Novas receitas

Melhores receitas de Coq au Vin

Melhores receitas de Coq au Vin


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Receitas de Coq au Vin com melhor classificação

Comemos muito frango caipira no restaurante, e estou sempre procurando maneiras de usar as pernas e coxas. Às vezes, eles acabam em linguiça ou em um pequeno prato para servir no nosso salão. Mas outras vezes, eles inspiram minha versão de um prato clássico de bistrô francês. Sinta-se à vontade para substituir o tinto pelo vinho branco seco e você terá um coq au vin blanc. Esta receita é cortesia de Heartland: Farm-Forward Dishes from the Great Midwest cookbook de Lenny Russo e Burgess Lea Press.


Resumo da receita

  • 3 colheres de sopa de azeite virgem extra
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • ½ colher de chá de sal
  • ½ colher de chá de pimenta preta moída
  • 1 xícara de leite
  • 2 libras de peito de frango sem pele e sem osso
  • 1 pacote (8 onças) de cogumelos botão, fatiados
  • 2 xícaras de minicenouras cortadas ao meio
  • 1 cebola picada
  • 2 xícaras de vinho tinto
  • 2 xícaras de caldo de galinha com baixo teor de sódio ou conforme necessário
  • 2 colheres de chá de tempero italiano
  • ½ colher de chá de alecrim seco
  • sal e pimenta preta moída a gosto

Aqueça o azeite em uma panela grande em fogo médio-alto. Misture a farinha, 1/2 colher de chá de sal e 1/2 colher de chá de pimenta em uma tigela rasa. Despeje o leite em uma tigela separada. Mergulhe o frango no leite, permitindo que o excesso de leite escorra de volta para a tigela. Passe o frango pela mistura de farinha até ficar uniformemente revestido.

Cozinhe 1/2 do frango no óleo quente até dourar, 2 a 3 minutos de cada lado. Retire o frango da panela e doure o restante do frango. Retorne todo o frango para a panela.

Misture os cogumelos, a cenoura e a cebola ao frango, mexendo delicadamente para distribuir os vegetais entre o frango. Despeje o vinho sobre o frango e os vegetais, mexendo com uma colher de pau para tirar os pedaços que estiverem dourados do fundo da panela. Adicione caldo de frango suficiente para cobrir quase todo o frango e os vegetais.

Junte o tempero italiano, o alecrim, o sal e a pimenta-do-reino à mistura do caldo e leve para ferver. Tampe a panela, reduza o fogo para baixo e cozinhe, mexendo ocasionalmente, até que o frango esteja cozido, cerca de 1 hora. Retire a tampa e leve o fogo ao fogo médio-alto, mexendo de vez em quando, até o molho reduzir e engrossar, cerca de 15 minutos.


Receita: coq au vin

Coq au vin é outro prato fácil que parece difícil. Não é. Na verdade, este é o tipo de prato com o qual você gostaria de passar uma tarde de lazer. Existem muitas oportunidades para intervalos. É durável, delicioso e a ilustração perfeita dos princípios de transformar algo grande, resistente e desagradável em algo verdadeiramente maravilhoso. Sei que parecem muitos ingredientes e que a receita pode ser complicada. Leve o tempo que precisar. Divirta-se com sua preparação uma coisa de cada vez, construindo lentamente sua mise en place. Ouça um pouco de música enquanto o faz. Ainda há uma garrafa de vinho aberta da receita, então tome uma taça de vez em quando. Limpe-se à medida que for avançando, para que sua cozinha não pareça uma área de desastre quando você começar a cozinhar.

Você deve, com alguma sorte, alcançar um estado Zen de calma prazerosa. E como os melhores pratos, o coq au vin é um daqueles que vão ao fogão com um aspecto, um cheiro e um gosto muito desagradáveis ​​e, no entanto, mais tarde, através dos misteriosos processos alquímicos do tempo e do calor, se transforma em algo mágico.

Ingredientes:

1 garrafa (1 litro) mais 1 xícara de vinho tinto
1 cebola, cortada em cubos
1 cenoura, cortada em fatias de ¼ de polegada
1 costela de aipo, cortada em fatias de ½ polegada
4 cravos inteiros
1 colher de sopa de pimenta preta inteira
1 bouquet garni (pacote de ervas aromáticas)
1 frango inteiro, cerca de 3½ lb "aparado" - o que significa tripas, pontas das asas e nuca removidos
Sal e pimenta moída na hora
2 colheres de sopa de azeite
6 colheres de sopa de manteiga amolecida
1 colher de sopa de farinha
¼ lb de placa ou bacon, cortado em pequenos retangulares (lardons) cerca de ¼ por 1 polegada
½ Ib de cogumelos pequenos, brancos, caules removidos
12 cebolas pérola, pitada de açúcar descascada

Preparação:

DIA UM

Um dia antes de começar a cozinhar, combine a garrafa de vinho tinto, a cebola picada (que é a cebola grande, não a cebola perolada), cenoura fatiada, aipo, cravo, pimenta em grão e bouquet garni em uma tigela grande e funda. Adicione o frango e mergulhe no líquido para que fique todo coberto. Cubra a tigela com filme plástico e leve à geladeira durante a noite.

DIA DOIS

Retire o frango da marinada e seque. Ponha de lado. Passe a marinada pela peneira fina, reservando os líquidos e sólidos separadamente. Tempere o frango com sal e pimenta por dentro e por fora. Em um grande forno holandês, aqueça o azeite e 2 colheres de sopa de manteiga até quase soltar fumaça e depois sele o frango, virando com a pinça para dourar uniformemente a pele. Depois de dourar, retire da panela e reserve novamente. Adicione a cebola reservada, o aipo e a cenoura à panela e cozinhe em fogo médio-alto, mexendo ocasionalmente, até que estejam macios e dourados. Isso deve levar cerca de 10 minutos.

Polvilhe a farinha sobre os legumes e misture bem com a colher de pau para que os legumes sejam revestidos. Agora acrescente a marinada coada reservada. Coloque o frango de volta na panela, junto com o bouquet garni. Cozinhe por cerca de 1 hora e 15 minutos em fogo baixo.

Beba um copo. Você está quase lá…

Enquanto o frango cozinha lentamente na panela, cozinhe o bacon em uma frigideira pequena em fogo médio até dourar. Retire o bacon da frigideira e escorra em papel absorvente, certificando-se de manter cerca de 1 colher de sopa de gordura na frigideira. Refogue as pontas dos cogumelos na gordura do bacon até dourar. Deixe-os de lado.

Agora, na panela pequena, misture a cebola perolada, a pitada de açúcar, uma pitada de sal e 2 colheres de sopa de manteiga. Adicione água apenas o suficiente para cobrir as cebolas e, em seguida, cubra a assadeira com papel manteiga cortado no mesmo tamanho de sua assadeira. (Suponho que você pode usar papel alumínio, se necessário.) Leve para ferver, reduza para ferver e cozinhe até que a água tenha evaporado. Fique de olho nisso. Retire a tampa de papel e continue cozinhando até que as cebolas estejam douradas. Reserve as cebolas e coloque o copo de vinho tinto restante na panela quente, raspando todos os pedacinhos do fundo da panela. Tempere com sal e pimenta e reduza em fogo médio-alto até engrossar o suficiente para cobrir as costas da colher.

Seu trabalho está praticamente concluído aqui. Mais uma coisa e então é vinho e elogios ...

Quando o frango estiver cozido - ou seja, macio, o suco da coxa saindo claro quando picado - remova cuidadosamente do líquido, corte em quartos e arrume-o na travessa funda. Coe o líquido do cozimento (novamente) no vinho tinto reduzido. Agora basta adicionar o bacon, os cogumelos e as cebolas peroladas, ajustar o tempero com sal e pimenta e agitar nas 2 colheres de sopa de manteiga restantes. Agora despeje esse molho sobre o frango e deslumbre seus amigos com seu brilho. Sirva com macarrão com manteiga e um Bourgogne Rouge.

Se você é um aventureiro ousado e mora perto de um mercado de aves vivas ou açougueiro de porco amigável, você pode querer brincar um pouco depois de fazer esta receita algumas vezes. Cortando a farinha e engrossando com sangue fresco de porco ou frango, você adicionará uma nova dimensão ao prato. Porém, esteja avisado: adicione o sangue lentamente. Não é preciso muito para fazer o molho assentar como uma pedra. (O sangue congela bem, a propósito, então você pode considerar manter um estoque em pacotes pequenos e individuais. Você nunca sabe quando vai precisar dele.)

© Anthony Bourdain, 2004, Livro de Receitas Les Halles de Anthony Bourdain: Estratégias, Receitas e Técnicas de Culinária Clássica de Bistrôs, Bloomsbury Publishing Inc.


Receita Coq au Vin

[Editor & # 8217s Nota: O outono está chegando, o que significa que os dias de clima frio estão chegando. Nós convidamos Anna Watson Carl, uma escritora freelance e chef particular de Nashville, para compartilhar uma receita saudável, adaptada dela popular Blog da Tabela Amarela, que é perfeito para a temporada. Bom apetite!]

Um dos meus favoritos para o jantar de outono é um prato francês clássico que nunca sai de moda: Coq Au Vin. Embora o nome possa provocar risos, coq é a palavra francesa para galo. Tradicionalmente, o prato era feito com um pássaro velho e resistente, já que o vinho tinto amaciava lentamente a carne ao longo de vários dias, enquanto ela marinava e fervia, fazendo um ensopado saboroso e apetitoso.

Não me lembro exatamente quando experimentei este prato forte pela primeira vez, mas me lembro da vez em que comi quatro vezes em uma semana (algo que não recomendo). Foi em novembro de 2003 e eu estava escrevendo uma matéria para uma revista sobre os melhores Coq Au Vin em Paris. Então, por uma questão de pesquisa, eu comi em três restaurantes e uma vez em casa. Foi interessante ver a diferença entre os pratos: uns servidos com batata, outros com macarrão, outros molhos mais leves e um com um molho tão escuro e aveludado que quase parecia chocolate derretido. Cada um deles era incrivelmente fantástico, embora eu ache que demorei um ou dois anos antes de poder examiná-los em um menu novamente. (Meu favorito, para constar, era no Chez René no Boulevard Saint-Germain 14, no Quartier Latin.) Vários anos depois, trabalhando para a autora de livros de receitas Anne Willan, aprendi ainda mais sobre este clássico francês. É agora um dos meus pratos favoritos para o frio.

Se você tem um forno holandês Le Creuset, esta é a hora de retirá-lo. Sinta-se à vontade para usar qualquer tipo de frango (uma galinha velha não é necessária) e se você tiver pouco tempo, como eu geralmente tenho, pode pular a marinada noturna. Os pedaços de frango são fervidos lentamente com vinho tinto e produtos aromáticos até que o apartamento cheire celestial e guarnecidos com toucinho refogado (a versão francesa do bacon), cebolas peroladas, cogumelos e salsa picada antes de servir. (Confesso que, nesta receita, substituo cebolas peroladas por chalotas, pois elas demoram muito menos para escaldar e descascar. Mas fique à vontade para usar qualquer um dos dois!) É absolutamente decadente com o rico molho de vinho, e é servido perfeitamente com purê de batata ou assado e uma grande salada verde. Ou um acompanhamento mais leve, adoro servi-lo com uma pilha de feijão verde escaldado jogado em um vinagrete Dijon. Mas o melhor de tudo é que o coq au vin pode ser feito com bastante antecedência - na verdade, o sabor fica melhor se você fizer no dia anterior e reaquecê-lo lentamente antes da festa. O que é ideal para o anfitrião ou anfitriã que realmente deseja passar mais tempo com seus convidados ao invés de cozinhar até o minuto em que todos se sentam à mesa!

Esta não é uma versão puramente tradicional, pois o frango não é marinado durante a noite. Eu também - talvez escandalosamente - substituí as cebolas peroladas por chalotas, pois o processo de descascamento é muito mais fácil! Acho isso tão delicioso e muito mais rápido de fazer.

8 raminhos de salsa (mais 2 colheres de sopa de salsa picada)
2 folhas de louro
2 ramos de tomilho
4 colheres de sopa de azeite, dividido
1/2 libra de bacon *, cortado em fatias de 5 cm de comprimento
1 frango caipira de 5–6 libras, cortado em 8 pedaços
Sal marinho e pimenta moída na hora
2 costelas de aipo, picadas
1 cenoura, cortada em cubos
1 cebola, descascada e cortada em cubos
4 dentes de alho, descascados e picados
3 colheres de sopa de farinha multiuso
3 xícaras de vinho tinto seco (gosto de Gamay ou Cotes du Rhone)
3 xícaras de caldo de galinha com baixo teor de sódio
16 chalotas médias, descascadas e cortadas ao meio no sentido do comprimento (ou você pode usar as tradicionais cebolas pérola, descascadas)
Cogumelos botão ou cremini (baby bella), divididos pela metade

Preaqueça o forno a 325 graus F. Amarre os caules de salsa, as folhas de louro e o tomilho em um pedaço de pano de algodão e reserve.

Aqueça um forno holandês em fogo médio e refogue o bacon até ficar crocante e dourado, 6 a 8 minutos. Retire com uma escumadeira e coloque em um prato forrado com papel toalha.

Seque os pedaços de frango e tempere com sal e pimenta. Adicione uma colher de sopa de óleo à gordura do bacon e aumente o fogo para médio-alto. Trabalhando em lotes, doure o frango por todos os lados, reserve por cerca de 6-8 minutos.

Adicione outra colher de sopa de óleo na panela e adicione o aipo, a cenoura, a cebola e o alho. Refogue até ficar macio, 6-8 minutos. Tempere com sal e pimenta. Adicione a farinha e cozinhe por 1 minuto, mexendo para revestir uniformemente. Junte o vinho e o caldo de galinha e leve para ferver. Retire do fogo e acrescente os pedaços de frango e o molho de ervas, aninhando-os nos vegetais. Cubra e leve ao forno até ficar macio, cerca de 1 1/4 horas.

Enquanto o frango está cozinhando, aqueça 1 colher de sopa de azeite em uma frigideira grande em fogo médio-alto. Refogue as cebolas por 8 a 10 minutos ou até ficarem temperadas com sal e pimenta. Reserve com o bacon. Aqueça a colher de sopa de azeite restante em uma frigideira grande e refogue os cogumelos até ficarem macios, por cerca de 5 minutos tempere com sal e pimenta a gosto.

Retire com cuidado o forno holandês do forno - ficará muito pesado e muito quente !! Transfira o frango para um prato e cubra com papel alumínio para manter aquecido. Coe o molho, descartando os legumes e as ervas. Prove e tempere com sal e pimenta conforme necessário. Mantenha em uma panela pequena para esquentar antes de servir.

Coloque o frango de volta no forno holandês (ou em uma travessa grande) e cubra com o bacon, as chalotas, os cogumelos, o molho coado e a salsa picada. Sirva com purê de batata ou assado e feijão verde ou uma salada verde.

DICA: Isso pode ser feito com um ou dois dias de antecedência (sem a guarnição de salsa final) e reaquecido em um forno a 300 graus antes de servir. Só não guarde no forno holandês da geladeira. Um forno holandês frio entrando em um forno quente irá quebrar! Guarde o coq au vin em tupperware e coloque-o de volta no forno holandês antes de reaquecer. Enfeite com salsa picada antes de servir!

* Se você não conseguir encontrar fatias de bacon, apenas use bacon embalado extra-grosso e corte em fatias de 5 cm.

Anna Watson Carl é escritora freelance de culinária e viagens em Manhattan, chef particular e autora do blog The Yellow Table. Seu trabalho apareceu na TIME, WSJ. Magazine, Food & amp Wine, New York, Travel + Leisure e Anthology. Uma ávida francófila, Anna se farta de croissants, crémant e queijos de leite cru (não necessariamente nessa ordem!) Em suas visitas anuais à França.


Honre Julia Child com esta receita Coq Au Vin

O 100º aniversário de Julia Child está chegando em 15 de agosto e eu não consigo pensar em uma maneira melhor de celebrar e homenagear uma mulher tão inspiradora do que cozinhar uma refeição que era cara e querida ao seu coração.

Basicamente, coq au vin se traduz apenas como “galo com vinho”, mas tendemos a pensar nisso, em vez disso, como o frango fervido lentamente em um molho de vinho tinto rico, com minúsculas migalhas de bacon por toda parte. Se você nunca experimentou coq au vin antes, agora é sua chance. Realmente não consome muito tempo em comparação com outros pratos franceses tradicionais e pode ser feito em cerca de uma hora.

O álcool cozinha-se neste prato, mas o sabor do vinho é transmitido, juntamente com bacon defumado, alho, cebola e alecrim durante todo o processo de cozedura. Algumas receitas usam cebolas peroladas no coq au vin, mas eu prefiro apenas cogumelos. Também gosto de servir com batata assada e salada verde grande! E mais vinho para beber, é claro.


  • 3 xícaras de vinho tinto
  • 1 colher de chá. pimenta preta inteira
  • 3 dentes de alho (1 inteiro, 2 picados)
  • 2 costelas de aipo em fatias finas
  • 1 cenoura média, cortada em fatias finas
  • 1 cebola amarela média, cortada em fatias finas
  • 1 (5-6-lb.) De frango, cortado em 10 pedaços
  • 3 colheres de sopa. azeite
  • 8 raminhos de salsinha mais 1 colher de sopa. folhas picadas
  • 2 folhas de louro
  • 2 ramos de tomilho
  • 1 ⁄2 Fatias de bacon, corte em fatias de 2 & # 8243
  • 3 colheres de sopa. farinha
  • 2 xícaras de caldo de frango
  • 2 chalotas picadas
  • Sal kosher e pimenta-do-reino moída na hora
  • 4 colheres de sopa. manteiga
  • 18 cebolas pérola, descascadas (ver Pérolas da Sabedoria)
  • 1 ⁄2 lb. cogumelos botão, divididos em quatro
  1. Leve o vinho, a pimenta, o alho inteiro, o aipo, a cenoura e a cebola amarela para ferver em uma panela, reduza o fogo e cozinhe por 5 minutos. Deixe esfriar, despeje sobre o frango em uma tigela e regue com 1 colher de sopa. óleo. Cubra e deixe marinar durante a noite.
  2. Aqueça o forno a 325 °. Amarre os raminhos de salsa, as folhas de louro e o tomilho, reserve. Retire o frango da marinada e seque. Coe o líquido de reserva da marinada e os sólidos separadamente. Aqueça 1 colher de sopa. óleo em uma panela grande em fogo médio. Adicione o bacon e cozinhe até ficar crocante, 6-8 minutos. Usando uma escumadeira, transfira o bacon para uma tigela e aumente o fogo para médio-alto. Trabalhando em 2 lotes, frango dourado, 6–8 minutos, transfira para um prato. Adicione os sólidos reservados e cozinhe até ficarem macios, 10-12 minutos. Polvilhe na farinha e cozinhe, mexendo sempre, por 1 minuto. Bata na fervura líquida reservada. Cozinhe por 1 minuto. Junte o alho restante, o caldo, as cebolas e o sal e a pimenta a gosto. Junte o frango e o molho de ervas nos vegetais. Asse, coberto, até ficar macio, cerca de 1 1 4 horas. Transfira o frango para uma tampa de prato com papel alumínio. Molho coado para manter quente.
  3. Enquanto o frango está cozinhando, aqueça 1 colher de sopa. manteiga e óleo restante em uma frigideira em fogo médio. Adicione as cebolas peroladas e cozinhe até dourar, 4-5 minutos. Reduza o fogo para cozinhar de médio-baixo, coberto, até ficar macio, 8–10 minutos. Combine as cebolas com o bacon. Aqueça a manteiga restante em fogo médio-alto e cozinhe os cogumelos até ficarem macios, 4-5 minutos. Arrume o frango no prato com o molho, bacon, cebola, cogumelos e o restante da salsa.

MAIS PARA LER

Bhaji Dana (folhas de feno-grego estilo parsi com ervilhas)

Verduras amargas são um contraste elegante com a doçura das cebolas e ervilhas.


O que você & # 8217ll precisa para fazer Coq au Vin

Antes de entrarmos no passo a passo, algumas notas sobre os ingredientes:

  • As receitas tradicionais de coq au vin pedem um frango inteiro cortado (a coq é um galo velho), mas prefiro usar apenas coxas de frango com osso. As coxas ficam macias e suculentas quando assadas por muito tempo, enquanto as carnes brancas tendem a secar.
  • Pancetta é simplesmente bacon italiano. Em vez de ser fumado como bacon americano, é curado com sal e especiarias e depois seco. Você pode encontrá-lo na delicatessen na maioria dos supermercados ou pré-cortado e embalado no corredor de alimentos gourmet refrigerados, o que economiza muito tempo.
  • Para o vinho, um Burgundy ou Pinot Noir é tradicional, mas qualquer vinho tinto de corpo leve ou médio, como Merlot ou Zinfandel, também funcionará. Você não precisa usar uma garrafa cara, apenas certifique-se de que é boa o suficiente para beber (nada de vinho para cozinhar em supermercados!).
  • O conhaque, um tipo de conhaque francês, é delicioso em coquetéis como esta sangria de romã, mas também adiciona um sabor complexo a pratos saborosos como empadão de frango, molhos e guisados.
  • Você pode notar que minha receita não pede a tradicional guarnição de cebola perolada. Eles podem ser difíceis de encontrar e, na verdade, prefiro o ensopado sem eles. Se desejar adicioná-los, certifique-se de dourá-los na manteiga e cozinhá-los bem antes de adicioná-los ao guisado pronto.

Resumo da receita

  • 4 coxas de frango
  • 4 pernas de frango
  • 2 xícaras de vinho tinto encorpado, como Cabernet Sauvignon
  • Sal grosso e pimenta moída na hora
  • 8 onças de bacon em fatias, cortadas em cubos de 1/2 polegada
  • 3 colheres de sopa de azeite de oliva extra-virgem, se necessário
  • 1 cebola média, picadinha
  • 8 dentes de alho em fatias finas
  • 10 cebolas pérola brancas, descascadas
  • 1/2 libra de cogumelos cremini pequenos
  • 3 colheres de sopa de farinha multiuso
  • 1 colher de sopa de pasta de tomate
  • 2 colheres de sopa de conhaque
  • 1 fígado de frango, picado grosseiramente
  • 2 folhas de louro
  • 5 raminhos de tomilho frescos

Coloque o frango em uma tigela grande e adicione o vinho. Cubra e leve à geladeira durante a noite.

Pré-aqueça o forno a 325 graus. Retire o frango do vinho e seque o vinho reserva. Tempere o frango com sal e pimenta.

Cozinhe o bacon em um forno holandês em fogo médio-baixo até ficar crocante, cerca de 20 minutos. Transfira o bacon para um prato, deixando os pingos na panela. (Você deve ter 3 colheres de sopa, pode ser necessário adicionar óleo.)

Aumente o fogo para médio-alto. Trabalhando em lotes, cozinhe o frango, virando uma vez, até dourar, 4 a 5 minutos de cada lado. Transfira para um prato. Adicione a cebola à panela e cozinhe por 4 a 5 minutos. Adicione o alho e cozinhe por 2 minutos. Adicione a cebola perolada e os cogumelos e cozinhe até dourar, 3 a 4 minutos. Junte a farinha e a pasta de tomate e cozinhe por 2 minutos. Adicione o conhaque e cozinhe, mexendo sempre, por 1 minuto.

Retorne o bacon e o frango para a panela. Despeje o vinho reservado e acrescente o fígado de frango e as ervas. Leve para ferver. Cubra e leve ao forno até que o frango esteja cozido e os vegetais estejam macios, de 45 minutos a 1 hora. Descarte as ervas e retire a gordura da superfície.


Vídeo relacionado

Eu acho que esta é uma ótima receita e não deve ser alterada a não ser usando bem menos alecrim e para ter certeza de usar um caldo de galinha realmente bom. Fácil (embora demorado) de fazer e realmente delicioso.

Este tinha um gosto incrível. Devo dizer que levou muito tempo para cozinhar - acho que cerca de 3 horas, o que foi demais para a refeição do meio da semana que escolhi. Mas como pode ser feito dias antes, eu definitivamente farei isso para a companhia na noite anterior, então há uma coisa a menos para fazer naquele dia. Eu usei vinho Pino Noir, cogumelos de botão e cogumelos ostra porque meu dono da mercearia local não tinha nenhum outro tipo de cogumelo fresco, mas ainda era ótimo. Eu tinha muito molho sobrando (menos pessoas para alimentar, e eles comeram mais frango), então usei o molho que sobrou (com bacon e cogumelos) no dia seguinte sobre um bife, e no dia seguinte sobre meu macarrão - aqueles também foram vencedores!

Esqueci de mencionar - usei apenas 3 ramos de alecrim e uma moita de tomilho. Certamente menos do que a receita sugerida. Se fizesse de novo, colocaria as ervas em um sachê de ervas e retiraria antes de servir.

Isso estava delicioso. Reduzi um pouco a receita e a modifiquei. Usei 5 coxas de frango e apenas 3 xícaras de vinho. Usei apenas duas tiras de bacon e não as cortei transversalmente - em vez disso, removi-as após a renderização. Para os cogumelos, usei botão e crimini salteados na manteiga. Em retrospectiva, eu usaria menos manteiga para refogá-los, dada a riqueza do molho, e usaria mais cogumelos.

Esta é uma receita excelente! Usar um bom Cabernet e cogumelos selvagens é obrigatório. O molho era espesso. Certifique-se de dedicar algum tempo para fazer as reduções de maneira adequada. Isso é importante . Eu não mudaria nada. Servi o COQ AU VIN com macarrão de pappardelle. Tentar economizar alguns dólares usando vinho barato e cogumelos é uma perda de tempo

Uau - isso foi fabuloso! Eu posso entender como alguns achavam que era demorado, mas não é complicado e vale o esforço. Eu dividi a receita pela metade e segui as instruções, exceto pelo seguinte: 6 coxinhas, 1,5 c de vinho, alguns punhados de cenouras infantis inteiras jogadas quando foram ao forno, duas molas 12 polegadas de alecrim deram um sabor sutil agradável, 8 onças cada uma cogumelos brancos e baby Bella & # x27s, alguns shiitakes secos que eu tinha em mãos e adicionei 0,25 colher de chá de pó de porcini smokey ao caldo. Também é usado 3 talos de aipo. Ao contrário de outros comentários, não tive problemas de excesso de óleo / gordura. Eu usei galho de frango orgânico e 8 onças de bacon em fatias finas não curadas sem escorrimento. Meu marido é como Jack Spratt - acredite em mim, isso não era gordo! Não hesitarei em fazê-lo novamente e ficarei à vontade para substituí-lo com base nos ingredientes disponíveis. Acho que é útil ter em mente que esta é uma refeição tipo guisado ou assada. Não é realmente espetacular de se olhar - mas, oh, tão delicioso e satisfatório.

Uau - isso foi fabuloso! Eu posso entender como alguns achavam que era demorado, mas não é complicado e vale o esforço. Eu dividi a receita pela metade e segui as instruções, exceto pelo seguinte: 6 coxinhas, 1,5 c de vinho, alguns punhados de cenouras infantis inteiras jogadas quando foram ao forno, duas molas 12 polegadas de alecrim deram um sabor sutil agradável, 8 onças cada uma cogumelos brancos e baby Bella & # x27s, alguns shiitakes secos que eu tinha em mãos e adicionei 0,25 colher de chá de pó de porcini smokey ao caldo. Também usado 3 talos de aipo. Ao contrário de outros comentários, não tive problemas de excesso de óleo / gordura. Eu usei galho de frango orgânico e 8 onças de bacon em fatias finas não curadas sem escorrimento. Meu marido é como Jack Spratt - acredite em mim, isso não era gordo! Não hesitarei em fazê-lo novamente e ficarei à vontade para substituir com base nos ingredientes disponíveis. Acho que é útil ter em mente que esta é uma refeição tipo guisado ou assada. Não é realmente espetacular de se olhar - mas, oh, tão delicioso e satisfatório.

Horrível. Tem gosto de saco de butthholes fermentados. O vinho supera completamente todos os outros sabores, e a receita leva pelo menos o dobro do tempo com as reduções. Duvido que o autor tenha conseguido. E eu tenho certeza que seu primo deu 4 de 4. É azedo, uma perda de tempo, e se você for um idiota como eu e comprou um monte de cogumelos caros e bom vinho - um desperdício de dinheiro completo.

Versão fácil de uma receita clássica.

Fiz isso ontem à noite para o jantar. Delicioso! Usei Apothic Red para o vinho. Eu cozinhei o bacon primeiro e tirei a maior parte da gordura. Usei a gordura do bacon para dourar o frango. Tirou a graxa novamente. Em seguida, refogue a cebola, a cenoura e o aipo. Em seguida, seguiu a receita conforme escrita. Depois de cozido no forno por 1 hora e meia, havia uma mancha de óleo cobrindo o topo. Não sei por que era tão gorduroso. Eu escorrai tudo e usei meu separador de gordura de molho para tirar a gordura antes de continuar reduzindo o vinho. Ainda estava muito "líquido", então usei um beure manie para engrossar um pouco. (Obrigado ao revisor que mencionou o uso disso. Eu não tinha ouvido falar desse método de engrossar o molho. Então, pesquisei no Google e, uau! Funciona muito bem. Com certeza adicionei esse método ao meu repertório de culinária! Servi com purê de batata - que foi perfeito. Embora seja uma receita demorada, com certeza farei de novo - provavelmente para a ceia de Natal. Foi muito bom. O fato de poder ser feito com antecedência e depois reaquecido o torna ainda melhor!

Eu fiz isso várias vezes e, embora seja demorado, definitivamente vale a pena. É muito saboroso e saudável.

Segui exatamente a receita. O alecrim domina o prato e os cogumelos deixam pouco sabor, provavelmente por serem adicionados no final. Vou procurar outra receita para fazer este prato clássico. Rosto triste!

É um grande esforço para uma receita que está OK. Não é excelente de forma alguma.

Tentando em setembro de 2014. É muito líquido. Como havia muito líquido, reduzi por 1 hora e meia (em vez de 20 minutos, conforme indicado na receita). No futuro, eu usaria apenas 2 xícaras de vinho e apenas 3 xícaras de caldo. Posso cortar o frango antes de servir para torná-lo mais fácil de comer. Não acho que seja necessário tanto bacon, eu usaria menos. No futuro, eu adicionaria mais cenouras. Usei cogumelos botão e acrescentei antes de colocar o prato no forno.

Muito bom! Rico e cheio de sabor, certifique-se de usar um bom vinho, e boas ervas frescas, assim como esses sabores, são importantes e proeminentes. Este é um prato de frango muito rico, definitivamente na minha lista de comidas reconfortantes. Como outro revisor observou, isso provavelmente levou cerca de 3 horas para fazer no geral, mas vale a pena. Fará de novo!

Isso estava bem. não fiquei impressionado com isso e levou muito tempo. Existem receitas de frango melhores que são muito mais saudáveis ​​e requerem muito menos tempo.

Receita excelente. Demorado, sim, mas vale a pena. Eu gosto de outros dourar o bacon primeiro, drenar a maior parte da gordura e dourar o frango na mesma frigideira. O marido está ansioso para sobras neste!

Eu esqueci de avaliar isso com meu comentário. 4 garfos, com certeza!

YUM! Segui as sugestões de outros revisores e cozinhei o bacon primeiro. Depois de guardar o excesso de gordura de bacon, coloquei uma bela cobertura no forno holandês para dourar o frango, embora tenha adicionado 1 colher de chá de gordura de bacon à mistura, uma vez que estava fervendo. Quanto aos vegetais, acabei usando 5 talos de aipo (em vez de 3) e 4 cenouras (em vez de 3) porque um dos meus convidados não comia cogumelos. Também segui a sugestão de colocar algumas chalotas - não muitas, talvez uma ou duas, fatiadas - e alguns dentes de alho. Foi excelente. Entre nós três, não havia mais nada deste prato. Meu convidado disse que seu prato parecia como se ele tivesse comido um frango de seis patas. Eu pessoalmente pensei que o meu parecia que um homem das cavernas havia passado por aqui. Servi este prato com um pudim Paleo yorkshire (ou seja, muffin), que serviu para um bom molho do molho. Eu também comi uma salada verde mista com nozes, cerejas secas, cebola roxa, vinagre balsâmico de figo e azeite de oliva. Foi um bom acompanhamento para um prato principal mais pesado. FYI - este prato leva boas 3 horas para preparar, mas eu fiz minha salada e muffins enquanto o prato estava cozinhando. Foi uma boa refeição em todos os sentidos.

Esta é uma receita maravilhosa e eu congelei as sobras com sucesso. Alguém dobrou a receita? Eu gostaria de ganhar o suficiente para servir 12.

Apenas alguns mods: usei coxas, adicionei alguns dentes de alho picados aos vegetais. Cozinhe o bacon primeiro, remova o bacon, reserve a gordura, o frango marrom na mesma panela (sem óleo adicionado), remova e escorra um pouco da gordura, cozinhe os vegetais na gordura restante do frango, continue como está escrito. Cozinhe os cogumelos na gordura de bacon reservada. Da próxima vez, usará o processador de alimentos para picar vegetais para economizar tempo e, talvez, misturar ou coar o molho para dar uma consistência mais lisa

Achei que houvesse alguns erros na receita, conforme apontado por um revisor anterior. Não achei prudente dourar o frango antes de tirar a gordura do bacon e quando terminei de dourar ainda restava muita gordura no forno holandês. Tirei cerca de 1/3 xícara de gordura! Usei coxas de frango em vez de quartos e pode ser por isso que tinha gordura extra, mas não acho que seja tão significativo. 12 onças de bacon puro é muito, então eu escaldei os lardons antes de torná-los. Além disso, não fiquei satisfeito com a redução do molho e usei beure manie para engrossar o molho. Achei que a picada de cebola e a picada de aipo eram adequadas, mas acho que a cenoura também deveria ser picada. Em relação ao Tomilho / Alecrim, cortaria o Alecrim pela metade, pois é uma erva muito proeminente e sombreada com o Tomilho.

Esta é uma receita fabulosa de Coq au Vin! Minha mãe costumava fazer quando eu era criança e eu já comi várias vezes na França, mas essa receita ganha com facilidade. Fui com alguns revisores & # x27 sugestões e drenei a gordura do bacon, o que é uma boa ideia, e acrescentei chalotas e alho aos vegetais refogados. Da próxima vez, vou com um bacon que não é muito enfumaçado porque o que usei era um pouco insuportável. Servido com batata assada e baguete e todos adoraram. Goleiro definitivo!

Esta é uma receita fabulosa. Despejei uma xícara de gordura de bacon e não usei nada para os cogumelos (óleo usado e um pouco de manteiga). Também usei cogumelos brancos regulares e um vinho Pinot Noir. Yum, yum !! Estou me perguntando se alguém o fez e o congelou para uso posterior?

Mmm. um ótimo prato para inaugurar o outono. Eu concordei com outro revisor sobre drenar um pouco da gordura do bacon antes de adicionar o mirepoix e fiz o mesmo. Mas, depois usei um pouco daquela gordura reservada do bacon para refogar os cogumelos mais tarde na receita. Fiz isso em uma noite da semana, mas não achei muito demorado porque eu estava com vontade de cozinhar um prato sem pressa. Eu mantive a simplicidade com os acompanhamentos, e apenas apreciei com pão crocante.


Como fazer “galo com vinho” francês (Coq Au Vin)

Cozinhe ao lado do Chef Tig enquanto ele faz seu famoso prato de massa com frango cremoso neste vídeo tutorial de culinária.

3 maneiras de cozinhar o peito de frango mais suculento de todos os tempos & # 8211 Bobby & # 39s Ki & # 8230

Eu tenho três técnicas para cozinhar peitos de frango macios e suculentos em casa. Também tenho dicas para ajudá-lo a evitar as armadilhas que a maioria dos cozinheiros domésticos comete, como não permitir & # 8230

Siga no Facebook

Carla Hall oferece uma lição sobre cenário de tabelas

Em um novo episódio de Katie Asks a Friend, a Chef Carla Hall (de quem você deve se lembrar de & # 8220The Chew & # 8221 ou & # 8220Top Chef & # 8221) compartilhou suas principais dicas para decoração de mesa.

Musse de canela

Como fazer a SOBREMESA DE PÊSSEGO MELBA & # 8211 Cozinha Europeia Autêntica & # 8230

SOBREMESA DE MELBA DE PÊSSEGO Original com pêssegos maduros, molho cremoso de framboesa e sorvete de baunilha. Você sabe por que esta sobremesa deliciosa se chama & # 8220Pêssego & # 8230

Receita do dia: Rachael & # 39s Swiss and Bacon Dip | 30 minutos e # 8230

Faça Rachael & # 8217s Swiss and Bacon Dip uma vez e será a festa para você. Inscreva-se ▻ Obtenha a receita ▻ & # 8230

© 2021 Top Chef Recipes Online

Utilizamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência no nosso site.

Você pode descobrir mais sobre quais cookies estamos usando ou desativá-los nas configurações.

Este site usa cookies para que possamos oferecer a melhor experiência de usuário possível. As informações de cookies são armazenadas em seu navegador e executam funções como reconhecê-lo quando você retorna ao nosso site e ajudar nossa equipe a entender quais seções do site você considera mais interessantes e úteis.

O cookie estritamente necessário deve estar ativado o tempo todo para que possamos salvar suas preferências de configuração de cookies.

Se você desativar este cookie, não poderemos salvar suas preferências. Isso significa que toda vez que você visitar este site, precisará habilitar ou desabilitar os cookies novamente.


Ingredientes

Passo 1

Seque o frango com papel toalha e tempere agressivamente com sal e pimenta. Transfira o frango para um saco resselável de 1 galão ou uma assadeira de vidro 8x8 & quot. Despeje o vinho e, em seguida, adicione ½ cacho de tomilho. Turn to coat, seal bag or cover baking dish, and let sit at room temperature while you prep the other ingredients. (Or, chill up to 48 hours.)

Passo 2

Cook bacon in a 10" or 12" nonstick skillet, preferably not cast iron, over medium heat, stirring occasionally, until brown and crisp but all of the fat hasn’t rendered out, 8–10 minutes. Transfer to a plate with a slotted spoon. (Medium heat lets you work in batches without having to worry about scorching your pan, and you’ll eventually use all the browned bits to build a deeply flavored braising liquid.)

Etapa 3

Add mushrooms to bacon drippings in pan season with salt. Cook, tossing occasionally, until tender and golden brown but not crisp, about 6 minutes. Scrape mushrooms into Instant Pot insert and reserve pan.

Passo 4

Meanwhile, remove chicken from marinade and place on a large plate reserve marinade but pluck out and discard thyme sprigs. Pat chicken skin dry with paper towels. Heat 2 Tbsp. butter in reserved pan over medium. If you’re using a 10" skillet, you’ll have to do this in 2 batches, but chicken should all fit in a larger pan. As soon as butter is foaming, add chicken, placing skin side down, and cook, undisturbed, until skin is dark golden brown and plenty of fat is cooked out, 10–12 minutes. Turn onto flesh side and cook until pale golden brown underneath, about 2 minutes. Nestle chicken into pot insert.

Etapa 5

Pour off all but about 1 Tbsp. accumulated drippings in pan (save it—this is a cross between clarified butter and schmaltz and can be used to sauté or roast basically anything). Add carrots, shallots, and garlic season lightly with salt. Cook, tossing often, until shallots are golden brown in spots, about 4 minutes. Add to pot insert along with half of the reserved bacon.

Etapa 6

Return pan to medium heat and pour in vinegar. Cook, scraping up browned bits with a wooden spoon, until syrupy, about 3 minutes. Add reserved wine marinade and remaining ½ bunch thyme and bring to a simmer. Cook, stirring and scraping bottom of pan, until reduced by half, 5–7 minutes.

Etapa 7

Pour liquid over chicken and seal pot. Set for “Pressure Cook,” high, 15 minutes. Let natural release 10 minutes, then unseal.

Etapa 8

Meanwhile, smash flour and remaining 2 Tbsp. butter together with a fork in a small bowl until well combined.

Etapa 9

Transfer chicken legs and vegetables to a platter or plates. Pluck out and discard thyme sprigs from liquid. Add butter-flour mixture to liquid and whisk to melt. Bring to a simmer on high “Sauté” setting and cook to thicken sauce, about 3 minutes. Taste and adjust seasoning, if needed. Junte a salsa.

Etapa 10

Serve coq au vin with braising liquid poured over and all around. Sprinkle remaining reserved bacon over.

How would you rate Instant Pot Coq au Vin?

This was lovely and very straightforward. The instant pot is a good way to finish the boring part (braising) in a hurry, and I agree that using a separate pan to do the sauté as opposed to the instant pot makes everything simpler and more flavourful. I'm confused by the reviews commenting on how convoluted the instructions are, as we found everything clear and easy to follow - other than the bacon. We just weren't sure about how large the pieces were supposed to end up, and ours never got crispy, which I find happens when I use thicker cut. It's white wine, not red, so it will be more subtle, but it's a nice looking Sunday dinner, and over garlic mashed potatoes makes a good stick-to-your-ribs meal to end off the weekend. Part of our rotation, for sure.

I made this recepie and loved it. A few issues though, you can tell this is a recepie that's tailored around the instant pot. Not like that's the worst thing, but some parts of this recepie felt like more work than it's worth. Iɽ make this again but not nearly as often as traditional Coq Au Vin.

I've made this a few times now, and love it! Something happened this last time that was different though. i used kosher salt and it was tasted much (too) saltier. Also, in the past the shallots stayed in tact, this time they didn't. I just watched the video and think i heard that it is good to keep some of the root intact, so i'll do that next time. The flavour is delicious. Next time I may try using chanterelles, but the shiitakes are delicious. Takes a long time to prepare, especially if need to do pan cook chicken in batches.

While the verbiage is clunky and odd, any cook should be able to figure out what is meant. What was a bit of a surprise is the length of time in out of pot cooking. Allow yourself some time for prepping vegetables, browning chicken, reducing marinade and then making sauce -- whew! That took up nearly an hour by itself. The time in the Instant Pot was minimal compared to all the outside work. I used wild mushrooms I had just picked that day: Lobster mushrooms (hypomyces lactiflourum) and Yellow Brittlegills (Russula Claraflava), I also used green onions from the garden instead of shallots but followed everything else to the letter, although times I used common sense not worrying too much about that save for the time in the Instant Pot which I followed exactly. The result was spectacular. My husband who is not a big fan of chicken loved it. Had some crusty bread to soak up the gravy too and the rest of the white wine. Will put this on my "keeper" list.

After eating this travesty. seriously? Who gave this more than one star? It was palateble, but EXTREMELY bland (and yes, I followed the recipe to the letter). My advice, do not waste your time if you are looking for something with a good flavor to it. or that you dont wish to spend hours making.

I LOVE to cook! Mas. this is the most poorly put together at home cooking recipe I have ever seen. Nothing is worded correctly, there is no prep time given, and its just badly put together. This has been a torturous task in making. I LOVE creating and embellishing upon great old world recipes and making them my own. Never have I had such an annoying time whilst cooking anything!

I am doing an at-home Epcot “World Showcase” tour during this COVID-19 quarantine and needed a recipe from France. I chose this one because it looked easy enough and I wanted to use my Instant Pot! I have never made Coq au Vin, so this was my first attempt. Due to limited shopping, I did not have any bacon. I used 2 Tbsp avocado oil and 2 Tbsp butter with some Lawry’s seasoned salt for the “bacon fat”. I also used red wine instead of white and frozen chicken breast tenders instead of thighs. I also used maitake mushrooms. Ok, I guess I changed a lot of things! BUT. it was absolutely amazing still and my kids (13 & 16) loved it! I appreciated the video and the ingredient and prep guidelines. I would say I’m maybe intermediate level when it comes to cooking, but I’m getting really good at subbing because I’m staying home and not shopping like I normally would. THANK YOU for helping me have success at our “France World Showcase” stop!

So everything about this was quite good except that the chicken was absolutely overcooked. I didn't check any times against any other sources that I trust so will do so before making again. I did double the carrots and that should have the only change made - that said I would double the mushrooms next time - maybe use button for that. Served along buttered noodles with Parm.

Best thing I've made. I did take quite a while on saute (on normal) at the end to get it to thicken but the results were fantastic. I got my market to make 1/4" or so bacon slices for lardons. I highly recommend that over regular or even thick packaged bacon if you can get it. I also added Sherry Vinegar (vs just white wine vinegar) but I have nothing to compare the results to. In the video she uses a small area and it's nice and neat. My kitchen looked like a bomb went off. Obviously, one of us a professional and it's obviously not me.

This recipe was fantastic! The chicken came beautifully tender and silky. Next time I'll make a few alterations: I used red wine instead of white, and it ended up a little too strong. I'll either use less red wine or try white next time. The amount of flour and butter was way too much for the liquid left over - it ended up being very thick and gelatinous, and I had to thin it down a lot. The thyme was also really strong, but that I like. I'll definitely make it again!

Since I had four leg quarters, and was looking for a recipe using them, I made this last night, and of course used red wine, as that was what I was used to. Estava uma delícia! I will make this again, and again, as my wife loved it. Enjoyed the video! Bom apetite!

This was spectacular. Watch the video as it differs from the recipe slightly. I doubled the mushrooms and used 5 fat carrots, which should not be sliced or they will turn to mush. Heed the advice about bacon in the cold pan and definitely do your searing on medium so you don’t burn the fond. That would be sad. Thanks Carla for a fabulous recipe.

I used red wine, as that is what the coq au vin of my youth used. Although not quite thickened, the sauce was wonderful. I found that the chicken was overdone and, the next time I cook this dish, will vent the Instant Pot immediately after cooking is finished.

I'm over the moon about this recipe and will definitely make it again. 1. definitely heed the advice to brown on the stove instead of the IP. I've read that some get frustrated when recipes require work beyond IP but you are actually saving time. The IP saute function is not great. It doesn't get hot enough and it's too cramped for proper browning of meat. 2. Honestly I think one of the biggest reasons this tasted so great was that I bought quality thick-cut bacon from a butcher. I also got the chicken there, but I really noticed the biggest difference in the bacon. To save a bit to cash, I used half shiitake and half baby bella mushrooms 3. I was having guests so I upped the chicken to 6 pieces and wine to 3 cups from 2. I bumped up the butter/flour mixture a bit too. I did not increase the bacon. I turned out great. I also added 4 minutes to the pressure in case it's of interest. Overall, I have nothing but love for this recipe and I'll definitely make it again. Serve with some nice bread to soup up the delicious sauce!



Comentários:

  1. Nulty

    É bom quando assim!

  2. Zulunris

    Um tópico incomparável, estou muito interessado))))

  3. Buciac

    GRANDE ADORAÇÃO AOS CRIADORES

  4. Kagabei

    Não não-não, não-não, tempo para eu me comunicar com você aqui, eu vou grama dunu

  5. Tiarchnach

    Eu acho que você está errado. Eu posso provar. Envie -me um email para PM, discutiremos.



Escreve uma mensagem