Novas receitas

O que exatamente é um Chateaubriand?

O que exatamente é um Chateaubriand?



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Não é um prato tão comum como costumava ser, mas um dos pratos mais extravagantes - e mais caros - que você pode encontrar em um menu é um chateaubriand, geralmente servido "para dois". O fato de que geralmente é listado ao lado de bifes revela o fato de que também é um bife, mas o que é, exatamente, e por que é chamado de "chateaubriand"?

Como o bife Delmonico, o chateaubriand é um daqueles cortes de bife que não tem o nome de um corte específico de carne, e sua definição também mudou ao longo dos anos. Como diz a lenda, o chateaubriand foi batizado em homenagem a um aristocrata francês chamado François-René de Chateaubriand, cujo chef inventou um método de cozinhar um grande corte de carne desossada envolvendo-o em bifes de baixa qualidade (às vezes contados como as peças finais menores do filé), amarre-o, grelhe até que fique carbonizado e jogue os bifes de fora. O assado interno perfeitamente cozido foi considerado o chateaubriand. (Talvez apropriadamente para alguém cujo nome foi anexado a um prato tão opulento, Chateaubriand foi exilado durante a Revolução Francesa. ”)

Hoje, um chateaubriand é geralmente aceito como um grande filé mignon cortado ao centro, assado e servido junto com batatas e um molho (apropriadamente chamado de molho chateaubriand) geralmente feito com chalotas, caldo de carne de bovino, vinho branco, estragão e manteiga. O lendário chef francês Pierre Franey, em sua receita para o The New York Timessugere embrulhar um filé de 18 cm em gaze, apoiá-lo na ponta e triturá-lo até que tenha 4 cm de espessura, 15 cm de diâmetro e redondo e, em seguida, cozinhe-o como um bife, mas você não ver muitas pessoas fazendo mais isso.

Embora as técnicas possam variar, qualquer menu que inclua um chateaubriand terá o cuidado de preparar bem o prato, e os resultados são tipicamente deliciosos. Então, se você vir chateaubriand em um menu e puder saltar para ele, sugerimos que você peça, porque você receberá um filé mignon lindamente torrado junto com um saboroso molho francês e batatas. Alguns lugares vão até esculpi-lo ao lado da mesa para você. Descubra as 50 melhores churrascarias da América aqui.


Facebook

Chateaubriand. O nome é sinônimo de luxo e alta gastronomia. Mas, o que é Chateaubriand, exatamente? Ao contrário da crença popular, Chateaubriand não é um pedaço de carne. Em vez disso, é um método de preparação ou uma receita. Apócrifo, o prato, como tantos outros pratos famosos - Quiche Lorraine, Pavlova, Pêssego Melba, Crepes Suzette - foi batizado em homenagem ao vicome François-René de Chateaubriand, político, embaixador e fundador do Romantismo na literatura francesa.

Chateaubriand é tradicionalmente feito de um corte central grosso de filé mignon. O corte pesa cerca de 12 onças e geralmente serve para servir dois. Isso o torna uma refeição perfeita, embora cara, para compartilhar em um jantar íntimo de Ano Novo para dois. Originalmente, as duas pontas do lombo eram cortadas da porção principal e assadas no forno junto com o Chateaubriand, para proteger o corte mais grosso da queima. As duas peças finais iriam queimar e foram descartadas, deixando o Chateaubriand perfeitamente médio-raro. E as pessoas se perguntam por que os camponeses se revoltaram!

Como acontece com a maioria das receitas, existem muitas variações na preparação de Chateaubriand. Quando penso em Chateaubriand, penso em um adorável e grosso pedaço de lombo assado até um ponto mal passado perfeito e servido com um molho de vinho enriquecido demi-glace. Você certamente pode variar isso para se adequar ao seu gosto.

Quando você for ao açougue, provavelmente não encontrará um assado Chateaubriand esperando por você na vitrine. Você terá que pedir um corte para você. Você pode considerar a compra de um lombo inteiro embalado a vácuo, mas este é um grande investimento. Diga ao seu açougueiro que você quer servir Chateaubriand e peça um bife grande de meio quilo (ou um pequeno assado) cortado do centro do lombo. Para facilitar o preparo em casa, peça a ele que retire a carne corrente e a casca prateada do assado.

Para aqueles de vocês que são do tipo faça vocês mesmos, você pode comprar o assado não aparado e apará-lo você mesmo. Se você tiver uma faca afiada, a pele prateada é bastante fácil de remover, assim como a carne da corrente presa. Você pode guardar a carne corrente para fazer estrogonofe de carne ou um refogado. Você pode até moê-lo em um processador de alimentos e fazer um hambúrguer saboroso.

Chateaubriand for Two

1 bife de lombo grosso cortado ao centro, aproximadamente 1 libra

2 colheres de sopa de manteiga sem sal

Sal e pimenta do reino moída na hora, a gosto

1 colher de sopa de manteiga amolecida

2 t. estragão fresco picado

Folhas inteiras de estragão, para enfeitar

Como fazer em casa

Pré-aqueça o forno a 375º F.

Polvilhe sal e pimenta no bife à vontade.

Pré-aqueça uma frigideira pesada própria para forno ou frigideira em fogo médio-alto. Dependendo do seu fogão, isso pode levar de 4 a 5 minutos. Defino um cronômetro para ter certeza de que não estou com pressa.

Adicione a manteiga e o óleo à panela. Quando a manteiga parar de espumar, sele a carne por todos os lados até dourar bem. Coloque a carne na frigideira quente e não mexa por pelo menos 2 minutos. Com uma pinça, vire a carne e continue a selar. Se a carne grudar na frigideira, deixe agir por mais alguns segundos. Quando a selagem estiver completa, a carne se soltará sozinha, então seja gentil e paciente. Fique de olho no calor, pode ser necessário ajustá-lo para cima ou para baixo para manter um bom “chiado” sem queimar a carne.

Retire a carne da assadeira e coloque uma grade própria para ir ao forno na assadeira. Coloque a carne na grelha e leve ao forno até que a carne atinja a temperatura interna de 125º F. Use um termômetro de sonda para não ter que ficar abrindo o forno. Como alternativa, verifique a temperatura interna com um termômetro de leitura instantânea após dez ou doze minutos. Retire do forno. Coloque a carne em uma travessa aquecida para descansar por cerca de 15 minutos. A temperatura continuará subindo, e sua carne ficará um ponto mal passado perfeito.

Enquanto a carne descansa, prepare o molho. Você deve ter bastante óleo / manteiga restante na panela. Coloque a panela em fogo médio - cuidado, está no forno. Certifique-se de ter uma luva de forno, porque o cabo pode queimar você. Adicione a cebola picada e refogue até ficar translúcida, mas não dourada.

Adicione o vinho tinto. Aumente o fogo para médio alto e reduza pela metade. Adicione o Demi glace na panela e reduza por alguns minutos até que a mistura fique um pouco xaroposa. Prove os temperos e adicione sal e pimenta se necessário. Junte o estragão picado e retire do fogo. Misture a manteiga amolecida antes de servir. Isso ajudará a engrossar ainda mais o molho e dar um brilho adorável.

Para uma apresentação clássica, corte seu Chateaubriand ao meio na diagonal e sirva em pratos aquecidos com o molho por cima. Enfeite com algumas folhas frescas de estragão. O acompanhamento tradicional do Chateaubriand são as batatas Chateau, mas você pode servir com os acompanhamentos que desejar. Legumes cozidos no vapor ou salteados formam uma folha leve e colorida para o rico prato principal.


Facebook

Chateaubriand. O nome é sinônimo de luxo e alta gastronomia. Mas, o que é Chateaubriand, exatamente? Ao contrário da crença popular, Chateaubriand não é um pedaço de carne. Em vez disso, é um método de preparação ou uma receita. Apócrifo, o prato, como tantos outros pratos famosos - Quiche Lorraine, Pavlova, Pêssego Melba, Crepes Suzette - foi batizado em homenagem ao vicome François-René de Chateaubriand, político, embaixador e fundador do Romantismo na literatura francesa.

Chateaubriand é tradicionalmente feito de um corte central grosso de filé mignon. O corte pesa cerca de 12 onças e geralmente serve para servir dois. Isso o torna uma refeição perfeita, embora cara, para compartilhar em um jantar íntimo de Ano Novo para dois. Originalmente, as duas pontas do lombo eram cortadas da porção principal e assadas no forno junto com o Chateaubriand, para proteger o corte mais grosso da queima. As duas peças finais iriam queimar e foram descartadas, deixando o Chateaubriand perfeitamente médio-raro. E as pessoas se perguntam por que os camponeses se revoltaram!

Como acontece com a maioria das receitas, existem muitas variações na preparação de Chateaubriand. Quando penso em Chateaubriand, penso em um adorável e grosso pedaço de filé mignon torrado até um ponto raro perfeito e servido com um molho de vinho enriquecido demi-glace. Certamente, você pode variar isso para se adequar ao seu gosto.

Quando você for ao açougue, provavelmente não encontrará um assado Chateaubriand esperando por você na vitrine. Você terá que pedir um corte para você. Você pode considerar a compra de um lombo inteiro embalado a vácuo, mas este é um grande investimento. Diga ao seu açougueiro que você quer servir Chateaubriand e peça um bife grande de meio quilo (ou um pequeno assado) cortado do centro do lombo. Para facilitar o preparo em casa, peça a ele que retire a carne corrente e a casca prateada do assado.

Para aqueles que são do tipo faça vocês mesmos, você pode comprar o assado sem aparar e apará-lo você mesmo. Se você tiver uma faca afiada, a pele prateada é bastante fácil de remover, assim como a carne da corrente presa. Você pode guardar a carne corrente para fazer estrogonofe de carne ou um refogado. Você pode até moê-lo em um processador de alimentos e fazer um hambúrguer saboroso.

Chateaubriand for Two

1 bife de lombo grosso cortado ao centro, aproximadamente 1 libra

2 colheres de sopa de manteiga sem sal

Sal e pimenta do reino moída na hora, a gosto

1 colher de sopa de manteiga amolecida

2 t. estragão fresco picado

Folhas inteiras de estragão, para enfeitar

Como fazer em casa

Pré-aqueça o forno a 375º F.

Polvilhe sal e pimenta no bife à vontade.

Pré-aqueça uma frigideira pesada própria para forno ou frigideira em fogo médio-alto. Dependendo do seu fogão, isso pode levar de 4 a 5 minutos. Defino um cronômetro para ter certeza de que não estou com pressa.

Adicione a manteiga e o óleo à panela. Quando a manteiga parar de espumar, sele a carne por todos os lados até dourar bem. Coloque a carne na frigideira quente e não mexa por pelo menos 2 minutos. Com uma pinça, vire a carne e continue a selar. Se a carne grudar na frigideira, deixe agir por mais alguns segundos. Quando a selagem estiver completa, a carne se soltará sozinha, então seja gentil e paciente. Fique de olho no calor, pode ser necessário ajustá-lo para cima ou para baixo para manter um bom “chiado” sem queimar a carne.

Retire a carne da assadeira e coloque uma grade própria para ir ao forno na assadeira. Coloque a carne na grelha e leve ao forno até que a carne atinja a temperatura interna de 125º F. Use um termômetro de sonda para não ter que ficar abrindo o forno. Como alternativa, verifique a temperatura interna com um termômetro de leitura instantânea após dez ou doze minutos. Retire do forno. Coloque a carne em uma travessa aquecida para descansar por cerca de 15 minutos. A temperatura continuará subindo, e sua carne ficará um ponto mal passado perfeito.

Enquanto a carne descansa, prepare o molho. Você deve ter bastante óleo / manteiga restante na panela. Coloque a panela em fogo médio - cuidado, ela está no forno. Certifique-se de ter uma luva de forno, porque o cabo pode queimar você. Adicione a cebola picada e refogue até ficar translúcida, mas não dourada.

Adicione o vinho tinto. Aumente o fogo para médio alto e reduza pela metade. Adicione o Demi glace na panela e reduza por alguns minutos até que a mistura fique um pouco xaroposa. Prove os temperos e adicione sal e pimenta se necessário. Junte o estragão picado e retire do fogo. Junte a manteiga amolecida antes de servir. Isso ajudará a engrossar ainda mais o molho e dar um belo brilho.

Para uma apresentação clássica, corte seu Chateaubriand ao meio na diagonal e sirva em pratos aquecidos com o molho por cima. Enfeite com algumas folhas frescas de estragão. O acompanhamento tradicional do Chateaubriand são as batatas Chateau, mas você pode servir com os acompanhamentos que desejar. Legumes cozidos no vapor ou salteados formam uma folha leve e colorida para o rico prato principal.


Facebook

Chateaubriand. O nome é sinônimo de luxo e alta gastronomia. Mas, o que é Chateaubriand, exatamente? Ao contrário da crença popular, Chateaubriand não é um pedaço de carne. Em vez disso, é um método de preparação ou uma receita. Apócrifo, o prato, como tantos outros pratos famosos - Quiche Lorraine, Pavlova, Pêssego Melba, Crepes Suzette - foi batizado em homenagem ao vicome François-René de Chateaubriand, político, embaixador e fundador do Romantismo na literatura francesa.

Chateaubriand é tradicionalmente feito de um corte central grosso de filé mignon. O corte pesa cerca de 12 onças e geralmente serve para servir dois. Isso o torna uma refeição perfeita, embora cara, para compartilhar em um jantar íntimo de Ano Novo para dois. Originalmente, as duas pontas do lombo eram cortadas da porção principal e assadas no forno junto com o Chateaubriand, para proteger o corte mais grosso da queima. As duas peças finais iriam queimar e foram descartadas, deixando o Chateaubriand perfeitamente médio-raro. E as pessoas se perguntam por que os camponeses se revoltaram!

Como acontece com a maioria das receitas, existem muitas variações na preparação de Chateaubriand. Quando penso em Chateaubriand, penso em um adorável e grosso pedaço de filé mignon torrado até um ponto raro perfeito e servido com um molho de vinho enriquecido demi-glace. Certamente, você pode variar isso para se adequar ao seu gosto.

Quando você for ao açougue, provavelmente não encontrará um assado Chateaubriand esperando por você na vitrine. Você terá que pedir um corte para você. Você pode considerar a compra de um lombo inteiro embalado a vácuo, mas este é um grande investimento. Diga ao seu açougueiro que você quer servir Chateaubriand e peça um bife grande de meio quilo (ou um pequeno assado) cortado do centro do lombo. Para facilitar o preparo em casa, peça a ele que retire a carne corrente e a casca prateada do assado.

Para aqueles que são do tipo faça vocês mesmos, você pode comprar o assado sem aparar e apará-lo você mesmo. Se você tiver uma faca afiada, a pele prateada é bastante fácil de remover, assim como a carne da corrente presa. Você pode guardar a carne corrente para fazer estrogonofe de carne ou um refogado. Você pode até moê-lo em um processador de alimentos e fazer um hambúrguer saboroso.

Chateaubriand for Two

1 bife de lombo grosso cortado ao centro, aproximadamente 1 libra

2 colheres de sopa de manteiga sem sal

Sal e pimenta do reino moída na hora, a gosto

1 colher de sopa de manteiga amolecida

2 t. estragão fresco picado

Folhas inteiras de estragão, para enfeitar

Como fazer em casa

Pré-aqueça o forno a 375º F.

Polvilhe sal e pimenta no bife à vontade.

Pré-aqueça uma frigideira pesada própria para forno ou frigideira em fogo médio-alto. Dependendo do seu fogão, isso pode levar de 4 a 5 minutos. Defino um cronômetro para ter certeza de que não estou com pressa.

Adicione a manteiga e o óleo à panela. Quando a manteiga parar de espumar, sele a carne por todos os lados até dourar bem. Coloque a carne na frigideira quente e não mexa por pelo menos 2 minutos. Com uma pinça, vire a carne e continue a selar. Se a carne grudar na frigideira, deixe agir por mais alguns segundos. Quando a selagem estiver completa, a carne se soltará sozinha, então seja gentil e paciente. Fique de olho no calor, pode ser necessário ajustá-lo para cima ou para baixo para manter um bom “chiado” sem queimar a carne.

Retire a carne da assadeira e coloque uma grade própria para ir ao forno na assadeira. Coloque a carne na grelha e leve ao forno até que a carne atinja a temperatura interna de 125º F. Use um termômetro de sonda para não ter que ficar abrindo o forno. Como alternativa, verifique a temperatura interna com um termômetro de leitura instantânea após dez ou doze minutos. Retire do forno. Coloque a carne em uma travessa aquecida para descansar por cerca de 15 minutos. A temperatura continuará subindo, e sua carne ficará um ponto mal passado perfeito.

Enquanto a carne descansa, prepare o molho. Você deve ter bastante óleo / manteiga restante na panela. Coloque a panela em fogo médio - cuidado, ela está no forno. Certifique-se de ter uma luva de forno, porque o cabo pode queimar você. Adicione a cebola picada e refogue até ficar translúcida, mas não dourada.

Adicione o vinho tinto. Aumente o fogo para médio alto e reduza pela metade. Adicione o Demi glace na panela e reduza por alguns minutos até que a mistura fique um pouco xaroposa. Prove os temperos e adicione sal e pimenta se necessário. Junte o estragão picado e retire do fogo. Junte a manteiga amolecida antes de servir. Isso ajudará a engrossar ainda mais o molho e dar um belo brilho.

Para uma apresentação clássica, corte seu Chateaubriand ao meio na diagonal e sirva em pratos aquecidos com o molho por cima. Enfeite com algumas folhas frescas de estragão. O acompanhamento tradicional do Chateaubriand são as batatas Chateau, mas você pode servir com os acompanhamentos que desejar. Legumes cozidos no vapor ou salteados formam uma folha leve e colorida para o rico prato principal.


Facebook

Chateaubriand. O nome é sinônimo de luxo e alta gastronomia. Mas, o que é Chateaubriand, exatamente? Ao contrário da crença popular, Chateaubriand não é um pedaço de carne. Em vez disso, é um método de preparação ou uma receita. Apócrifo, o prato, como tantos outros pratos famosos - Quiche Lorraine, Pavlova, Pêssego Melba, Crepes Suzette - foi batizado em homenagem ao vicome François-René de Chateaubriand, político, embaixador e fundador do Romantismo na literatura francesa.

Chateaubriand é tradicionalmente feito de um corte central grosso de filé mignon. O corte pesa cerca de 12 onças e geralmente serve para servir dois. Isso o torna uma refeição perfeita, embora cara, para compartilhar em um jantar íntimo de Ano Novo para dois. Originalmente, as duas pontas do lombo eram cortadas da porção principal e assadas no forno junto com o Chateaubriand, para proteger o corte mais grosso da queima. As duas peças finais iriam queimar e foram descartadas, deixando o Chateaubriand perfeitamente médio-raro. E as pessoas se perguntam por que os camponeses se revoltaram!

Como acontece com a maioria das receitas, existem muitas variações na preparação de Chateaubriand. Quando penso em Chateaubriand, penso em um adorável e grosso pedaço de lombo assado até um ponto mal passado perfeito e servido com um molho de vinho enriquecido demi-glace. Certamente, você pode variar isso para se adequar ao seu gosto.

Quando você for ao açougue, provavelmente não encontrará um assado Chateaubriand esperando por você na vitrine. Você terá que pedir um corte para você. Você pode considerar a compra de um lombo inteiro embalado a vácuo, mas este é um grande investimento. Diga ao seu açougueiro que você quer servir Chateaubriand e peça um bife grande de meio quilo (ou um pequeno assado) cortado do centro do lombo. Para facilitar o preparo em casa, peça a ele que retire a carne corrente e a casca prateada do assado.

Para aqueles de vocês que são do tipo faça vocês mesmos, você pode comprar o assado não aparado e apará-lo você mesmo. Se você tiver uma faca afiada, a pele prateada é bastante fácil de remover, assim como a carne da corrente presa. Você pode guardar a carne corrente para fazer estrogonofe de carne ou um refogado. Você pode até moê-lo em um processador de alimentos e fazer um hambúrguer saboroso.

Chateaubriand for Two

1 bife de lombo grosso cortado ao centro, aproximadamente 1 libra

2 colheres de sopa de manteiga sem sal

Sal e pimenta do reino moída na hora, a gosto

1 colher de sopa de manteiga amolecida

2 t. estragão fresco picado

Folhas inteiras de estragão, para enfeitar

Como fazer em casa

Pré-aqueça o forno a 375º F.

Polvilhe sal e pimenta no bife à vontade.

Pré-aqueça uma frigideira pesada própria para forno ou frigideira em fogo médio-alto. Dependendo do seu fogão, isso pode levar de 4 a 5 minutos. Defino um cronômetro para ter certeza de que não estou com pressa.

Adicione a manteiga e o óleo à panela. Quando a manteiga parar de espumar, sele a carne por todos os lados até dourar bem. Coloque a carne na frigideira quente e não mexa por pelo menos 2 minutos. Com uma pinça, vire a carne e continue a selar. Se a carne grudar na frigideira, deixe agir por mais alguns segundos. Quando a selagem estiver completa, a carne se soltará sozinha, então seja gentil e paciente. Fique de olho no calor, pode ser necessário ajustá-lo para cima ou para baixo para manter um bom “chiado” sem queimar a carne.

Retire a carne da assadeira e coloque uma grade própria para ir ao forno na assadeira. Coloque a carne na grelha e leve ao forno até que a carne atinja a temperatura interna de 125º F. Use um termômetro de sonda para não ter que ficar abrindo o forno. Como alternativa, verifique a temperatura interna com um termômetro de leitura instantânea após dez ou doze minutos. Retire do forno. Coloque a carne em uma travessa aquecida para descansar por cerca de 15 minutos. A temperatura continuará subindo, e sua carne ficará um ponto mal passado perfeito.

Enquanto a carne descansa, prepare o molho. Você deve ter bastante óleo / manteiga restante na panela. Coloque a panela em fogo médio - cuidado, ela está no forno. Certifique-se de ter uma luva de forno, porque o cabo pode queimar você. Adicione a cebola picada e refogue até ficar translúcida, mas não dourada.

Adicione o vinho tinto. Aumente o fogo para médio alto e reduza pela metade. Adicione o Demi glace na panela e reduza por alguns minutos até que a mistura fique um pouco xaroposa. Prove os temperos e adicione sal e pimenta se necessário. Junte o estragão picado e retire do fogo. Misture a manteiga amolecida antes de servir. Isso ajudará a engrossar ainda mais o molho e dar um belo brilho.

Para uma apresentação clássica, corte seu Chateaubriand ao meio na diagonal e sirva em pratos aquecidos com o molho por cima. Enfeite com algumas folhas frescas de estragão. O acompanhamento tradicional do Chateaubriand são as batatas Chateau, mas você pode servir com os acompanhamentos que quiser. Legumes cozidos no vapor ou salteados formam uma folha leve e colorida para o rico prato principal.


Facebook

Chateaubriand. O nome é sinônimo de luxo e alta gastronomia. Mas, o que é Chateaubriand, exatamente? Ao contrário da crença popular, Chateaubriand não é um pedaço de carne. Em vez disso, é um método de preparação ou uma receita. Apócrifo, o prato, como tantos outros pratos famosos - Quiche Lorraine, Pavlova, Pêssego Melba, Crepes Suzette - foi batizado em homenagem ao vicome François-René de Chateaubriand, político, embaixador e fundador do Romantismo na literatura francesa.

Chateaubriand é tradicionalmente feito de um corte central grosso de filé mignon. O corte pesa cerca de 12 onças e geralmente serve para servir dois. Isso o torna uma refeição perfeita, embora cara, para compartilhar em um jantar íntimo de Ano Novo para dois. Originalmente, as duas pontas do lombo eram cortadas da porção principal e assadas no forno junto com o Chateaubriand, para proteger o corte mais grosso da queima. As duas peças finais iriam queimar e foram descartadas, deixando o Chateaubriand perfeitamente médio-raro. E as pessoas se perguntam por que os camponeses se revoltaram!

Como acontece com a maioria das receitas, existem muitas variações na preparação de Chateaubriand. Quando penso em Chateaubriand, penso em um adorável e grosso pedaço de filé mignon torrado até um ponto raro perfeito e servido com um molho de vinho enriquecido demi-glace. Você certamente pode variar isso para se adequar ao seu gosto.

Quando você for ao açougue, provavelmente não encontrará um assado Chateaubriand esperando por você na vitrine. Você terá que pedir um corte para você. Você pode considerar a compra de um lombo inteiro embalado a vácuo, mas este é um grande investimento. Diga ao seu açougueiro que você quer servir Chateaubriand e peça um bife grande de meio quilo (ou um pequeno assado) cortado do centro do filé mignon. Para facilitar o preparo em casa, peça a ele que retire a carne corrente e a casca prateada do assado.

Para aqueles de vocês que são do tipo faça vocês mesmos, você pode comprar o assado não aparado e apará-lo você mesmo. Se você tiver uma faca afiada, a pele prateada é bastante fácil de remover, assim como a carne da corrente presa. Você pode guardar a carne corrente para fazer estrogonofe de carne ou um refogado. Você pode até moê-lo em um processador de alimentos e fazer um hambúrguer saboroso.

Chateaubriand for Two

1 bife de lombo grosso cortado ao centro, aproximadamente 1 libra

2 colheres de sopa de manteiga sem sal

Sal e pimenta do reino moída na hora, a gosto

1 colher de sopa de manteiga amolecida

2 t. estragão fresco picado

Folhas inteiras de estragão, para enfeitar

Como fazer em casa

Pré-aqueça o forno a 375º F.

Polvilhe sal e pimenta no bife à vontade.

Pré-aqueça uma frigideira pesada própria para forno ou frigideira em fogo médio-alto. Dependendo do seu fogão, isso pode levar de 4 a 5 minutos. Eu defino um cronômetro para ter certeza de que não estou com pressa.

Adicione a manteiga e o óleo à panela. Quando a manteiga parar de espumar, sele a carne por todos os lados até dourar bem. Coloque a carne na frigideira quente e não mexa por pelo menos 2 minutos. Com uma pinça, vire a carne e continue a selar. Se a carne grudar na frigideira, deixe agir por mais alguns segundos. Quando a selagem estiver completa, a carne se soltará sozinha, então seja gentil e paciente. Fique de olho no calor, pode ser necessário ajustá-lo para cima ou para baixo para manter um bom “chiado” sem queimar a carne.

Retire a carne da assadeira e coloque uma grade própria para ir ao forno na assadeira. Coloque a carne na grelha e leve ao forno até que a carne atinja a temperatura interna de 125º F. Use um termômetro de sonda para não ter que ficar abrindo o forno. Como alternativa, verifique a temperatura interna com um termômetro de leitura instantânea após dez ou doze minutos. Retire do forno. Coloque a carne em uma travessa aquecida para descansar por cerca de 15 minutos. A temperatura continuará subindo, e sua carne ficará um ponto mal passado perfeito.

Enquanto a carne descansa, prepare o molho. Você deve ter bastante óleo / manteiga restante na panela. Coloque a panela em fogo médio - cuidado, está no forno. Certifique-se de ter uma luva de forno, porque o cabo pode queimar você. Adicione a cebola picada e refogue até ficar translúcida, mas não dourada.

Adicione o vinho tinto. Aumente o fogo para médio alto e reduza pela metade. Adicione o Demi glace na panela e reduza por alguns minutos até que a mistura fique um pouco xaroposa. Prove os temperos e adicione sal e pimenta se necessário. Junte o estragão picado e retire do fogo. Misture a manteiga amolecida antes de servir. Isso ajudará a engrossar ainda mais o molho e dar um belo brilho.

Para uma apresentação clássica, corte seu Chateaubriand ao meio na diagonal e sirva em pratos aquecidos com o molho por cima. Enfeite com algumas folhas frescas de estragão. O acompanhamento tradicional do Chateaubriand são as batatas Chateau, mas você pode servir com os acompanhamentos que quiser. Legumes cozidos no vapor ou salteados formam uma folha leve e colorida para o rico prato principal.


Facebook

Chateaubriand. O nome é sinônimo de luxo e alta gastronomia. Mas, o que é Chateaubriand, exatamente? Ao contrário da crença popular, Chateaubriand não é um pedaço de carne. Em vez disso, é um método de preparação ou uma receita. Apócrifo, o prato, como tantos outros pratos famosos - Quiche Lorraine, Pavlova, Pêssego Melba, Crepes Suzette - foi batizado em homenagem ao vicome François-René de Chateaubriand, político, embaixador e fundador do Romantismo na literatura francesa.

Chateaubriand é tradicionalmente feito de um corte central grosso de filé mignon. O corte pesa cerca de 12 onças e geralmente serve para servir dois. Isso o torna uma refeição perfeita, embora cara, para compartilhar em um jantar íntimo de Ano Novo para dois. Originalmente, as duas pontas do lombo eram cortadas da porção principal e assadas no forno junto com o Chateaubriand, para proteger o corte mais grosso da queima. As duas peças finais iriam queimar e foram descartadas, deixando o Chateaubriand perfeitamente médio-raro. E as pessoas se perguntam por que os camponeses se revoltaram!

Como acontece com a maioria das receitas, existem muitas variações na preparação de Chateaubriand. Quando penso em Chateaubriand, penso em um adorável e grosso pedaço de lombo assado até um ponto mal passado perfeito e servido com um molho de vinho enriquecido demi-glace. Certamente, você pode variar isso para se adequar ao seu gosto.

Quando você for ao açougue, provavelmente não encontrará um assado Chateaubriand esperando por você na vitrine. Você terá que pedir um corte para você. Você pode considerar a compra de um lombo inteiro embalado a vácuo, mas este é um grande investimento. Diga ao seu açougueiro que você quer servir Chateaubriand e peça um bife grande de meio quilo (ou um pequeno assado) cortado do centro do lombo. Para facilitar o preparo em casa, peça a ele que retire a carne corrente e a casca prateada do assado.

Para aqueles que são do tipo faça você mesmo, você pode comprar o assado sem aparar e apará-lo você mesmo. Se você tiver uma faca afiada, a pele prateada é bastante fácil de remover, assim como a carne da corrente presa. Você pode guardar a carne corrente para fazer estrogonofe de carne ou um refogado. Você pode até moê-lo em um processador de alimentos e fazer um hambúrguer saboroso.

Chateaubriand for Two

1 bife de lombo grosso cortado ao centro, aproximadamente 1 libra

2 colheres de sopa de manteiga sem sal

Sal e pimenta do reino moída na hora, a gosto

1 colher de sopa de manteiga amolecida

2 t. estragão fresco picado

Folhas inteiras de estragão, para enfeitar

Como fazer em casa

Pré-aqueça o forno a 375º F.

Polvilhe sal e pimenta no bife à vontade.

Pré-aqueça uma frigideira pesada própria para forno ou frigideira em fogo médio-alto. Dependendo do seu fogão, isso pode levar de 4 a 5 minutos. Defino um cronômetro para ter certeza de que não estou com pressa.

Adicione a manteiga e o óleo à panela. Quando a manteiga parar de espumar, sele a carne por todos os lados até dourar bem. Coloque a carne na frigideira quente e não mexa por pelo menos 2 minutos. Com uma pinça, vire a carne e continue a selar. Se a carne grudar na frigideira, deixe agir por mais alguns segundos. Quando a selagem estiver completa, a carne se soltará sozinha, então seja gentil e paciente. Fique de olho no calor, pode ser necessário ajustá-lo para cima ou para baixo para manter um bom “chiado” sem queimar a carne.

Retire a carne da assadeira e coloque uma grade própria para ir ao forno na assadeira. Coloque a carne na grelha e leve ao forno até que a carne atinja a temperatura interna de 125º F. Use um termômetro de sonda para não ter que ficar abrindo o forno. Como alternativa, verifique a temperatura interna com um termômetro de leitura instantânea após dez ou doze minutos. Retire do forno. Coloque a carne em uma travessa aquecida para descansar por cerca de 15 minutos. A temperatura continuará subindo, e sua carne ficará um ponto mal passado perfeito.

Enquanto a carne descansa, prepare o molho. Você deve ter bastante óleo / manteiga restante na panela. Coloque a panela em fogo médio - cuidado, está no forno. Certifique-se de ter uma luva de forno, porque o cabo pode queimar você. Adicione a cebola picada e refogue até ficar translúcida, mas não dourada.

Adicione o vinho tinto. Aumente o fogo para médio alto e reduza pela metade. Adicione o Demi glace na frigideira e reduza por alguns minutos até que a mistura fique um tanto xaroposa. Prove os temperos e adicione sal e pimenta se necessário. Junte o estragão picado e retire do fogo. Junte a manteiga amolecida antes de servir. Isso ajudará a engrossar ainda mais o molho e dar um belo brilho.

Para uma apresentação clássica, corte seu Chateaubriand ao meio na diagonal e sirva em pratos aquecidos com o molho por cima. Enfeite com algumas folhas frescas de estragão. The traditional accompaniment to Chateaubriand is Chateau potatoes, but you may serve it with any side dishes you like. Steamed or sautéed vegetables make a light and colorful foil to the rich main dish.


Facebook

Chateaubriand. The name is synonymous with luxury and haute cuisine. But, what is Chateaubriand, exactly? Contrary to popular belief Chateaubriand is not a cut of meat. Rather, it is a method of preparation, or a recipe. Apocryphally, the dish, like so many other famous dishes—Quiche Lorraine, Pavlova, Peach Melba, Crepes Suzette—was named in honor of the vicomte François-René de Chateaubriand, a politician, ambassador and the founder of Romanticism in French literature.

Chateaubriand is traditionally made from a thick center cut of beef tenderloin. The cut weighs about 12 oz, and it is generally intended to serve two. This makes it a perfect, albeit expensive, meal to share at an intimate New Year’s dinner for two. Originally, the two ends of the tenderloin were cut off the main portion and roasted in the oven along with the Chateaubriand, to protect the thicker cut from burning. The two end pieces would burn and were discarded, leaving the Chateaubriand a perfectly medium-rare. And people wonder why the peasants revolted!

As with most recipes, there are many variations on Chateaubriand preparation. When I think of Chateaubriand, I think of a lovely, thick piece of tenderloin roasted to a perfect medium rare and served with a demi-glace enriched wine sauce. You can certainly vary this to suit your taste.

When you go to your butcher, you most likely will not be able to find a Chateaubriand roast waiting for you in the display case. You will have to ask to have one cut for you. You can consider purchasing a whole, vacuum-packed tenderloin, but this is quite the investment. Tell your butcher that you want to serve Chateaubriand, and ask for a large, 1-pound thick steak (or small roast) cut from the center of the tenderloin. For your ease of preparation at home, ask him to remove the chain meat and the silver skin from the roast.

For those of you who are do it yourselves-types, you can purchase the roast untrimmed and trim it yourself. If you have a sharp knife, the silver skin is fairly easy to remove, as is the attached chain meat. You can save the chain meat for making Beef Stroganoff or a stir-fry. You might even grind it up in a food processor and make a tasty hamburger.

Chateaubriand for Two

1 thick, center cut tenderloin steak, approximately 1 pound

2 colheres de sopa de manteiga sem sal

Sal e pimenta do reino moída na hora, a gosto

1-tablespoon butter, softened

2 t. minced fresh tarragon

Whole tarragon leaves, for garnish

How to Make at Home

Preheat your oven to 375º F.

Liberally sprinkle salt and pepper on the steak.

Preheat an oven-safe heavy skillet or sauté pan over medium-high heat. Depending on your stove, this could take 4 or 5 minutes. I set a timer to make sure I’m not rushing.

Add the butter and oil to the pan. When the butter stops foaming, sear the meat on all sides until well browned. Place the meat in the hot pan, and do not move it for at least 2 minutes. With tongs, turn the meat and continue searing. If the meat sticks to the pan, leave it for another few seconds. When the sear is complete, the meat will release on its own, so be gentle and patient. Keep an eye on the heat, you may need to adjust it up or down to maintain a good “sizzle” without burning the meat.

Remove the meat from the pan, and place an oven-safe rack in the cooking pan. Put the meat on the rack and roast in the oven until the meat has reached an internal temperature of 125º F. Use a probe thermometer so you don’t have to keep opening the oven. Alternately, check the internal temperature with an instant read thermometer after ten or twelve minutes. Retire do forno. Put the meat on a warmed platter to rest for about 15 minutes. The temperature will continue to rise, and your meat will be a perfect medium rare.

While the meat is resting, prepare the sauce. You should have plenty of oil/butter left in the cooking pan. Place the pan over medium heat—careful, it has been in the oven. Make sure you have an oven mitt, because the handle can burn you. Add the minced shallot and sauté until translucent, but not browned.

Add the red wine. Turn the heat up to medium high and reduce by half. Adicione o demi-glace to the pan and reduce for a couple of minutes until the mixture is somewhat syrupy. Taste for seasonings, and add salt and pepper if necessary. Stir in the minced tarragon and remove from the heat. Swirl in the softened butter right before serving. This will help to further thicken the sauce and impart a lovely sheen.

For a classic presentation, slice your Chateaubriand in half diagonally and serve on warmed plates with the sauce spooned over. Garnish with some fresh tarragon leaves. The traditional accompaniment to Chateaubriand is Chateau potatoes, but you may serve it with any side dishes you like. Steamed or sautéed vegetables make a light and colorful foil to the rich main dish.


Facebook

Chateaubriand. The name is synonymous with luxury and haute cuisine. But, what is Chateaubriand, exactly? Contrary to popular belief Chateaubriand is not a cut of meat. Rather, it is a method of preparation, or a recipe. Apocryphally, the dish, like so many other famous dishes—Quiche Lorraine, Pavlova, Peach Melba, Crepes Suzette—was named in honor of the vicomte François-René de Chateaubriand, a politician, ambassador and the founder of Romanticism in French literature.

Chateaubriand is traditionally made from a thick center cut of beef tenderloin. The cut weighs about 12 oz, and it is generally intended to serve two. This makes it a perfect, albeit expensive, meal to share at an intimate New Year’s dinner for two. Originally, the two ends of the tenderloin were cut off the main portion and roasted in the oven along with the Chateaubriand, to protect the thicker cut from burning. The two end pieces would burn and were discarded, leaving the Chateaubriand a perfectly medium-rare. And people wonder why the peasants revolted!

As with most recipes, there are many variations on Chateaubriand preparation. When I think of Chateaubriand, I think of a lovely, thick piece of tenderloin roasted to a perfect medium rare and served with a demi-glace enriched wine sauce. You can certainly vary this to suit your taste.

When you go to your butcher, you most likely will not be able to find a Chateaubriand roast waiting for you in the display case. You will have to ask to have one cut for you. You can consider purchasing a whole, vacuum-packed tenderloin, but this is quite the investment. Tell your butcher that you want to serve Chateaubriand, and ask for a large, 1-pound thick steak (or small roast) cut from the center of the tenderloin. For your ease of preparation at home, ask him to remove the chain meat and the silver skin from the roast.

For those of you who are do it yourselves-types, you can purchase the roast untrimmed and trim it yourself. If you have a sharp knife, the silver skin is fairly easy to remove, as is the attached chain meat. You can save the chain meat for making Beef Stroganoff or a stir-fry. You might even grind it up in a food processor and make a tasty hamburger.

Chateaubriand for Two

1 thick, center cut tenderloin steak, approximately 1 pound

2 colheres de sopa de manteiga sem sal

Sal e pimenta do reino moída na hora, a gosto

1-tablespoon butter, softened

2 t. minced fresh tarragon

Whole tarragon leaves, for garnish

How to Make at Home

Preheat your oven to 375º F.

Liberally sprinkle salt and pepper on the steak.

Preheat an oven-safe heavy skillet or sauté pan over medium-high heat. Depending on your stove, this could take 4 or 5 minutes. I set a timer to make sure I’m not rushing.

Add the butter and oil to the pan. When the butter stops foaming, sear the meat on all sides until well browned. Place the meat in the hot pan, and do not move it for at least 2 minutes. With tongs, turn the meat and continue searing. If the meat sticks to the pan, leave it for another few seconds. When the sear is complete, the meat will release on its own, so be gentle and patient. Keep an eye on the heat, you may need to adjust it up or down to maintain a good “sizzle” without burning the meat.

Remove the meat from the pan, and place an oven-safe rack in the cooking pan. Put the meat on the rack and roast in the oven until the meat has reached an internal temperature of 125º F. Use a probe thermometer so you don’t have to keep opening the oven. Alternately, check the internal temperature with an instant read thermometer after ten or twelve minutes. Retire do forno. Put the meat on a warmed platter to rest for about 15 minutes. The temperature will continue to rise, and your meat will be a perfect medium rare.

While the meat is resting, prepare the sauce. You should have plenty of oil/butter left in the cooking pan. Place the pan over medium heat—careful, it has been in the oven. Make sure you have an oven mitt, because the handle can burn you. Add the minced shallot and sauté until translucent, but not browned.

Add the red wine. Turn the heat up to medium high and reduce by half. Adicione o demi-glace to the pan and reduce for a couple of minutes until the mixture is somewhat syrupy. Taste for seasonings, and add salt and pepper if necessary. Stir in the minced tarragon and remove from the heat. Swirl in the softened butter right before serving. This will help to further thicken the sauce and impart a lovely sheen.

For a classic presentation, slice your Chateaubriand in half diagonally and serve on warmed plates with the sauce spooned over. Garnish with some fresh tarragon leaves. The traditional accompaniment to Chateaubriand is Chateau potatoes, but you may serve it with any side dishes you like. Steamed or sautéed vegetables make a light and colorful foil to the rich main dish.


Facebook

Chateaubriand. The name is synonymous with luxury and haute cuisine. But, what is Chateaubriand, exactly? Contrary to popular belief Chateaubriand is not a cut of meat. Rather, it is a method of preparation, or a recipe. Apocryphally, the dish, like so many other famous dishes—Quiche Lorraine, Pavlova, Peach Melba, Crepes Suzette—was named in honor of the vicomte François-René de Chateaubriand, a politician, ambassador and the founder of Romanticism in French literature.

Chateaubriand is traditionally made from a thick center cut of beef tenderloin. The cut weighs about 12 oz, and it is generally intended to serve two. This makes it a perfect, albeit expensive, meal to share at an intimate New Year’s dinner for two. Originally, the two ends of the tenderloin were cut off the main portion and roasted in the oven along with the Chateaubriand, to protect the thicker cut from burning. The two end pieces would burn and were discarded, leaving the Chateaubriand a perfectly medium-rare. And people wonder why the peasants revolted!

As with most recipes, there are many variations on Chateaubriand preparation. When I think of Chateaubriand, I think of a lovely, thick piece of tenderloin roasted to a perfect medium rare and served with a demi-glace enriched wine sauce. You can certainly vary this to suit your taste.

When you go to your butcher, you most likely will not be able to find a Chateaubriand roast waiting for you in the display case. You will have to ask to have one cut for you. You can consider purchasing a whole, vacuum-packed tenderloin, but this is quite the investment. Tell your butcher that you want to serve Chateaubriand, and ask for a large, 1-pound thick steak (or small roast) cut from the center of the tenderloin. For your ease of preparation at home, ask him to remove the chain meat and the silver skin from the roast.

For those of you who are do it yourselves-types, you can purchase the roast untrimmed and trim it yourself. If you have a sharp knife, the silver skin is fairly easy to remove, as is the attached chain meat. You can save the chain meat for making Beef Stroganoff or a stir-fry. You might even grind it up in a food processor and make a tasty hamburger.

Chateaubriand for Two

1 thick, center cut tenderloin steak, approximately 1 pound

2 colheres de sopa de manteiga sem sal

Sal e pimenta do reino moída na hora, a gosto

1-tablespoon butter, softened

2 t. minced fresh tarragon

Whole tarragon leaves, for garnish

How to Make at Home

Preheat your oven to 375º F.

Liberally sprinkle salt and pepper on the steak.

Preheat an oven-safe heavy skillet or sauté pan over medium-high heat. Depending on your stove, this could take 4 or 5 minutes. I set a timer to make sure I’m not rushing.

Add the butter and oil to the pan. When the butter stops foaming, sear the meat on all sides until well browned. Place the meat in the hot pan, and do not move it for at least 2 minutes. With tongs, turn the meat and continue searing. If the meat sticks to the pan, leave it for another few seconds. When the sear is complete, the meat will release on its own, so be gentle and patient. Keep an eye on the heat, you may need to adjust it up or down to maintain a good “sizzle” without burning the meat.

Remove the meat from the pan, and place an oven-safe rack in the cooking pan. Put the meat on the rack and roast in the oven until the meat has reached an internal temperature of 125º F. Use a probe thermometer so you don’t have to keep opening the oven. Alternately, check the internal temperature with an instant read thermometer after ten or twelve minutes. Retire do forno. Put the meat on a warmed platter to rest for about 15 minutes. The temperature will continue to rise, and your meat will be a perfect medium rare.

While the meat is resting, prepare the sauce. You should have plenty of oil/butter left in the cooking pan. Place the pan over medium heat—careful, it has been in the oven. Make sure you have an oven mitt, because the handle can burn you. Add the minced shallot and sauté until translucent, but not browned.

Add the red wine. Turn the heat up to medium high and reduce by half. Adicione o demi-glace to the pan and reduce for a couple of minutes until the mixture is somewhat syrupy. Taste for seasonings, and add salt and pepper if necessary. Stir in the minced tarragon and remove from the heat. Swirl in the softened butter right before serving. This will help to further thicken the sauce and impart a lovely sheen.

For a classic presentation, slice your Chateaubriand in half diagonally and serve on warmed plates with the sauce spooned over. Garnish with some fresh tarragon leaves. The traditional accompaniment to Chateaubriand is Chateau potatoes, but you may serve it with any side dishes you like. Steamed or sautéed vegetables make a light and colorful foil to the rich main dish.


Facebook

Chateaubriand. The name is synonymous with luxury and haute cuisine. But, what is Chateaubriand, exactly? Contrary to popular belief Chateaubriand is not a cut of meat. Rather, it is a method of preparation, or a recipe. Apocryphally, the dish, like so many other famous dishes—Quiche Lorraine, Pavlova, Peach Melba, Crepes Suzette—was named in honor of the vicomte François-René de Chateaubriand, a politician, ambassador and the founder of Romanticism in French literature.

Chateaubriand is traditionally made from a thick center cut of beef tenderloin. The cut weighs about 12 oz, and it is generally intended to serve two. This makes it a perfect, albeit expensive, meal to share at an intimate New Year’s dinner for two. Originally, the two ends of the tenderloin were cut off the main portion and roasted in the oven along with the Chateaubriand, to protect the thicker cut from burning. The two end pieces would burn and were discarded, leaving the Chateaubriand a perfectly medium-rare. And people wonder why the peasants revolted!

As with most recipes, there are many variations on Chateaubriand preparation. When I think of Chateaubriand, I think of a lovely, thick piece of tenderloin roasted to a perfect medium rare and served with a demi-glace enriched wine sauce. You can certainly vary this to suit your taste.

When you go to your butcher, you most likely will not be able to find a Chateaubriand roast waiting for you in the display case. You will have to ask to have one cut for you. You can consider purchasing a whole, vacuum-packed tenderloin, but this is quite the investment. Tell your butcher that you want to serve Chateaubriand, and ask for a large, 1-pound thick steak (or small roast) cut from the center of the tenderloin. For your ease of preparation at home, ask him to remove the chain meat and the silver skin from the roast.

For those of you who are do it yourselves-types, you can purchase the roast untrimmed and trim it yourself. If you have a sharp knife, the silver skin is fairly easy to remove, as is the attached chain meat. You can save the chain meat for making Beef Stroganoff or a stir-fry. You might even grind it up in a food processor and make a tasty hamburger.

Chateaubriand for Two

1 thick, center cut tenderloin steak, approximately 1 pound

2 colheres de sopa de manteiga sem sal

Sal e pimenta do reino moída na hora, a gosto

1-tablespoon butter, softened

2 t. minced fresh tarragon

Whole tarragon leaves, for garnish

How to Make at Home

Preheat your oven to 375º F.

Liberally sprinkle salt and pepper on the steak.

Preheat an oven-safe heavy skillet or sauté pan over medium-high heat. Depending on your stove, this could take 4 or 5 minutes. I set a timer to make sure I’m not rushing.

Add the butter and oil to the pan. When the butter stops foaming, sear the meat on all sides until well browned. Place the meat in the hot pan, and do not move it for at least 2 minutes. With tongs, turn the meat and continue searing. If the meat sticks to the pan, leave it for another few seconds. When the sear is complete, the meat will release on its own, so be gentle and patient. Keep an eye on the heat, you may need to adjust it up or down to maintain a good “sizzle” without burning the meat.

Remove the meat from the pan, and place an oven-safe rack in the cooking pan. Put the meat on the rack and roast in the oven until the meat has reached an internal temperature of 125º F. Use a probe thermometer so you don’t have to keep opening the oven. Alternately, check the internal temperature with an instant read thermometer after ten or twelve minutes. Retire do forno. Put the meat on a warmed platter to rest for about 15 minutes. The temperature will continue to rise, and your meat will be a perfect medium rare.

While the meat is resting, prepare the sauce. You should have plenty of oil/butter left in the cooking pan. Place the pan over medium heat—careful, it has been in the oven. Make sure you have an oven mitt, because the handle can burn you. Add the minced shallot and sauté until translucent, but not browned.

Add the red wine. Turn the heat up to medium high and reduce by half. Adicione o demi-glace to the pan and reduce for a couple of minutes until the mixture is somewhat syrupy. Taste for seasonings, and add salt and pepper if necessary. Stir in the minced tarragon and remove from the heat. Swirl in the softened butter right before serving. This will help to further thicken the sauce and impart a lovely sheen.

For a classic presentation, slice your Chateaubriand in half diagonally and serve on warmed plates with the sauce spooned over. Garnish with some fresh tarragon leaves. The traditional accompaniment to Chateaubriand is Chateau potatoes, but you may serve it with any side dishes you like. Steamed or sautéed vegetables make a light and colorful foil to the rich main dish.