes em uma porção do delicioso frango assado da rede. A rede de frango teve tanto sucesso que a empresa rapidamente decidiu que era hora de apresentar outras opções de entradas, a primeira delas era um delicioso bolo de carne de lombo moído coberto com molho barbecue. Mas oferecer as outras entradas apresentava um dilema à empresa: o que fazer com o nome. Os figurões decidiram que era hora de mudar o nome para Boston Market, para refletir um menu mais amplo. Isso significou substituir as placas em centenas de unidades e reformular as campanhas de marketing. Essa mudança de nome, somada à rápida expansão da rede e ao crescimento de outros conceitos semelhantes de refeições caseiras, fizeram a empresa entrar em parafuso. Em 1988, o ganso do Boston Market estava cozido e a empresa pediu concordata. Logo o McDonald's entrou em cena para comprar a empresa, com a ideia de fechar muitas das lojas para sempre, e colocar a Golden Arches no resto. Mas esse plano foi abandonado quando, depois de vender muitos dos mercados de baixo desempenho de Boston, a rede começou a voar novamente. Um ano após a aquisição, o Boston Market era lucrativo e as refeições com sabor caseiro ainda são servidas em mais de 700 restaurantes do Boston Market em todo o país.

    Que tal alguns daqueles acompanhamentos famosos do Boston Market para acompanhar sua receita de bolo de carne imitando? Clonei todos os melhores aqui.

    Uma receita de pão doce português inspirou os pãezinhos moles que se tornaram um grande sucesso na padaria e restaurante Robert Tiara's em Honolulu, Havaí, na década de 1950. Não demorou muito para que Robert mudasse o nome de seu próspero negócio para King's Hawaiian, e em 1977 a empresa abriu sua primeira padaria no continente, em Torrance, Califórnia, para fazer os agora famosos pãezinhos doces da ilha vendidos em lojas em todo o nós

    King’s Hawaiian Rolls são semelhantes aos Texas Roadhouse Rolls no sentido de que ambos são almofadados e doces, então fez sentido desenterrar minha receita de clone do Texas Roadhouse Rolls e usá-la como ponto de partida. Esses novos rolos tinham que ser um pouco mais macios e doces, então fiz alguns ajustes e adicionei um pouco de ovo para dar cor. E ao assar a massa em uma assadeira de borda alta com 24 bolinhas de massa bem colocadas juntas, terminei com lindos pãezinhos que se adaptaram bem à ocasião, formando um pão rasgável como o original, mas com ingredientes limpos, e sem os condicionadores de massa encontrados nos rolos embalados.

    Use esses pãezinhos doces fofos para sanduíches, deslizantes ou simplesmente aquecidos e untados com manteiga europeia macia.

    Esta receita foi a nossa 3ª receita mais popular em 2020. Confira as outras quatro receitas mais desbloqueadas do ano: Molho Marinara Caseiro de Rao (nº 1), Olive Garden Lasagna Classico (nº 2), Pei Wei Better Orange Chicken (nº 4) , Chipotle Mexican Grill Carnitas (# 5).

    Nos comerciais do Bush's Beans, Duke, o golden retriever da família, quer vender a receita secreta da família, mas a família Bush sempre o impede. O cachorro é baseado no golden retriever da vida real da família Bush, e a campanha, que começou em 1995, fez de Bush o cachorro grande do mercado de feijão enlatado praticamente da noite para o dia. Sua fórmula confidencial de feijão cozido é considerada um dos 10 maiores segredos de receitas nos EUA.

    A Bush Brothers & amp Company enlatava uma variedade de frutas e vegetais por mais de 60 anos quando, em 1969, a empresa criou feijão cozido em lata usando uma receita apreciada de uma matriarca da família. As vendas saltaram de 10 mil caixas no primeiro ano para mais de 100 mil caixas em 1970. E apenas um ano depois as vendas atingiram um milhão de caixas. Hoje, o Bush's fabrica mais de 80 por cento dos feijões cozidos em lata vendidos nos EUA, e a receita secreta da família permanece um segredo culinário, apesar das tentativas de Duke. Uma réplica do livro de receitas original - sem a receita original nele (drat!) - está em exibição no centro de visitantes da empresa em Chestnut Hill, Tennessee.

    Eu escolhi hackear a versão “Country Style” de Bush’s Beans porque eu não acho que o sabor Original tenha o suficiente, uh, sabor. O Country Style é semelhante ao Original, mas mais rico, com mais açúcar mascavo. A receita começa colocando pequenos feijões brancos secos em uma salmoura durante a noite. O sal da água ajuda a amolecer as peles, mas não as deixe de molho por mais de 14 horas ou elas podem começar a cair.

    Minhas primeiras versões tinham um gosto ótimo, mas faltava a cor marrom escuro dos verdadeiros grãos de Bush, que incluem corante caramelo - um ingrediente que pode ser difícil de encontrar sozinho. Acabei descobrindo que o molho "browning", Kitchen Bouquet, adicionará a cor caramelo escuro necessária à nossa versão caseira dos grãos para que eles se pareçam com a coisa real.

    Esta receita foi a nossa 5ª mais popular em 2019. Confira as outras quatro receitas mais desbloqueadas do ano: Texas Roadhouse Rolls (# 1) KFC Extra Crispy Fried Chicken (# 2), Olive Garden Braised Beef Bolognese (# 3), Pizzeria Uno Chicago Deep Dish Pizza (# 4).

    No início de 1985, o restaurateur Rich Komen sentiu que havia um nicho de especialidade em serviço de comida de conveniência esperando para ser preenchido. Sua ideia era criar um outlet eficiente que pudesse servir pãezinhos de canela feitos na hora em shoppings de todo o país. Komen e sua equipe levaram nove meses para desenvolver uma receita de pãozinho de canela que ele sabia que os clientes considerariam "o pãozinho de canela mais fresco, mais pegajoso e de dar água na boca já provado". O conceito foi testado pela primeira vez no shopping Sea-Tac de Seattle no final daquele ano, com trabalhadores misturando, revisando, enrolando e assando os rolos à vista dos clientes. Agora, mais de 626 pontos de venda depois, Cinnabon se tornou a padaria de pão de canela de crescimento mais rápido no mundo.

    Para obter o seu Frango Extra Crispy tão crocante, o KFC põe o frango duas vezes. Este empanado duplo dá ao frango seu exterior ultra crocante e crocante extra, que é uma textura diferente do menos crocante Receita de Frango Original que é empanado apenas uma vez e frito sob pressão.

    Tal como acontece com meu hack KFC Original Recipe, devemos primeiro salmoura o frango para dar-lhe sabor e umidade por completo, como a coisa real, então o frango é à milanesa e frito até dourar. O KFC usa galinhas pequenas que cozinham mais rápido, mas galinhas pequenas podem ser difíceis de encontrar. Se suas partes de frango forem grandes, elas podem não cozinhar até o fim nos 12 a 15 minutos de fritura que estou especificando aqui. Para ter certeza de que o frango está cozido, comece a fritar com os pedaços mais grossos, como os peitos, e coloque-os no forno a 300 graus enquanto termina com os pedaços menores. Isso manterá o frango quente e crocante e, mais importante, garantirá que ele esteja perfeitamente cozido.

    No meu programa CMT Receita secreta Conversei com Winston Shelton, um amigo de longa data do fundador do KFC Harland Sanders. Winston viu a receita secreta escrita à mão do Coronel para o frango Receita Original e me disse que um dos ingredientes secretos é pimenta preta Tellicherry. É uma pimenta-do-reino mais cara e de melhor sabor, que vem da costa do Malabar, na Índia, e você deve usá-la aqui se puder encontrar. Winston me puxou de lado e sussurrou esse segredo para mim quando pensou que estávamos fora das câmeras, mas nossos microfones e câmeras muito alertas captaram a coisa toda e nós colocamos no ar.

    Eu publiquei este hack pela primeira vez em Ainda mais receitas secretas, mas recentemente apliquei alguns segredos e dicas recém-adquiridos para fazer esta versão muito melhorada de uma das receitas de frango frito mais conhecidas do mundo.

    Esta receita foi a 2ª mais popular em 2019. Confira as outras quatro receitas mais desbloqueadas do ano: Rolinhos Texas Roadhouse (nº 1), Olive Garden Braised Beef Bolognese (nº 3), Pizzeria Uno Chicago Deep Dish Pizza (nº 4) ), Feijão Assado Estilo Country de Bush (# 5).

    Por muitos anos, esta entrada tem sido uma escolha de menu principal no Maggiano's, a rede italiana de 54 unidades da Brinker, a mesma empresa que opera o Chili's Grill & amp Bar. O prato do restaurante de US $ 30 consiste em três bifes de lombo de 60 gramas, nadando em um fantástico molho de creme balsâmico com cogumelos portobello fatiados - mas uma versão caseira do prato exclusivo está a apenas sete passos fáceis de distância, e não vai te acertar na carteira tão difícil quanto o original caro.

    Quebrar este prato exigiu um corte perfeito do molho, e isso veio rapidamente depois de obter algumas informações muito confiáveis ​​do meu servidor / informante incrivelmente útil em um Las Vegas Maggiano's. Vamos chamá-lo de Skippy.

    De acordo com Skippy, o molho de creme balsâmico é tão simples quanto misturar um esmalte balsâmico doce com o molho alfredo cremoso da rede. Então, primeiro peguei uma amostra do molho Alfredo de Maggiano e descobri como replicá-lo. Feito isso, medi incrementos de esmalte balsâmico no molho alfredo até que a cor e o sabor combinassem com o original. O resto da receita foi fácil.

    Esta receita fará duas porções do prato e inclui o preparo dos filés e do molho. Se você gostaria de completar o prato da forma como é servido no restaurante (como na foto), adicione um pouco de purê de batata com alho ao lado, usando meu hack para Olive Garden Garlic Purê de Batata.

    Descrição do menu: “Molho cremoso de vinho marsala com cogumelos sobre peito de frango grelhado, recheado com queijos italianos e tomate seco. Servido com purê de batata com alho. ”

    Esta receita inclui um molho de marsala que até mesmo quem odeia o molho de marsala vai gostar. Minha esposa é uma daquelas pessoas que odeia, mas quando ela experimentou este molho, seus olhos brilharam e ela implorou por mais. Isso é ótimo, agora eu não terei que comer sozinho.

    O delicioso molho de marsala do Olive Garden não é apenas cortado aqui (e é fácil de fazer), você também obterá a cópia do recheio de queijo italiano incrível da rede que vai entre os dois filés de frango assados ​​na frigideira. Construa, tempere, sirva. A apresentação é incrível, e o sabor vai acalmar sua alma.

    Experimente este prato emparelhado com meu clone recente de Batata Purê de Alho Olive Garden para o O.G. Experiência de frango recheado Marsala.

    Uma exigência de qualquer visita a Chicago é comer pelo menos uma fatia de pizza deep dish na cidade que a aperfeiçoou. A pizza de prato fundo rapidamente se tornou um grampo de Chicago depois que Ike Sewell e Ric Riccardo abriram a primeira Pizzeria Uno em 1943 e serviram um novo estilo saudável de pizza construída em uma forma de bolo de borda alta. A crosta do fermento estava macia e escamosa, como uma massa, e o queijo foi colocado sob o molho para que não queimasse em um forno quente durante o longo tempo de cozimento.

    While researching a home hack of this now-iconic recipe, I discovered an unexpected technique that I hadn’t seen in other deep dish recipes. Employees told me the pizza crusts are partially cooked each morning to cut down on the wait time for customers. Before the restaurant opens each day, cooks press the dough into a pan and then sprinkle it with a little shredded cheese. The shells are then partially baked and set aside. Later, when an order comes in, the pizza is built into one of the par-baked crusts and finished off. This way customers get their food faster, and the tables turn over quicker.

    Copying that delicious, flakey crust was the task that took me the longest. After two weeks of baking, I finally settled on a formula that was a mash-up of yeast dough and pie crust and made a perfectly tender deep dish crust, with great flavor that exactly mimicked the original. If you like Uno, you will love this.

    Regarding the cheese: be sure your cheese is at room temperature, not cold, or it may not melt all the way through. Also, it’s best if you buy cheese by the block and shred it yourself. Pre-shredded cheese is dusted with cornstarch so that the shreds don’t stick together in the bag, and it won’t melt as smoothly as cheese you shred by hand.

    This recipe will make enough sauce for two pizzas. I just thought you should know that in case you get the urge to make another deep dish after this one disappears.

    This recipe was our #4 most popular in 2019. Check out the other four most unlocked recipes of the year: Texas Roadhouse Rolls (#1) KFC Extra Crispy Fried Chicken (#2), Olive Garden Braised Beef Bolognese (#3), Bush's Country Style Baked Beans (#5).

    By sneaking around to the back of a HoneyBaked Ham store I witnessed the glazing process through an open door. The hams are delivered to each of the 300 HoneyBaked outlets already smoked, but without the glaze. It is only when the ham gets to your local HoneyBaked store that a special machine thin-slices the tender meat in a spiral fashion around the bone. Then, one at a time, each ham is then coated with the glaze—a blend that is similar to what might be used to make pumpkin pie. This sweet coating is then caramelized with a blowtorch by hand until the glaze bubbles and melts, turning golden brown. If needed, more of the coating is added, and the blowtorch is fired up until the glaze is just right. It's this careful process that turns the same size ham that costs 20 dollars in a supermarket into one that customers gladly shell out 3 to 4 times as much to share during the holiday season.

    For this HoneyBaked Ham glaze copycat recipe, we will re-create the glaze that you can apply to a smoked/cooked bone-in ham of your choice. Look for a ham that is pre-sliced. Otherwise you'll have to slice it yourself with a sharp knife, then the glaze will be applied. To get the coating just right you must use a blowtorch. Get the kind that is used for creme brulee from almost any kitchen supply store. They're usually pretty cheap. And don't worry—I didn't leave out an ingredient. No honey is necessary to re-create this flavorful glaze.

    The Southern-themed chain famous for its gift shops filled with made-in-America products and delicious homestyle food is also known to have a particularly good meatloaf. This dish ranks high in popularity, right up there with the Chicken ‘n Dumplins and the Hash Brown Casserole, so a good hack is long overdue.

    Making meatloaf is easy. What’s hard is making it taste like the meatloaf at Cracker Barrel which is tender and juicy, and flavored with onion, green pepper, and tomato. I sought to turn out a moist and tender loaf of meat, and one that’s not dry and tough, but my first attempts were much too dense. I wasn’t happy about that, but my dog was thrilled.

    After playing around with the eggs-to-breadcrumbs-to-milk ratios and being careful to use gentle hands when combining everything and pressing it into the loaf pan, the final batch was a winner and I get to pass it along to you.

    It's best to use a meatloaf pan here which has an insert that lets the fat drip to the bottom, away from the meat. A regular loaf pan will still work, but you’ll want to pour off the fat in the pan before slicing.

    Satisfy your Cracker Barrel cravings with more of my copycat recipes here.

    Um alimento básico popular em qualquer rede chinesa é o arroz frito, então é melhor que seja bom, e a versão servida no Panda Express com certeza é. Aqui está um hack fácil quando você precisa de um lado sem estresse e de baixo custo para suas entradas. But I do suggest that you cook the white rice several hours or even a day or two before you plan to make the finished dish. I found that the cooked rice called for in this recipe works best when it's cold.

    As for a shortcut, bagged frozen peas and carrots will save you from the hassle of petite-dicing carrots since the carrots in those bags are the perfect size to produce an identical clone. And they're already cooked.

    Now, how about some Honey Walnut Shrimp, or Beijing Beef to go with that rice? Find all my Panda Express copycat recipes here.

    I first created the clone for this Cajun-style recipe back in 1994 for the second TSR book, More Top Secret Recipes, but I've never been overjoyed with the results. After convincing a Popeyes manager to show me the ingredients written on the box of red bean mixture, I determined the only way to accurately clone this one is to include an important ingredient omitted from the first version: pork fat. Emeril Lagasse—a Cajun food master—says, "pork fat rules," and it does. We could get the delicious smoky fat from rendering smoked ham hocks, but that takes too long. The easiest way is to cook 4 or 5 pieces of bacon, save the cooked bacon for another recipe (or eat it!), then use 1/4 cup of the fat for this hack. As for the beans, find red beans (they're smaller than kidney beans) in two 15-ounce cans. If you're having trouble tracking down red beans, red kidney beans will be a fine substitute.

    Can't get enough Popeyes? Find all of my recipes here.

    The easy-melting, individually-wrapped Kraft Cheddar Singles are a perfect secret ingredient for this Panera Bread broccoli cheddar soup recipe that's served at this top soup stop. In this clone, fresh broccoli is first steamed, then diced into little bits before you combine it with chicken broth, half-and-half, shredded carrot, and onion. Now you're just 30 minutes away from soup spoon go-time.

    Click here for more of my copycat Panera Bread recipes.

    Over a century ago, Detroit, Michigan became the Coney Island chili dog capital of the world, even though Coney Island is nowhere near there. Greek immigrants who entered the U.S. through Ellis Island adapted a recipe for the hot dogs they ate while visiting Coney Island, New York, on their way to the Midwest. When they settled in southern Michigan, many opened restaurants to sell their clones of the food they ate when they first got to America, turning New York-style Coney Dogs into a Midwest phenomenon.

    Two of the most famous Coney Island restaurants in Detroit are Lafayette Coney Island and its next-door neighbor, American Coney Island. The two buildings were originally one building with a single restaurant inside, built by brothers Gus and Bill Keros in 1915. But somewhere along the way the brothers had a falling out and split the restaurant in half, right down the middle, and it stayed that way. Today, the two Coney Island restaurants are under different ownership, but they still remain next-door rivals.

    I decided the best Coney dog to hack is from American Coney Island, not only because of the restaurant’s deep history, but also because I was able to order the chili dogs shipped to my house in a kit. That’s always good news, since shipped foods must list ingredients, and I get to see exactly what’s in the chili. Built the traditional way, a typical Detroit Coney Island chili dog features a natural-casing hot dog in a soft white bun, smothered in chili sauce, drizzled with mustard, and topped with a pile of diced sweet onion. The kit came with everything I needed, including the tub of chili with clearly-labeled ingredients that I was counting on.

    With the help of that information, I was able to create a thick, flavorful chili sauce that you can use on your favorite hot dogs to make a delicious clone. Crushed soda crackers thicken the chili, and extra beef fat adds a smooth quality that mimics the famous 100-year-old recipe.

    The chili must simmer for four hours to properly tenderize the meat, so plan your Coney dog cloning adventure accordingly.

    And now if you're craving French fries, try my Mcdonald's Fries copycat recipe here.

    There are many acceptable ways to formulate good queso, but to make this specific queso the ingredients must be correct, and most copycat recipes seem to get it wrong. A few recipes get one of the peppers and two of the cheeses right, but pretty much every recipe out there is a bit of a mess that I will now save you from.

    Quesos can be made with a variety of cheeses that include queso fresco, asadero, and Muenster, but this particular queso includes a cheese you probably didn’t expect: Swiss. That cheese is slow to melt, so we’ll shred it first, along with the Jack. And you won't need to gum up the queso with flour or cornstarch by making a roux because the white American cheese in the mix contains sodium citrate or sodium phosphate—additives that help the cheese melt smoothly and stay that way.

    Authors of recipes that call for tomatoes in this dish haven’t looked closely. Those are red bell peppers and they are roasted, peeled, and seeded along with the poblano and jalapenos before they are diced and added to the cheese sauce. The sauce cooks on low heat, never bubbling, so that it stays smooth and creamy.

    When done, the queso might seem thin in the pan, but it will thicken as it cools to a perfect consistency for dipping tortilla chips, or as a topping for tacos and burrito bowls.

    Here’s a hack that might help when you feel like doing something special with those steaks in the fridge. Or maybe you have salmon fillets in there? Doesn’t matter, this recipe works great on both. And it also makes a great pasta sauce.

    The secret Toowoomba sauce is a variation on alfredo sauce that Outback served over pasta at one time. These days the sauce is only used to top steak and salmon at the restaurant, but you can also use it on just about any type of pasta.

    In my early batches of the sauce, I noticed that if the shrimp are added at the beginning they get too tough. To solve that problem, I sautéed the seasoned shrimp separately, then added them closer to the end, and they came out perfect.

    Spoon this clone of the Toowoomba sauce over grilled tenderloin filets (or salmon filets) for an easy way to elevate your entrée. This recipe will make enough for four servings.

    If you love Outback Steakhouse, check out my other clone recipes here.

    Popeyes Famous Fried Chicken and Biscuits se tornou a terceira maior rede de frango de serviço rápido do mundo nos vinte e dois anos desde que sua primeira loja foi inaugurada em Nova Orleans em 1972. (KFC tem o slot número um, seguido por Church's Chicken ) Desde então, a rede cresceu para 813 unidades, muitas delas no exterior, na Alemanha, Japão, Jamaica, Honduras, Guam e Coréia.

    Pimenta de Caiena e pimenta branca trazem o calor a este frango frito crocante.

    Gostou desta receita? Ponha as mãos na minha receita secreta de Popeyes Chicken Sandwich e outros pratos Popeyes aqui.

    The barbecue at Jim N' Nick's is good food. But it's the irresistible mini cheese biscuits served with every meal that have become the signature specialty of this 40-store chain. The sweet little biscuits are made from scratch every day at each restaurant using the same wholesome ingredients I'm including here.

    A bag of dry mix can be purchased at the restaurant, but you’re still required to add eggs, butter, cheese, and milk, so why not just make the whole thing from scratch? It's much cheaper than buying the bag of mix, and the biscuits come out better when you use fresh buttermilk rather than relying on the powdered buttermilk included in the dry mix.

    Use a mini muffin pan here to make your biscuits the same size as the originals or use a standard muffin pan, if that's all you've got, for bigger muffins. It will take a little longer to cook the larger biscuits (instructions are below), but they will still turn out as addictively delicious as the famous tiny restaurant originals.

    Now, what's for dinner? Find recipes your favorite entrees here.

    Order an entree from America's largest seafood restaurant chain and you'll get a basket of some of the planet's tastiest garlic-cheese biscuits served up on the side. For many years this recipe has been the most-searched-for clone recipe on the Internet, according to Red Lobster. As a result, several versions are floating around, including one that was at one time printed right on the box of Bisquick baking mix.

    The problem with making biscuits using Bisquick is that if you follow the directions from the box you don't end up with a very fluffy or flakey finished product, since most of the fat in the recipe comes from the shortening that's included in the mix. On its own, room temperature shortening does a poor job creating the light, airy texture you want from good biscuits, and it contributes little in the way of flavor. So, we'll invite some cold butter along on the trip -- with grated Cheddar cheese and a little garlic powder. Now you'll be well on your way to delicious Cheddar Bay. Wherever that is.

    Descrição do Menu: "A house specialty full of baked potatoes and topped with Cheddar cheese, bacon and green onions."

    The thick-and-creamy texture and rich taste of Tony Roma's best-selling soup is duplicated with a little flour, some half-and-half, and most notably, instant mashed potatoes. Give yourself an hour to bake the potatoes and around 30 minutes to prepare the soup. Garnish each serving with shredded cheese, crumbled bacon and green onions, and then humbly await your due praise.

    It’s been nearly 100 years since Walter and Cordelia Knott first started selling berries, preserves, and pies from their roadside produce stand in Buena Park, California. Walter Knott’s berry stand and farm was a popular stop throughout the 1920s for travelers heading to the Southern California beaches.

    But Walter’s big claim to fame came in 1932 when he cultivated and sold the world’s first boysenberries—a hybrid of raspberry, blackberry, loganberry, and dewberry. This new berry brought so many people to the farm that they added a restaurant, featuring Cordelia’s secret fried chicken recipe, and the Knotts struck gold again.

    The fried chicken was a huge hit, and the restaurant got so crowded the Knotts added rides and attractions to the farm to keep customers occupied while they waited for a table. Over the years the real berry farm transformed into an amusement park called Knott’s Berry Farm—one of my favorites as a kid—which is now ranked as the tenth most visited theme park in North America.

    Knott’s Berry Farm is also a brand of delicious preserves, jams, and other foods, including these fantastic little jam-filled shortbread cookies that everyone seems to love. The shortbread dough is piped into closed “c” shapes with a pastry bag onto baking sheets, then a little bit of jam is spooned into the center. You’ll need a pastry bag and a 1M open star tip, plus your favorite seedless jam. Once you’ve got all that, the rest is pretty easy.

    Follow this link for more copycat cookies, brownies and treats.

    Descrição do Menu: "Aqui estão eles em toda a sua glória vencedora de prêmios: Buffalo, asas de frango ao estilo de Nova York giradas em seu molho favorito."

    Como Buffalo, em Nova York, ficava muito longe, Jim Disbrow e Scott Lowery satisfizeram seu desejo irresistível em 1981, abrindo um restaurante apimentado de frango perto de casa em Kent, Ohio. Com molhos exclusivos e uma atmosfera festiva, a rede evoluiu de um bar de esportes no campus da faculdade com asas para um restaurante familiar com mais de 300 unidades. Embora fritar asinhas de frango não seja um segredo real - simplesmente coloque-as em gordura quente por cerca de 10 minutos - os deliciosos molhos picantes tornam as asas especiais. Existem 12 variedades de molhos disponíveis para revestir suas partes crocantes de frango na rede, e estou apresentando clones para os sabores mais tradicionais. Esses molhos são muito grossos, quase como molho ou molho, então usaremos uma técnica de emulsificação que garantirá um produto final cremoso onde o óleo não se separará dos outros ingredientes. Aqui está a técnica de cozimento e revestimento de asa de frango, seguida de clones para os molhos mais populares: Alho Picante, Médio e Quente. As receitas de molho podem parecer as mesmas no início, mas cada uma tem pequenas variações para tornar o molho mais quente ou mais suave, ajustando o nível de pimenta caiena. Você pode encontrar o molho de pimenta do Frank junto com os outros molhos picantes do mercado. Se você não conseguir encontrar essa marca, você também pode usar o molho picante Crystal Louisiana.

    Braised Beef Pasta Menu Description: “Slow-simmered meat sauce with tender braised beef and Italian sausage, tossed with ruffled pappardelle pasta and a touch of alfredo sauce—just like Nonna’s recipe.”

    It’s a mistake to assume that a recipe posted to a restaurant chain’s website is the real recipe for the food served there. I’ve found this to be the case with many Olive Garden recipes, and this one is no exception. A widely circulated recipe that claims to duplicate the chain’s classic Bolognese actually originated on Olive Garden’s own website, and if you make that recipe you’ll be disappointed when the final product doesn’t even come close to the real deal. I won’t get into all the specifics of the things wrong with that recipe (too much wine, save some of that for drinking!), but at first glance it’s easy to see that a few important ingredients found in traditional Bolognese sauces are conspicuously missing, including milk, basil, lemon, and nutmeg.

    I incorporated all those missing ingredients into this new hack recipe, tweaked a few other things, and then tested several methods of braising the beef so that it comes out perfectly tender: covered, uncovered, and a combo. The technique I settled on was cooking the sauce covered for 2 hours, then uncovered for 1 additional hour so that the sauce reduces and the beef transforms into a fork-flakeable flavor bomb. Yes, it comes from Olive Garden, but this Bolognese is better than any I’ve had at restaurants that charge twice as much, like Rao’s where the meat is ground, not braised, and they hit you up for $30.

    As a side note, Olive Garden’s menu says the dish comes with ruffled pappardelle pasta, but it’s actually mafaldine, a narrower noodle with curly edges (shown in the top right corner of the photo). Pappardelle, which is the traditional pasta to serve with Bolognese, is a very wide noodle with straight edges, and it’s more familiar than mafaldine, so perhaps that’s why the menu fudges this fact. In the end, it doesn’t really matter which pasta you choose. Just know that a wide noodle works best. Even fettuccine is good here.

    For the little bit of alfredo sauce spooned into the middle of the dish I went with a premade bottled sauce to save time. You can also make this from scratch if you like (I’ve got a great hack for Olive Garden’s Alfredo Sauce), but it’s such a small amount that premade sauce in either a chilled tub from the deli section or in a bottle off the shelf works great here.

    This recipe was our #3 most popular in 2019. Check out the other four most unlocked recipes of the year: Texas Roadhouse Rolls (#1) KFC Extra Crispy Fried Chicken (#2), Pizzeria Uno Chicago Deep Dish Pizza (#4), Bush's Country Style Baked Beans (#5).


    Bill Telepan's Corn Cakes Recipe - Recipes

    This is urgent, everyone, pay attention. I'm going to be forced to be bossy - it's that serious a situation. It's Wednesday, right? That must mean that there's a farmer's market in your area. If there's not, I send condolences and prayers for strength, as you'll have to wait until tomorrow. I'm just so sorry. The rest of you, put down what you're doing and get yourself to the market right now. Before you leave, jot down a shopping list:

    -three pounds of plum tomatoes (this, if you're as fortunate as we have been with this ridiculously perfect summer, shouldn't set you back more then four or five dollars)

    -a bunch of basil (unless you're lucky enough to have a plant of it growing on your fire escape or balcony or backyard garden)

    -ricotta salata (if you've got a market that sells cheese, that is. You'll have to make a detour, otherwise, to your cheese store. It's okay, it's worth it.)

    (You've got the rest - onions, garlic, olive oil, salt - lying around the house already, right? Of course you do.)

    Then, clear your schedule for this evening and go home to make this soup - this totally incredible soup that rendered us, and Ben's mother, practically speechless when we first ate it on Monday night. It's as simple as could possibly be - just a bunch of chunked plum tomatoes (ours were so perfect they were deep red and dripping with juice) cooked for an hour with onion and garlic, but then - then! - you stir in cubes of bread and let them simmer in the soup before serving it with little strips of basil and a snow-white grating of ricotta salata, and suddenly you're faced with what has turned out to be the best summer soup you ever ate, I swear it.

    Take a cooled spoonful in your mouth (if you can wait long enough for it to cool, that is) - you'll feel the bread, like custard, suspended in the gently silky tomatoes, the basil adding perfume and heaven-sent flavor, the crumbly, dry-ish cheese providing salt and kicky texture.  The whole thing will be exquisite. Swallowing will be tragic - it's one less spoonful you've got to savor. You might swear to never eat anything else ever again.

    The recipe comes from Bill Telepan (I can't for the life of me remember its context in the NYT), but his version adds a can of peeled tomatoes. Perhaps, if your plum tomatoes were a bit mealy and less than perfect or if you were making this in winter, I could see why you'd be interested in adding canned ones, but with the glorious specimens available right now? It just seems silly. Also, he says to use stale sourdough and soak the cubes in water before squeezing them by the handful and cooking them in the soup. I'm sure that's fine, but my bread was fresh and it worked perfectly, so you can go either way on this one. Third of all, he says to peel and de-seed your tomatoes. I am far, far too lazy for that kind of behavior, but I am testimony to the fact that it doesn't matter at all - with seeds and peels, this soup is still one of the best things I've cooked all summer.

    Okay, that's it, enough reading, off you go. You've got tomatoes to buy and soup to prepare. And if I may offer one more bit of advice, buy twice the amount of tomatoes required. Because when you're standing in front of your stove looking down at an empty soup pot, wondering what could have possessed you to be so generous as to share your meal with the people at your table, you'll feel some relief at the prospect of being able to whip up another batch, right then and there.

    Tomato Bread Soup
    Serves 3 to 4

    3 pounds plum tomatoes
    3 tablespoons extra-virgin olive oil
    1 small onion, minced
    3 dentes de alho
    Sal e pimenta-do-reino moída na hora
    2 cups sourdough bread, without crusts, cut into small cubes
    1/2 cup grated ricotta salata
    1 tablespoon minced fresh basil leaves

    1. Core and quarter plum tomatoes. Place tomatoes in food processor and pulse to chop, but not too fine.

    2. Heat oil in 4-quart saucepan. Add onion and garlic and saute until soft, but not browned. Add tomatoes and their juices. Season with salt and pepper, bring to a slow simmer and cook 45 minutes, covered, stirring from time to time.

    3. When the soup has simmered for 45 minutes, stir the bread cubes into the soup and simmer for an additional 10 to 15 minutes. Verifique o tempero.

    4. Serve hot or at room temperature, with grated ricotta salata and minced basil strewn on each serving.

    Comentários

    This is urgent, everyone, pay attention. I'm going to be forced to be bossy - it's that serious a situation. It's Wednesday, right? That must mean that there's a farmer's market in your area. If there's not, I send condolences and prayers for strength, as you'll have to wait until tomorrow. I'm just so sorry. The rest of you, put down what you're doing and get yourself to the market right now. Before you leave, jot down a shopping list:

    -three pounds of plum tomatoes (this, if you're as fortunate as we have been with this ridiculously perfect summer, shouldn't set you back more then four or five dollars)

    -a bunch of basil (unless you're lucky enough to have a plant of it growing on your fire escape or balcony or backyard garden)

    -ricotta salata (if you've got a market that sells cheese, that is. You'll have to make a detour, otherwise, to your cheese store. It's okay, it's worth it.)

    (You've got the rest - onions, garlic, olive oil, salt - lying around the house already, right? Of course you do.)

    Then, clear your schedule for this evening and go home to make this soup - this totally incredible soup that rendered us, and Ben's mother, practically speechless when we first ate it on Monday night. It's as simple as could possibly be - just a bunch of chunked plum tomatoes (ours were so perfect they were deep red and dripping with juice) cooked for an hour with onion and garlic, but then - then! - you stir in cubes of bread and let them simmer in the soup before serving it with little strips of basil and a snow-white grating of ricotta salata, and suddenly you're faced with what has turned out to be the best summer soup you ever ate, I swear it.

    Take a cooled spoonful in your mouth (if you can wait long enough for it to cool, that is) - you'll feel the bread, like custard, suspended in the gently silky tomatoes, the basil adding perfume and heaven-sent flavor, the crumbly, dry-ish cheese providing salt and kicky texture.  The whole thing will be exquisite. Swallowing will be tragic - it's one less spoonful you've got to savor. You might swear to never eat anything else ever again.

    The recipe comes from Bill Telepan (I can't for the life of me remember its context in the NYT), but his version adds a can of peeled tomatoes. Perhaps, if your plum tomatoes were a bit mealy and less than perfect or if you were making this in winter, I could see why you'd be interested in adding canned ones, but with the glorious specimens available right now? It just seems silly. Also, he says to use stale sourdough and soak the cubes in water before squeezing them by the handful and cooking them in the soup. I'm sure that's fine, but my bread was fresh and it worked perfectly, so you can go either way on this one. Third of all, he says to peel and de-seed your tomatoes. I am far, far too lazy for that kind of behavior, but I am testimony to the fact that it doesn't matter at all - with seeds and peels, this soup is still one of the best things I've cooked all summer.

    Okay, that's it, enough reading, off you go. You've got tomatoes to buy and soup to prepare. And if I may offer one more bit of advice, buy twice the amount of tomatoes required. Because when you're standing in front of your stove looking down at an empty soup pot, wondering what could have possessed you to be so generous as to share your meal with the people at your table, you'll feel some relief at the prospect of being able to whip up another batch, right then and there.

    Tomato Bread Soup
    Serves 3 to 4

    3 pounds plum tomatoes
    3 tablespoons extra-virgin olive oil
    1 small onion, minced
    3 dentes de alho
    Sal e pimenta-do-reino moída na hora
    2 cups sourdough bread, without crusts, cut into small cubes
    1/2 cup grated ricotta salata
    1 tablespoon minced fresh basil leaves

    1. Core and quarter plum tomatoes. Place tomatoes in food processor and pulse to chop, but not too fine.

    2. Heat oil in 4-quart saucepan. Add onion and garlic and saute until soft, but not browned. Add tomatoes and their juices. Season with salt and pepper, bring to a slow simmer and cook 45 minutes, covered, stirring from time to time.

    3. When the soup has simmered for 45 minutes, stir the bread cubes into the soup and simmer for an additional 10 to 15 minutes. Verifique o tempero.

    4. Serve hot or at room temperature, with grated ricotta salata and minced basil strewn on each serving.


    Assista o vídeo: BOLO DE MILHO DE LATINHA MAIS FÁCIL QUE ESSE NÃO EXISTE! UM SHOW DE SABOR! INCRÍVEL! Isamara Amâncio (Setembro 2022).


Comentários:

  1. Armstrong

    Você está errado. Eu posso defender minha posição. Envie -me um email para PM, vamos conversar.

  2. Moogusar

    E é claro que desejamos:

  3. Derrek

    Completamente compartilho sua opinião. Nele algo é também eu acho, o que é uma boa ideia.

  4. Mubei

    Eu considero o que é - uma mentira.

  5. Dora

    ta nuuuu ..... coloque fresco plz))

  6. Wintanweorth

    Sugiro que visite o site, que tem bastante informação sobre o tema que lhe interessa.

  7. Rickard

    Eu confirmo. Foi e comigo. Podemos nos comunicar sobre este tema. Aqui ou em PM.

  8. Daigal

    Hmm ....... lixo



Escreve uma mensagem