Novas receitas

Pepperoni é a cobertura de pizza favorita da América

Pepperoni é a cobertura de pizza favorita da América


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Americanos comem muito pepperoni

ADfoto / Shutterstock

Qual é a sua cobertura de pizza favorita? Quando você faz seu pedido em uma das principais cadeias de pizza da América, você o enche de vegetais? Empacote quantas carnes puder aguentar? Ou você é um purista que prefere apenas queijo? A plataforma de pedidos de pizza online Slice lançou seu primeiro Relatório Anual de Pizza, e uma cobertura emergiu como mais popular do que todas as outras: pepperoni.

Os 101 pratos de restaurante mais icônicos da América

O Slice fez parceria com mais de 12.000 pizzarias em todo o país, e seus analistas de números chegaram a algumas estatísticas incríveis. Por exemplo, mais de 31 milhões de libras de pizza foram encomendadas através da plataforma em 2019. Embora a pizza mais popular pedida fosse apenas uma torta de queijo simples, a cobertura mais pedida em primeiro lugar foi o pepperoni. Na verdade, as pizzas pedidas no Slice usavam espantosos 2,8 milhões de fatias individuais de calabresa.

Milhões de asas também foram encomendadas. Asas de búfalo foram o acompanhamento de pizza mais popular, e os usuários do Slice pediram 2 milhões delas no ano passado, junto com 1,5 milhão de nós de alho e 1,16 milhão de saladas. Outros dados do relatório anual do Slice revelaram que sexta-feira era o dia mais popular para pedir pizza, embora o domingo do Super Bowl tenha visto a maioria dos pedidos individuais (seguido pelo Halloween, Véspera de Ação de Graças e os dias que antecederam o Natal).

A cidade de Nova York, lar de muitas das melhores pizzarias da América, teve o maior número de pedidos de pizza, seguida por Filadélfia, Baltimore, Chicago e Las Vegas. West Palm Beach, Flórida, foi reconhecida como a cidade com o cenário de pizza que mais cresceu em 2019, seguida por Columbus, Ohio; Denver; Pittsburgh e Rochester, Nova York. Se este relatório deixar algo claro, é que você pode encontrar uma ótima fatia de pizza em qualquer estado.


Tudo o que você precisa saber sobre calabresa, melhor amiga da pizza

Você sabe. Você adora. Na verdade, você está tão obcecado por ele que houve uma escassez real durante o verão!

Há um motivo pelo qual o pepperoni é a cobertura de pizza favorita da América. Salgado, em borracha e gorduroso, pode ser consumido sozinho como aperitivo sólido. Também é ótimo em um sanduíche, molho de queijo ou mesmo adicionado ao arroz. Mas sejamos realistas: espalhando que ‘za não pode ser superado.

Então, o que exatamente separa o pepperoni de outro salame?

A História do Pepperoni

Os italianos podem reivindicar algumas das carnes secas mais espetaculares do mundo. Mas italiano-Americanos deu ao mundo o dom do pepperoni.

Quando uma onda massiva de imigrantes italianos se estabeleceu na América no início do século 20, muitos começaram a negócios usando receitas caseiras do velho país com ajustes para acomodar a disponibilidade, acessibilidade e popularidade mais ampla de ingredientes em seu ambiente novo e diversamente povoado. E assim nasceu o pepperoni.

O que faz o Pepperoni Pepperoni?

Uma diferença fundamental entre o pepperoni e o salame italiano padrão é que o pepperoni é uma mistura de porco e bovino, enquanto no Velho Continente a carne tende a ser totalmente de porco.

Polina Tankilevitch / Pexels

A disparidade fica ainda maior quando você começa a temperar. “[Pepperoni] tem páprica para essa bela cor vermelha. Tem um pouco de pimenta-malagueta para aquele pouco de calor ”, observa Jennifer Tuck, presidente da renomada fornecedora de pepperoni Battistoni Italian Specialty Meats. “O salame, muitas vezes, tem vinho. E alho. É realmente um perfil de especiarias diferente. ”

Depois, há o fato de que o pepperoni é feito de carne finamente moída (o salame tende a ser feito com uma moagem um pouco mais grossa). A moagem fina de suínos e bovinos cria um produto final mais denso, que fatia facilmente e também mantém sua forma no alto calor de um forno de pizza.

Pepperoni clássico, $ 6,59 de Battistoni

Como seus irmãos salame, pepperoni é seco, em qualquer lugar de vários dias a várias semanas. Na Battistoni, “ele é fermentado e cozido por cerca de 18 horas ou mais e, em seguida, fica pendurado em uma sala de secagem de clima controlado por 2 a 3 semanas”, diz Tuck. “Ao todo, [o processo] pode levar até um mês.”

A Ascensão do Cálice de Graxa

O estilo mais comum de calabresa é o “lay flat”, que, como o nome sugere, mantém a sua forma durante uma cozedura quente no forno.

“Quando você tem o pepperoni 'achatado', a gordura vai se soltar enquanto você está assando. Ele meio que corre em toda a sua pizza ”, observa Tuck.

Mas se você escanear o Instagram foodie ou recentemente se deparar com uma pizzaria com uma fila incomumente longa, você provavelmente está familiarizado com a sensação de pepperoni que está varrendo o país: o copo e o char, também conhecido como "cálice de graxa". É exatamente o que parece: as bordas do carvão de pepperoni para criar uma crocante agradável e se enrolar para criar uma forma de xícara que retém o sal e a bondade oleosa com infusão de fumaça.

Embora os pontos quentes de pizza de Nova York, como Prince St. e Emmy Squared, possam ter gerado o burburinho recente em torno do copo e do char, suas origens podem ser rastreadas algumas centenas de quilômetros ao norte do estado de Buffalo, onde tem sido o padrão de pepperoni por décadas. De acordo com Tuck, provavelmente o Battistoni (antes conhecido como Bison) formulou a receita. “Assim como os hambúrgueres, todo mundo quer levar o crédito por isso”, observa ela.

Cup & amp Char Pepperoni, $ 5,25 de Battistoni

Ao contrário do 'roni padrão, que tem um invólucro fibroso que é descartado antes de ser consumido, o estilo Buffalo (sim, também é conhecido por esse apelido) usa um invólucro de colágeno natural que permanece intacto, o que permite que cada fatia seja colocada. Quanto ao carvão, uma dose extra de açúcar contribui para a crocância característica.

Pepperoni Beyond the Pizza

Agora que você está todo animado para pepperoni, vá em frente e peça uma pizza ou, melhor ainda, faça uma torta do zero (você pode até preparar sua massa em um Instant Pot e usá-lo para preparar mussarela caseira). Mas por que parar na crosta? Pepperoni pode adicionar ponche salgado, apimentado e porky a uma grande variedade de pratos, de aplicativos a pratos principais.

Aqui estão algumas de nossas maneiras favoritas de espalhar esse amor de pepperoni.

Mexilhões Assados ​​com Arroz de Pepperoni

A terra encontra o mar neste prato que tanto pode funcionar como aperitivo como como prato principal. O arroz de grão curto é cozido em um caldo infundido com pepperoni salteados e anchovas para servir como recheio saboroso para mexilhões cozidos no vapor. Obtenha a receita de Mexilhões Assados ​​com Arroz de Pepperoni.

Pizza de Frango Recheado

Se você não consegue decidir se prefere pizza ou parm, é só dividir a diferença. Use uma faca grande para cortar os peitos de frango e recheá-los com fatias de mussarela e calabresa. Pane, frite, asse, coma. Obtenha a nossa receita de Pizza de Frango Recheado.

Sanduíche Italiana Deli Blowout

Por que não jogar pepperoni em fatias finas na mistura desta extravagância de carne italiana? Maionese torrada com pimenta vermelha é a pasta recomendada, enquanto alcachofras marinadas fornecem uma dose de ácido. Obtenha nossa receita de sanduíche italiano Deli Blowout.

Fatia de piza de pepperoni

No dia do jogo, este é um vencedor garantido. A consistência úmida desse molho de queijo lembra o queso fundido mexicano, mas os sabores são inspirados no molho vermelho ítalo-americano puro. Obtenha nossa receita de molho de pizza de Pepperoni.

Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers

Se você é alguém que está sempre adicionando um monte de flocos de pimenta vermelha à sua pizza, aqui está um petisco indulgente e sem glúten que corta o pão da equação. Uma mistura de cream cheese e parmesão atenua o calor do jalapeño, enquanto o pepperoni adiciona o toque perfeito de sal e mastigar. Obtenha a nossa receita de Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers.

Leitura Relacionada: Pizza Caseira ao Estilo Detroit É o Veículo Perfeito para Cup e Char Pepperoni


Tudo o que você precisa saber sobre calabresa, melhor amiga da pizza

Você sabe. Você adora. Na verdade, você está tão obcecado por ele que houve uma escassez real durante o verão!

Há um motivo pelo qual o pepperoni é a cobertura de pizza favorita da América. Salgado, em borracha e gorduroso, pode ser consumido sozinho como aperitivo sólido. Também é ótimo em um sanduíche, molho de queijo ou mesmo adicionado ao arroz. Mas sejamos realistas: espalhando que ‘za não pode ser superado.

Então, o que exatamente separa o pepperoni de outro salame?

A História do Pepperoni

Os italianos podem reivindicar algumas das carnes secas mais espetaculares do mundo. Mas italiano-Americanos deu ao mundo o dom do pepperoni.

Quando uma onda massiva de imigrantes italianos se estabeleceu na América no início do século 20, muitos começaram a negócios usando receitas caseiras do velho país com ajustes para acomodar a disponibilidade, acessibilidade e popularidade mais ampla de ingredientes em seu ambiente novo e diversamente povoado. E assim nasceu o pepperoni.

O que faz o Pepperoni Pepperoni?

Uma diferença fundamental entre o pepperoni e o salame italiano padrão é que o pepperoni é uma mistura de porco e bovino, enquanto no Velho Continente a carne tende a ser totalmente de porco.

Polina Tankilevitch / Pexels

A disparidade fica ainda maior quando você começa a temperar. “[Pepperoni] tem páprica para essa bela cor vermelha. Tem um pouco de pimenta para aquele pouco de calor ”, observa Jennifer Tuck, presidente da renomada fornecedora de pepperoni Battistoni Italian Specialty Meats. “O salame, muitas vezes, tem vinho. E alho. É realmente um perfil de especiarias diferente. ”

Depois, há o fato de que o pepperoni é feito de carne finamente moída (o salame tende a ser feito com uma moagem um pouco mais grossa). A moagem fina de suínos e bovinos cria um produto final mais denso, que fatia facilmente e também mantém sua forma no alto calor de um forno de pizza.

Pepperoni clássico, $ 6,59 de Battistoni

Como seus irmãos salame, pepperoni é seco, em qualquer lugar de vários dias a várias semanas. Na Battistoni, “ele é fermentado e cozido por cerca de 18 horas ou mais e, em seguida, fica pendurado em uma sala de secagem de clima controlado por 2 a 3 semanas”, diz Tuck. “Ao todo, [o processo] pode levar até um mês.”

A Ascensão do Cálice de Graxa

O estilo mais comum de calabresa é o “lay flat”, que, como o nome sugere, mantém a sua forma durante uma cozedura quente no forno.

“Quando você tem o pepperoni 'achatado', a gordura vai se soltar enquanto você está assando. Isso meio que atropela sua pizza ”, observa Tuck.

Mas se você escanear o Instagram foodie ou recentemente se deparar com uma pizzaria com uma fila incomumente longa, você provavelmente está familiarizado com a sensação de pepperoni que está varrendo o país: o copo e o char, também conhecido como "cálice de graxa". É exatamente o que parece: as bordas do carvão de pepperoni para criar uma crocante agradável e se enrolar para criar uma forma de xícara que retém o sal e a bondade oleosa com infusão de fumaça.

Embora os pontos quentes de pizza de Nova York, como Prince St. e Emmy Squared, possam ter gerado o burburinho recente em torno do copo e do char, suas origens podem ser rastreadas algumas centenas de quilômetros ao norte do estado de Buffalo, onde tem sido o padrão de pepperoni por décadas. De acordo com Tuck, provavelmente o Battistoni (antes conhecido como Bison) formulou a receita. “Assim como os hambúrgueres, todo mundo quer levar o crédito por isso”, observa ela.

Cup & amp Char Pepperoni, $ 5,25 de Battistoni

Ao contrário do 'roni padrão, que tem um invólucro fibroso que é descartado antes de ser consumido, o estilo Buffalo (sim, também é conhecido por esse apelido) usa um invólucro de colágeno natural que permanece intacto, o que permite que cada fatia seja colocada. Quanto ao carvão, uma dose extra de açúcar contribui para a crocância característica.

Pepperoni Beyond the Pizza

Agora que você está todo animado para pepperoni, vá em frente e peça uma pizza ou, melhor ainda, faça uma torta do zero (você pode até preparar sua massa em um Instant Pot e usá-lo para preparar mussarela caseira). Mas por que parar na crosta? Pepperoni pode adicionar ponche salgado, apimentado e porky a uma grande variedade de pratos, de aplicativos a pratos principais.

Aqui estão algumas de nossas maneiras favoritas de espalhar esse amor de pepperoni.

Mexilhões Assados ​​com Arroz de Pepperoni

A terra encontra o mar neste prato que tanto pode funcionar como aperitivo como como prato principal. O arroz de grão curto é cozido em um caldo infundido com pepperoni salteados e anchovas para servir como recheio saboroso para mexilhões cozidos no vapor. Obtenha a receita de Mexilhões Assados ​​com Arroz de Pepperoni.

Pizza de Frango Recheado

Se você não consegue decidir se prefere pizza ou parm, é só dividir a diferença. Use uma faca grande para cortar os peitos de frango e recheá-los com fatias de mussarela e calabresa. Pane, frite, asse, coma. Obtenha a nossa receita de Pizza de Frango Recheado.

Sanduíche Italiana Deli Blowout

Por que não jogar pepperoni em fatias finas na mistura desta extravagância de carne italiana? Maionese torrada com pimenta vermelha é a pasta recomendada, enquanto alcachofras marinadas fornecem uma dose de ácido. Obtenha nossa receita de sanduíche italiano Deli Blowout.

Fatia de piza de pepperoni

No dia do jogo, este é um vencedor garantido. A consistência úmida desse molho de queijo lembra o queso fundido mexicano, mas os sabores são inspirados no molho vermelho ítalo-americano puro. Adquira nossa receita de molho de pizza de Pepperoni.

Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers

Se você é alguém que está sempre adicionando um monte de flocos de pimenta vermelha à sua pizza, aqui está um petisco indulgente e sem glúten que corta o pão da equação. Uma mistura de cream cheese e parmesão atenua o calor do jalapeño, enquanto o pepperoni adiciona o toque perfeito de sal e mastigar. Obtenha a nossa receita de Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers.

Leitura Relacionada: Pizza Caseira ao Estilo Detroit É o Veículo Perfeito para Cup e Char Pepperoni


Tudo o que você precisa saber sobre calabresa, melhor amiga da pizza

Você sabe. Você adora. Na verdade, você está tão obcecado por ele que houve uma escassez real durante o verão!

Há um motivo pelo qual o pepperoni é a cobertura de pizza favorita da América. Salgado, em borracha e gorduroso, pode ser consumido sozinho como aperitivo sólido. Também é ótimo em um sanduíche, molho de queijo ou mesmo adicionado ao arroz. Mas sejamos realistas: espalhando que ‘za não pode ser superado.

Então, o que exatamente separa o pepperoni de outro salame?

A História do Pepperoni

Os italianos podem reivindicar algumas das carnes secas mais espetaculares do mundo. Mas italiano-Americanos deu ao mundo o dom do pepperoni.

Quando uma onda massiva de imigrantes italianos se estabeleceu na América no início do século 20, muitos começaram a negócios usando receitas caseiras do velho país com ajustes para acomodar a disponibilidade, acessibilidade e popularidade mais ampla de ingredientes em seu ambiente novo e diversamente povoado. E assim nasceu o pepperoni.

O que faz o Pepperoni Pepperoni?

Uma diferença fundamental entre o pepperoni e o salame italiano padrão é que o pepperoni é uma mistura de porco e bovino, enquanto no Velho Continente a carne tende a ser totalmente de porco.

Polina Tankilevitch / Pexels

A disparidade fica ainda maior quando você começa a temperar. “[Pepperoni] tem páprica para essa bela cor vermelha. Tem um pouco de pimenta para aquele pouco de calor ”, observa Jennifer Tuck, presidente da renomada fornecedora de pepperoni Battistoni Italian Specialty Meats. “O salame, muitas vezes, tem vinho. E alho. É realmente um perfil de especiarias diferente. ”

Depois, há o fato de que o pepperoni é feito de carne finamente moída (o salame tende a ser feito com uma moagem um pouco mais grossa). A moagem fina de suínos e bovinos cria um produto final mais denso, que fatia facilmente e também mantém sua forma no alto calor de um forno de pizza.

Pepperoni clássico, $ 6,59 de Battistoni

Como seus irmãos salame, pepperoni é seco, em qualquer lugar de vários dias a várias semanas. Na Battistoni, “ele é fermentado e cozido por cerca de 18 horas ou mais e, em seguida, fica pendurado em uma sala de secagem de clima controlado por 2 a 3 semanas”, diz Tuck. “Ao todo, [o processo] pode levar até um mês.”

A Ascensão do Cálice de Graxa

O estilo mais comum de calabresa é o “lay flat”, que, como o nome sugere, mantém a sua forma durante uma cozedura quente no forno.

“Quando você tem o pepperoni 'achatado', a gordura vai se soltar enquanto você está assando. Ele meio que corre em toda a sua pizza ”, observa Tuck.

Mas se você digitalizar foodie no Instagram ou recentemente se deparar com uma pizzaria com uma fila incomumente longa, você provavelmente está familiarizado com a sensação de pepperoni que está varrendo o país: o copo e o char, também conhecido como "cálice de graxa". É exatamente o que parece: as bordas do calabresa de pepperoni para criar uma crocância agradável e se enrolar para criar uma forma de xícara que retém o sal e a bondade oleosa com infusão de fumaça.

Embora os pontos quentes de pizza de Nova York, como Prince St. e Emmy Squared, possam ter gerado o burburinho recente em torno do copo e do char, suas origens podem ser rastreadas algumas centenas de quilômetros ao norte do estado de Buffalo, onde tem sido o padrão de pepperoni por décadas. De acordo com Tuck, provavelmente o Battistoni (antes conhecido como Bison) formulou a receita. “Assim como os hambúrgueres, todo mundo quer levar o crédito por isso”, observa ela.

Cup & amp Char Pepperoni, $ 5,25 de Battistoni

Ao contrário do 'roni padrão, que tem um invólucro fibroso que é descartado antes de ser consumido, o estilo Buffalo (sim, também é conhecido por esse apelido) usa um invólucro de colágeno natural que permanece intacto, o que permite que cada fatia seja colocada. Quanto ao carvão, uma dose extra de açúcar contribui para a crocância característica.

Pepperoni Beyond the Pizza

Agora que você está todo animado para pepperoni, vá em frente e peça uma pizza ou melhor ainda, faça uma torta do zero (você pode até preparar sua massa em um Instant Pot e usá-lo para preparar mussarela caseira). Mas por que parar na crosta? Pepperoni pode adicionar ponche salgado, apimentado e porky a uma grande variedade de pratos, de aplicativos a pratos principais.

Aqui estão algumas de nossas maneiras favoritas de espalhar esse amor de pepperoni.

Mexilhões Assados ​​com Arroz de Pepperoni

A terra encontra o mar neste prato que tanto pode funcionar como aperitivo como como prato principal. O arroz de grão curto cozinha em um caldo infundido com pepperoni salteados e anchovas para servir como recheio saboroso para um punhado de mexilhões cozidos no vapor. Obtenha a receita de Mexilhões Assados ​​com Arroz de Pepperoni.

Pizza de Frango Recheado

Se você não consegue decidir se prefere pizza ou parm, é só dividir a diferença. Use uma faca grande para cortar os peitos de frango e recheá-los com fatias de mussarela e calabresa. Pane, frite, asse, coma. Obtenha a nossa receita de Pizza de Frango Recheado.

Sanduíche Italiana Deli Blowout

Por que não jogar pepperoni em fatias finas na mistura desta extravagância de carne italiana? Maionese torrada com pimenta vermelha é a pasta recomendada, enquanto alcachofras marinadas fornecem uma dose de ácido. Obtenha nossa receita de sanduíche italiano Deli Blowout.

Fatia de piza de pepperoni

No dia do jogo, este é um vencedor garantido. A consistência úmida desse molho de queijo lembra o queso fundido mexicano, mas os sabores são inspirados no molho vermelho ítalo-americano puro. Obtenha nossa receita de molho de pizza de Pepperoni.

Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers

Se você é alguém que está sempre adicionando um monte de flocos de pimenta vermelha à sua pizza, aqui está um petisco indulgente sem glúten que elimina o pão da equação. Uma mistura de cream cheese e parmesão atenua o calor do jalapeño, enquanto o pepperoni adiciona o toque perfeito de sal e mastigar. Obtenha a nossa receita de Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers.

Leitura Relacionada: Pizza Caseira ao Estilo Detroit É o Veículo Perfeito para Cup e Char Pepperoni


Tudo o que você precisa saber sobre calabresa, melhor amiga da pizza

Você sabe. Você adora. Na verdade, você está tão obcecado por ele que houve uma escassez real durante o verão!

Há um motivo pelo qual o pepperoni é a cobertura de pizza favorita da América. Salgado, em borracha e gorduroso, pode ser consumido sozinho como aperitivo sólido. Também é ótimo em um sanduíche, molho de queijo ou mesmo adicionado ao arroz. Mas sejamos realistas: espalhando que ‘za não pode ser superado.

Então, o que exatamente separa o pepperoni de outro salame?

A História do Pepperoni

Os italianos podem reivindicar algumas das carnes secas mais espetaculares do mundo. Mas italiano-Americanos deu ao mundo o dom do pepperoni.

Quando uma onda massiva de imigrantes italianos se estabeleceu na América no início do século 20, muitos começaram a negócios usando receitas caseiras do velho país com ajustes para acomodar a disponibilidade, acessibilidade e popularidade mais ampla de ingredientes em seu ambiente novo e diversamente povoado. E assim nasceu o pepperoni.

O que faz o Pepperoni Pepperoni?

Uma diferença fundamental entre o pepperoni e o salame italiano padrão é que o pepperoni é uma mistura de porco e bovino, enquanto no Velho Continente a carne tende a ser totalmente de porco.

Polina Tankilevitch / Pexels

A disparidade fica ainda maior quando você começa a temperar. “[Pepperoni] tem páprica para essa bela cor vermelha. Tem um pouco de pimenta-malagueta para aquele pouco de calor ”, observa Jennifer Tuck, presidente da renomada fornecedora de pepperoni Battistoni Italian Specialty Meats. “O salame, muitas vezes, tem vinho. E alho. É realmente um perfil de especiarias diferente. ”

Depois, há o fato de que o pepperoni é feito de carne finamente moída (o salame tende a ser feito com uma moagem um pouco mais grossa). A moagem fina de suínos e bovinos cria um produto final mais denso que fatia facilmente e também mantém sua forma no alto calor de um forno de pizza.

Pepperoni clássico, $ 6,59 de Battistoni

Como seus irmãos salame, pepperoni é seco, em qualquer lugar de vários dias a várias semanas. Na Battistoni, “ele é fermentado e cozido por cerca de 18 horas ou mais e, em seguida, fica pendurado em uma sala de secagem de clima controlado por 2 a 3 semanas”, diz Tuck. “Ao todo, [o processo] pode levar até um mês.”

A Ascensão do Cálice de Graxa

O estilo mais comum de calabresa é o “lay flat”, que, como o nome sugere, mantém a sua forma durante uma cozedura quente no forno.

“Quando você tem o pepperoni 'achatado', a gordura vai se soltar enquanto você está assando. Ele meio que corre em toda a sua pizza ”, observa Tuck.

Mas se você digitalizar foodie no Instagram ou recentemente se deparar com uma pizzaria com uma fila incomumente longa, você provavelmente está familiarizado com a sensação de pepperoni que está varrendo o país: o copo e o char, também conhecido como "cálice de graxa". É exatamente o que parece: as bordas do calabresa de pepperoni para criar uma crocância agradável e se enrolar para criar uma forma de xícara que retém o sal e a bondade oleosa com infusão de fumaça.

Embora os pontos principais da pizza em Nova York, como Prince St. e Emmy Squared, possam ter gerado o burburinho recente em torno do cup and char, suas origens podem ser rastreadas algumas centenas de quilômetros ao norte do estado de Buffalo, onde foi o padrão de pepperoni por décadas. De acordo com Tuck, provavelmente o Battistoni (antes conhecido como Bison) formulou a receita. “Assim como os hambúrgueres, todo mundo quer levar o crédito por isso”, observa ela.

Cup & amp Char Pepperoni, $ 5,25 de Battistoni

Ao contrário do 'roni padrão, que tem um invólucro fibroso que é descartado antes de ser consumido, o estilo Buffalo (sim, também é conhecido por esse apelido) usa um invólucro de colágeno natural que permanece intacto, o que permite que cada fatia seja colocada. Quanto ao carvão, uma dose extra de açúcar contribui para a crocância característica.

Pepperoni Beyond the Pizza

Agora que você está todo animado para pepperoni, vá em frente e peça uma pizza ou, melhor ainda, faça uma torta do zero (você pode até preparar sua massa em um Instant Pot e usá-lo para preparar mussarela caseira). Mas por que parar na crosta? Pepperoni pode adicionar ponche salgado, apimentado e porky a uma grande variedade de pratos, de aplicativos a pratos principais.

Aqui estão algumas de nossas maneiras favoritas de espalhar esse amor de pepperoni.

Mexilhões Assados ​​com Arroz de Pepperoni

A terra encontra o mar neste prato que tanto pode funcionar como aperitivo como como prato principal. O arroz de grão curto é cozido em um caldo infundido com pepperoni salteados e anchovas para servir como recheio saboroso para mexilhões cozidos no vapor. Obtenha a receita de Mexilhões Assados ​​com Arroz de Pepperoni.

Pizza de Frango Recheado

Se você não consegue decidir se prefere pizza ou parm, é só dividir a diferença. Use uma faca grande para cortar os peitos de frango e recheá-los com fatias de mussarela e calabresa. Pane, frite, asse, coma. Obtenha a nossa receita de Pizza de Frango Recheado.

Sanduíche Italiana Deli Blowout

Por que não jogar pepperoni em fatias finas na mistura desta extravagância de carne italiana? Maionese torrada com pimenta vermelha é a pasta recomendada, enquanto alcachofras marinadas fornecem uma dose de ácido. Obtenha nossa receita de sanduíche italiano Deli Blowout.

Fatia de piza de pepperoni

No dia do jogo, este é um vencedor garantido. A consistência úmida desse molho de queijo lembra o queso fundido mexicano, mas os sabores são inspirados no molho vermelho ítalo-americano puro. Adquira nossa receita de molho de pizza de Pepperoni.

Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers

Se você é alguém que está sempre adicionando um monte de flocos de pimenta vermelha à sua pizza, aqui está um petisco indulgente e sem glúten que corta o pão da equação. Uma mistura de cream cheese e parmesão atenua o calor do jalapeño, enquanto o pepperoni adiciona o toque perfeito de sal e mastigar. Obtenha a nossa receita de Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers.

Leitura Relacionada: Pizza Caseira ao Estilo Detroit É o Veículo Perfeito para Cup e Char Pepperoni


Tudo o que você precisa saber sobre calabresa, melhor amiga da pizza

Você sabe. Você adora. Na verdade, você está tão obcecado por ele que houve uma escassez real durante o verão!

Há um motivo pelo qual o pepperoni é a cobertura de pizza favorita da América. Salgado, em borracha e gorduroso, pode ser consumido sozinho como aperitivo sólido. Também é ótimo em um sanduíche, molho de queijo ou mesmo adicionado ao arroz. Mas sejamos realistas: espalhando que ‘za não pode ser superado.

Então, o que exatamente separa o pepperoni de outro salame?

A História do Pepperoni

Os italianos podem reivindicar algumas das carnes secas mais espetaculares do mundo. Mas italiano-Americanos deu ao mundo o dom do pepperoni.

Quando uma onda massiva de imigrantes italianos se estabeleceu na América no início do século 20, muitos começaram a negócios usando receitas caseiras do velho país com ajustes para acomodar a disponibilidade, acessibilidade e popularidade mais ampla de ingredientes em seu ambiente novo e diversamente povoado. E assim nasceu o pepperoni.

O que faz o Pepperoni Pepperoni?

Uma diferença fundamental entre o pepperoni e o salame italiano padrão é que o pepperoni é uma mistura de porco e bovino, enquanto no Velho Continente a carne tende a ser totalmente suína.

Polina Tankilevitch / Pexels

A disparidade fica ainda maior quando você começa a temperar. “[Pepperoni] tem páprica para essa bela cor vermelha. Tem um pouco de pimenta para aquele pouco de calor ”, observa Jennifer Tuck, presidente da renomada fornecedora de pepperoni Battistoni Italian Specialty Meats. “O salame, muitas vezes, tem vinho. E alho. É realmente um perfil de especiarias diferente. ”

Depois, há o fato de que o pepperoni é feito de carne finamente moída (o salame tende a ser feito com uma moagem um pouco mais grossa). A moagem fina de suínos e bovinos cria um produto final mais denso, que fatia facilmente e também mantém sua forma no alto calor de um forno de pizza.

Pepperoni clássico, $ 6,59 de Battistoni

Como seus irmãos salame, pepperoni é seco, em qualquer lugar de vários dias a várias semanas. Na Battistoni, “ele é fermentado e cozido por cerca de 18 horas ou mais e, em seguida, fica pendurado em uma sala de secagem de clima controlado por 2 a 3 semanas”, diz Tuck. “Ao todo, [o processo] pode levar até um mês.”

A Ascensão do Cálice de Graxa

O estilo mais comum de calabresa é o “lay flat”, que, como o nome sugere, mantém sua forma durante a cozedura quente no forno.

“Quando você tem o pepperoni 'achatado', a gordura vai se soltar enquanto você está assando. Ele meio que corre em toda a sua pizza ”, observa Tuck.

Mas se você digitalizar foodie no Instagram ou recentemente se deparar com uma pizzaria com uma fila incomumente longa, você provavelmente está familiarizado com a sensação de pepperoni que está varrendo o país: o copo e o char, também conhecido como "cálice de graxa". É exatamente o que parece: as bordas do carvão de pepperoni para criar uma crocante agradável e se enrolar para criar uma forma de xícara que retém o sal e a bondade oleosa com infusão de fumaça.

Embora os pontos quentes de pizza de Nova York, como Prince St. e Emmy Squared, possam ter gerado o burburinho recente em torno do copo e do char, suas origens podem ser rastreadas algumas centenas de quilômetros ao norte do estado de Buffalo, onde tem sido o padrão de pepperoni por décadas. De acordo com Tuck, provavelmente o Battistoni (antes conhecido como Bison) formulou a receita. “Assim como os hambúrgueres, todo mundo quer levar o crédito por isso”, observa ela.

Cup & amp Char Pepperoni, $ 5,25 de Battistoni

Ao contrário do 'roni padrão, que tem um invólucro fibroso que é descartado antes de ser consumido, o estilo Buffalo (sim, também é conhecido por esse apelido) usa um invólucro de colágeno natural que permanece intacto, o que permite que cada fatia seja colocada. Quanto ao carvão, uma dose extra de açúcar contribui para a crocância característica.

Pepperoni Beyond the Pizza

Agora que você está todo animado para pepperoni, vá em frente e peça uma pizza ou, melhor ainda, faça uma torta do zero (você pode até preparar sua massa em um Instant Pot e usá-lo para preparar mussarela caseira). Mas por que parar na crosta? Pepperoni pode adicionar ponche salgado, apimentado e porky a uma grande variedade de pratos, de aplicativos a pratos principais.

Aqui estão algumas de nossas maneiras favoritas de espalhar esse amor de pepperoni.

Mexilhões Assados ​​com Arroz de Pepperoni

A terra encontra o mar neste prato que tanto pode funcionar como aperitivo como como prato principal. O arroz de grão curto é cozido em um caldo infundido com pepperoni salteados e anchovas para servir como recheio saboroso para mexilhões cozidos no vapor. Obtenha a receita de Mexilhões Assados ​​com Arroz de Pepperoni.

Pizza de Frango Recheado

Se você não consegue decidir se prefere pizza ou parm, é só dividir a diferença. Use uma faca grande para cortar os peitos de frango e recheá-los com fatias de mussarela e calabresa. Pane, frite, asse, coma. Obtenha a nossa receita de Pizza de Frango Recheado.

Sanduíche Italiana Deli Blowout

Por que não jogar pepperoni em fatias finas na mistura desta extravagância de carne italiana? Maionese torrada com pimenta vermelha é a pasta recomendada, enquanto alcachofras marinadas fornecem uma dose de ácido. Obtenha nossa receita de sanduíche italiano Deli Blowout.

Fatia de piza de pepperoni

No dia do jogo, este é um vencedor garantido. A consistência úmida desse molho de queijo lembra o queso fundido mexicano, mas os sabores são inspirados no molho tinto ítalo-americano puro. Obtenha a nossa receita de molho de pizza de Pepperoni.

Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers

If you’re someone who’s always adding a heap of red pepper flakes to your pizza, here’s an indulgent, gluten-free snacker that cuts bread out of the equation. A blend of cream cheese and parmesan mitigates the heat from the jalapeño, while the pepperoni adds the perfect touch of salt and chew. Get our Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers recipe.

Related Reading: Homemade Detroit-Style Pizza Is the Perfect Vehicle for Cup and Char Pepperoni


Everything You Need to Know About Pepperoni, Pizza’s BFF

You know it. You love it. In fact, you’re so obsessed with it there was an actual shortage of it over the summer!

There’s a reason pepperoni is America’s favorite pizza topping. Salty, chewy and fatty, it can be enjoyed on its own as a solid snack food. It’s also great in a sandwich, cheesy dip, or even added to rice. But let’s be real: Spreading it across that ‘za can’t be topped.

So what exactly separates pepperoni from other salami?

The History of Pepperoni

Italians can lay claim to some the world’s most spectacular dried meats. But Italian-Americans gave the world the gift of pepperoni.

When a massive wave of Italian immigrants settled in America in the early 20th century, many began businesses using homespun recipes from the old country with tweaks to accommodate the availability, affordability, and broader popularity of ingredients in their new, diversely populated environment. And thus, pepperoni was born.

What Makes Pepperoni Pepperoni?

A key difference between pepperoni and your standard Italian salami is that pepperoni is a blend of pork and beef whereas in the Old Country, the meat tends to be wholly hog.

Polina Tankilevitch / Pexels

The disparity gets even wider when you get into seasoning. “[Pepperoni] has paprika in it for that nice red color. It has some chili pepper in it for that little bit of heat,” notes Jennifer Tuck, President of renowned pepperoni purveyor Battistoni Italian Specialty Meats. “Salami, a lot of times, has wine in it. And garlic. It’s really a different spice profile.”

Then there’s the fact that pepperoni is made of finely ground meat (salami tends to be made with a slightly coarser grind). The fine grind of pork and beef creates a denser final product that easily slices and also retains its shape in the high heat of a pizza oven.

Classic Pepperoni, $6.59 from Battistoni

Like its salami brethren, pepperoni is dried, anywhere from several days to several weeks. At Battistoni, “It gets fermented and cooked for about 18 hours or so and then it hangs in a controlled climate drying room for 2 to 3 weeks,” Tuck says. “All in all, [the process] could take up to a month.”

The Rise of the Grease Chalice

The most commonplace style of pepperoni is “lay flat”, which, as the name suggests, keeps its shape during a hot bake in the oven.

“When you have the ‘lay flat’ pepperoni, the fat’s going to render out of it while you’re baking it. It kind of runs all over your pizza,” Tuck notes.

But if you scan foodie Instagram or recently came across a pizza joint with an unusually long line, you’re probably familiar with the pepperoni sensation that’s sweeping across the nation: the cup and char, also loving referred to as the “grease chalice.” It’s exactly what it sounds like: The edges of the pepperoni char to create a nice crisp, and curl up to create a cup shape retaining that salt and smoke-infused oily goodness.

While New York City pizza hot spots such as Prince St. and Emmy Squared may have ignited the recent buzz around the cup and char, its origins can be traced a few hundred miles upstate to Buffalo where its been the pepperoni standard for decades. According to Tuck, Battistoni (previously known as Bison) formulated the recipe, probably. “Much like hamburgers, everybody wants to take credit for it,” she notes.

Cup & Char Pepperoni, $5.25 from Battistoni

Unlike the standard ‘roni which has a fibrous casing that is discarded prior to consuming, Buffalo-style (yep, it goes by that moniker too) uses a natural collagen casing that remains intact which allows each slice to cup. As for the char, an extra dose of sugar contributes to the signature crispiness.

Pepperoni Beyond the Pizza

Now that all you’re all pepped up for pepperoni, go forth and order a pizza or better yet, make a pie from scratch (you can even proof your dough in an Instant Pot and then use it to prepare homemade mozzarella). But why stop at the crust? Pepperoni can add salty, peppery, porky punch to a wide variety of dishes, from apps to mains.

Here are a few of our favorite ways to spread that pepperoni love.

Baked Mussels with Pepperoni Rice

Land meets sea in this dish that can work equally well as an appetizer as it would a main. Short-grain rice cooks in a stock infused with sauteed pepperoni and anchovies to serve as the flavorful stuffing for a haul of steamed mussels. Get the Baked Mussels with Pepperoni Rice recipe.

Pizza Stuffed Chicken

If you can’t decide whether you’d rather have pizza or parm, just split the difference. Use a large knife to slice a pocket into the chicken breasts, then stuff with slices of mozzarella and pepperoni. Bread ’em, fry ’em, bake ’em, eat ’em. Get our Pizza Stuffed Chicken recipe.

Italian Deli Blowout Sandwich

Why not throw thinly sliced pepperoni into the mix of this Italian meat extravaganza? Roasted red pepper-spiked mayo is the recommended spread while marinated artichokes provide a hit of acid. Get our Italian Deli Blowout Sandwich recipe.

Pepperoni Pizza Dip

On game day, this is a guaranteed winner. The oozy consistency of this cheese dip is reminiscent of Mexican queso fundido, but the flavors are pure Italian-American red sauce-inspired. Get our Pepperoni Pizza Dip recipe.

Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers

If you’re someone who’s always adding a heap of red pepper flakes to your pizza, here’s an indulgent, gluten-free snacker that cuts bread out of the equation. A blend of cream cheese and parmesan mitigates the heat from the jalapeño, while the pepperoni adds the perfect touch of salt and chew. Get our Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers recipe.

Related Reading: Homemade Detroit-Style Pizza Is the Perfect Vehicle for Cup and Char Pepperoni


Everything You Need to Know About Pepperoni, Pizza’s BFF

You know it. You love it. In fact, you’re so obsessed with it there was an actual shortage of it over the summer!

There’s a reason pepperoni is America’s favorite pizza topping. Salty, chewy and fatty, it can be enjoyed on its own as a solid snack food. It’s also great in a sandwich, cheesy dip, or even added to rice. But let’s be real: Spreading it across that ‘za can’t be topped.

So what exactly separates pepperoni from other salami?

The History of Pepperoni

Italians can lay claim to some the world’s most spectacular dried meats. But Italian-Americans gave the world the gift of pepperoni.

When a massive wave of Italian immigrants settled in America in the early 20th century, many began businesses using homespun recipes from the old country with tweaks to accommodate the availability, affordability, and broader popularity of ingredients in their new, diversely populated environment. And thus, pepperoni was born.

What Makes Pepperoni Pepperoni?

A key difference between pepperoni and your standard Italian salami is that pepperoni is a blend of pork and beef whereas in the Old Country, the meat tends to be wholly hog.

Polina Tankilevitch / Pexels

The disparity gets even wider when you get into seasoning. “[Pepperoni] has paprika in it for that nice red color. It has some chili pepper in it for that little bit of heat,” notes Jennifer Tuck, President of renowned pepperoni purveyor Battistoni Italian Specialty Meats. “Salami, a lot of times, has wine in it. And garlic. It’s really a different spice profile.”

Then there’s the fact that pepperoni is made of finely ground meat (salami tends to be made with a slightly coarser grind). The fine grind of pork and beef creates a denser final product that easily slices and also retains its shape in the high heat of a pizza oven.

Classic Pepperoni, $6.59 from Battistoni

Like its salami brethren, pepperoni is dried, anywhere from several days to several weeks. At Battistoni, “It gets fermented and cooked for about 18 hours or so and then it hangs in a controlled climate drying room for 2 to 3 weeks,” Tuck says. “All in all, [the process] could take up to a month.”

The Rise of the Grease Chalice

The most commonplace style of pepperoni is “lay flat”, which, as the name suggests, keeps its shape during a hot bake in the oven.

“When you have the ‘lay flat’ pepperoni, the fat’s going to render out of it while you’re baking it. It kind of runs all over your pizza,” Tuck notes.

But if you scan foodie Instagram or recently came across a pizza joint with an unusually long line, you’re probably familiar with the pepperoni sensation that’s sweeping across the nation: the cup and char, also loving referred to as the “grease chalice.” It’s exactly what it sounds like: The edges of the pepperoni char to create a nice crisp, and curl up to create a cup shape retaining that salt and smoke-infused oily goodness.

While New York City pizza hot spots such as Prince St. and Emmy Squared may have ignited the recent buzz around the cup and char, its origins can be traced a few hundred miles upstate to Buffalo where its been the pepperoni standard for decades. According to Tuck, Battistoni (previously known as Bison) formulated the recipe, probably. “Much like hamburgers, everybody wants to take credit for it,” she notes.

Cup & Char Pepperoni, $5.25 from Battistoni

Unlike the standard ‘roni which has a fibrous casing that is discarded prior to consuming, Buffalo-style (yep, it goes by that moniker too) uses a natural collagen casing that remains intact which allows each slice to cup. As for the char, an extra dose of sugar contributes to the signature crispiness.

Pepperoni Beyond the Pizza

Now that all you’re all pepped up for pepperoni, go forth and order a pizza or better yet, make a pie from scratch (you can even proof your dough in an Instant Pot and then use it to prepare homemade mozzarella). But why stop at the crust? Pepperoni can add salty, peppery, porky punch to a wide variety of dishes, from apps to mains.

Here are a few of our favorite ways to spread that pepperoni love.

Baked Mussels with Pepperoni Rice

Land meets sea in this dish that can work equally well as an appetizer as it would a main. Short-grain rice cooks in a stock infused with sauteed pepperoni and anchovies to serve as the flavorful stuffing for a haul of steamed mussels. Get the Baked Mussels with Pepperoni Rice recipe.

Pizza Stuffed Chicken

If you can’t decide whether you’d rather have pizza or parm, just split the difference. Use a large knife to slice a pocket into the chicken breasts, then stuff with slices of mozzarella and pepperoni. Bread ’em, fry ’em, bake ’em, eat ’em. Get our Pizza Stuffed Chicken recipe.

Italian Deli Blowout Sandwich

Why not throw thinly sliced pepperoni into the mix of this Italian meat extravaganza? Roasted red pepper-spiked mayo is the recommended spread while marinated artichokes provide a hit of acid. Get our Italian Deli Blowout Sandwich recipe.

Pepperoni Pizza Dip

On game day, this is a guaranteed winner. The oozy consistency of this cheese dip is reminiscent of Mexican queso fundido, but the flavors are pure Italian-American red sauce-inspired. Get our Pepperoni Pizza Dip recipe.

Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers

If you’re someone who’s always adding a heap of red pepper flakes to your pizza, here’s an indulgent, gluten-free snacker that cuts bread out of the equation. A blend of cream cheese and parmesan mitigates the heat from the jalapeño, while the pepperoni adds the perfect touch of salt and chew. Get our Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers recipe.

Related Reading: Homemade Detroit-Style Pizza Is the Perfect Vehicle for Cup and Char Pepperoni


Everything You Need to Know About Pepperoni, Pizza’s BFF

You know it. You love it. In fact, you’re so obsessed with it there was an actual shortage of it over the summer!

There’s a reason pepperoni is America’s favorite pizza topping. Salty, chewy and fatty, it can be enjoyed on its own as a solid snack food. It’s also great in a sandwich, cheesy dip, or even added to rice. But let’s be real: Spreading it across that ‘za can’t be topped.

So what exactly separates pepperoni from other salami?

The History of Pepperoni

Italians can lay claim to some the world’s most spectacular dried meats. But Italian-Americans gave the world the gift of pepperoni.

When a massive wave of Italian immigrants settled in America in the early 20th century, many began businesses using homespun recipes from the old country with tweaks to accommodate the availability, affordability, and broader popularity of ingredients in their new, diversely populated environment. And thus, pepperoni was born.

What Makes Pepperoni Pepperoni?

A key difference between pepperoni and your standard Italian salami is that pepperoni is a blend of pork and beef whereas in the Old Country, the meat tends to be wholly hog.

Polina Tankilevitch / Pexels

The disparity gets even wider when you get into seasoning. “[Pepperoni] has paprika in it for that nice red color. It has some chili pepper in it for that little bit of heat,” notes Jennifer Tuck, President of renowned pepperoni purveyor Battistoni Italian Specialty Meats. “Salami, a lot of times, has wine in it. And garlic. It’s really a different spice profile.”

Then there’s the fact that pepperoni is made of finely ground meat (salami tends to be made with a slightly coarser grind). The fine grind of pork and beef creates a denser final product that easily slices and also retains its shape in the high heat of a pizza oven.

Classic Pepperoni, $6.59 from Battistoni

Like its salami brethren, pepperoni is dried, anywhere from several days to several weeks. At Battistoni, “It gets fermented and cooked for about 18 hours or so and then it hangs in a controlled climate drying room for 2 to 3 weeks,” Tuck says. “All in all, [the process] could take up to a month.”

The Rise of the Grease Chalice

The most commonplace style of pepperoni is “lay flat”, which, as the name suggests, keeps its shape during a hot bake in the oven.

“When you have the ‘lay flat’ pepperoni, the fat’s going to render out of it while you’re baking it. It kind of runs all over your pizza,” Tuck notes.

But if you scan foodie Instagram or recently came across a pizza joint with an unusually long line, you’re probably familiar with the pepperoni sensation that’s sweeping across the nation: the cup and char, also loving referred to as the “grease chalice.” It’s exactly what it sounds like: The edges of the pepperoni char to create a nice crisp, and curl up to create a cup shape retaining that salt and smoke-infused oily goodness.

While New York City pizza hot spots such as Prince St. and Emmy Squared may have ignited the recent buzz around the cup and char, its origins can be traced a few hundred miles upstate to Buffalo where its been the pepperoni standard for decades. According to Tuck, Battistoni (previously known as Bison) formulated the recipe, probably. “Much like hamburgers, everybody wants to take credit for it,” she notes.

Cup & Char Pepperoni, $5.25 from Battistoni

Unlike the standard ‘roni which has a fibrous casing that is discarded prior to consuming, Buffalo-style (yep, it goes by that moniker too) uses a natural collagen casing that remains intact which allows each slice to cup. As for the char, an extra dose of sugar contributes to the signature crispiness.

Pepperoni Beyond the Pizza

Now that all you’re all pepped up for pepperoni, go forth and order a pizza or better yet, make a pie from scratch (you can even proof your dough in an Instant Pot and then use it to prepare homemade mozzarella). But why stop at the crust? Pepperoni can add salty, peppery, porky punch to a wide variety of dishes, from apps to mains.

Here are a few of our favorite ways to spread that pepperoni love.

Baked Mussels with Pepperoni Rice

Land meets sea in this dish that can work equally well as an appetizer as it would a main. Short-grain rice cooks in a stock infused with sauteed pepperoni and anchovies to serve as the flavorful stuffing for a haul of steamed mussels. Get the Baked Mussels with Pepperoni Rice recipe.

Pizza Stuffed Chicken

If you can’t decide whether you’d rather have pizza or parm, just split the difference. Use a large knife to slice a pocket into the chicken breasts, then stuff with slices of mozzarella and pepperoni. Bread ’em, fry ’em, bake ’em, eat ’em. Get our Pizza Stuffed Chicken recipe.

Italian Deli Blowout Sandwich

Why not throw thinly sliced pepperoni into the mix of this Italian meat extravaganza? Roasted red pepper-spiked mayo is the recommended spread while marinated artichokes provide a hit of acid. Get our Italian Deli Blowout Sandwich recipe.

Pepperoni Pizza Dip

On game day, this is a guaranteed winner. The oozy consistency of this cheese dip is reminiscent of Mexican queso fundido, but the flavors are pure Italian-American red sauce-inspired. Get our Pepperoni Pizza Dip recipe.

Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers

If you’re someone who’s always adding a heap of red pepper flakes to your pizza, here’s an indulgent, gluten-free snacker that cuts bread out of the equation. A blend of cream cheese and parmesan mitigates the heat from the jalapeño, while the pepperoni adds the perfect touch of salt and chew. Get our Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers recipe.

Related Reading: Homemade Detroit-Style Pizza Is the Perfect Vehicle for Cup and Char Pepperoni


Everything You Need to Know About Pepperoni, Pizza’s BFF

You know it. You love it. In fact, you’re so obsessed with it there was an actual shortage of it over the summer!

There’s a reason pepperoni is America’s favorite pizza topping. Salty, chewy and fatty, it can be enjoyed on its own as a solid snack food. It’s also great in a sandwich, cheesy dip, or even added to rice. But let’s be real: Spreading it across that ‘za can’t be topped.

So what exactly separates pepperoni from other salami?

The History of Pepperoni

Italians can lay claim to some the world’s most spectacular dried meats. But Italian-Americans gave the world the gift of pepperoni.

When a massive wave of Italian immigrants settled in America in the early 20th century, many began businesses using homespun recipes from the old country with tweaks to accommodate the availability, affordability, and broader popularity of ingredients in their new, diversely populated environment. And thus, pepperoni was born.

What Makes Pepperoni Pepperoni?

A key difference between pepperoni and your standard Italian salami is that pepperoni is a blend of pork and beef whereas in the Old Country, the meat tends to be wholly hog.

Polina Tankilevitch / Pexels

The disparity gets even wider when you get into seasoning. “[Pepperoni] has paprika in it for that nice red color. It has some chili pepper in it for that little bit of heat,” notes Jennifer Tuck, President of renowned pepperoni purveyor Battistoni Italian Specialty Meats. “Salami, a lot of times, has wine in it. And garlic. It’s really a different spice profile.”

Then there’s the fact that pepperoni is made of finely ground meat (salami tends to be made with a slightly coarser grind). The fine grind of pork and beef creates a denser final product that easily slices and also retains its shape in the high heat of a pizza oven.

Classic Pepperoni, $6.59 from Battistoni

Like its salami brethren, pepperoni is dried, anywhere from several days to several weeks. At Battistoni, “It gets fermented and cooked for about 18 hours or so and then it hangs in a controlled climate drying room for 2 to 3 weeks,” Tuck says. “All in all, [the process] could take up to a month.”

The Rise of the Grease Chalice

The most commonplace style of pepperoni is “lay flat”, which, as the name suggests, keeps its shape during a hot bake in the oven.

“When you have the ‘lay flat’ pepperoni, the fat’s going to render out of it while you’re baking it. It kind of runs all over your pizza,” Tuck notes.

But if you scan foodie Instagram or recently came across a pizza joint with an unusually long line, you’re probably familiar with the pepperoni sensation that’s sweeping across the nation: the cup and char, also loving referred to as the “grease chalice.” It’s exactly what it sounds like: The edges of the pepperoni char to create a nice crisp, and curl up to create a cup shape retaining that salt and smoke-infused oily goodness.

While New York City pizza hot spots such as Prince St. and Emmy Squared may have ignited the recent buzz around the cup and char, its origins can be traced a few hundred miles upstate to Buffalo where its been the pepperoni standard for decades. According to Tuck, Battistoni (previously known as Bison) formulated the recipe, probably. “Much like hamburgers, everybody wants to take credit for it,” she notes.

Cup & Char Pepperoni, $5.25 from Battistoni

Unlike the standard ‘roni which has a fibrous casing that is discarded prior to consuming, Buffalo-style (yep, it goes by that moniker too) uses a natural collagen casing that remains intact which allows each slice to cup. As for the char, an extra dose of sugar contributes to the signature crispiness.

Pepperoni Beyond the Pizza

Now that all you’re all pepped up for pepperoni, go forth and order a pizza or better yet, make a pie from scratch (you can even proof your dough in an Instant Pot and then use it to prepare homemade mozzarella). But why stop at the crust? Pepperoni can add salty, peppery, porky punch to a wide variety of dishes, from apps to mains.

Here are a few of our favorite ways to spread that pepperoni love.

Baked Mussels with Pepperoni Rice

Land meets sea in this dish that can work equally well as an appetizer as it would a main. Short-grain rice cooks in a stock infused with sauteed pepperoni and anchovies to serve as the flavorful stuffing for a haul of steamed mussels. Get the Baked Mussels with Pepperoni Rice recipe.

Pizza Stuffed Chicken

If you can’t decide whether you’d rather have pizza or parm, just split the difference. Use a large knife to slice a pocket into the chicken breasts, then stuff with slices of mozzarella and pepperoni. Bread ’em, fry ’em, bake ’em, eat ’em. Get our Pizza Stuffed Chicken recipe.

Italian Deli Blowout Sandwich

Why not throw thinly sliced pepperoni into the mix of this Italian meat extravaganza? Roasted red pepper-spiked mayo is the recommended spread while marinated artichokes provide a hit of acid. Get our Italian Deli Blowout Sandwich recipe.

Pepperoni Pizza Dip

On game day, this is a guaranteed winner. The oozy consistency of this cheese dip is reminiscent of Mexican queso fundido, but the flavors are pure Italian-American red sauce-inspired. Get our Pepperoni Pizza Dip recipe.

Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers

If you’re someone who’s always adding a heap of red pepper flakes to your pizza, here’s an indulgent, gluten-free snacker that cuts bread out of the equation. A blend of cream cheese and parmesan mitigates the heat from the jalapeño, while the pepperoni adds the perfect touch of salt and chew. Get our Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers recipe.

Related Reading: Homemade Detroit-Style Pizza Is the Perfect Vehicle for Cup and Char Pepperoni


Everything You Need to Know About Pepperoni, Pizza’s BFF

You know it. You love it. In fact, you’re so obsessed with it there was an actual shortage of it over the summer!

There’s a reason pepperoni is America’s favorite pizza topping. Salty, chewy and fatty, it can be enjoyed on its own as a solid snack food. It’s also great in a sandwich, cheesy dip, or even added to rice. But let’s be real: Spreading it across that ‘za can’t be topped.

So what exactly separates pepperoni from other salami?

The History of Pepperoni

Italians can lay claim to some the world’s most spectacular dried meats. But Italian-Americans gave the world the gift of pepperoni.

When a massive wave of Italian immigrants settled in America in the early 20th century, many began businesses using homespun recipes from the old country with tweaks to accommodate the availability, affordability, and broader popularity of ingredients in their new, diversely populated environment. And thus, pepperoni was born.

What Makes Pepperoni Pepperoni?

A key difference between pepperoni and your standard Italian salami is that pepperoni is a blend of pork and beef whereas in the Old Country, the meat tends to be wholly hog.

Polina Tankilevitch / Pexels

The disparity gets even wider when you get into seasoning. “[Pepperoni] has paprika in it for that nice red color. It has some chili pepper in it for that little bit of heat,” notes Jennifer Tuck, President of renowned pepperoni purveyor Battistoni Italian Specialty Meats. “Salami, a lot of times, has wine in it. And garlic. It’s really a different spice profile.”

Then there’s the fact that pepperoni is made of finely ground meat (salami tends to be made with a slightly coarser grind). The fine grind of pork and beef creates a denser final product that easily slices and also retains its shape in the high heat of a pizza oven.

Classic Pepperoni, $6.59 from Battistoni

Like its salami brethren, pepperoni is dried, anywhere from several days to several weeks. At Battistoni, “It gets fermented and cooked for about 18 hours or so and then it hangs in a controlled climate drying room for 2 to 3 weeks,” Tuck says. “All in all, [the process] could take up to a month.”

The Rise of the Grease Chalice

The most commonplace style of pepperoni is “lay flat”, which, as the name suggests, keeps its shape during a hot bake in the oven.

“When you have the ‘lay flat’ pepperoni, the fat’s going to render out of it while you’re baking it. It kind of runs all over your pizza,” Tuck notes.

But if you scan foodie Instagram or recently came across a pizza joint with an unusually long line, you’re probably familiar with the pepperoni sensation that’s sweeping across the nation: the cup and char, also loving referred to as the “grease chalice.” It’s exactly what it sounds like: The edges of the pepperoni char to create a nice crisp, and curl up to create a cup shape retaining that salt and smoke-infused oily goodness.

While New York City pizza hot spots such as Prince St. and Emmy Squared may have ignited the recent buzz around the cup and char, its origins can be traced a few hundred miles upstate to Buffalo where its been the pepperoni standard for decades. According to Tuck, Battistoni (previously known as Bison) formulated the recipe, probably. “Much like hamburgers, everybody wants to take credit for it,” she notes.

Cup & Char Pepperoni, $5.25 from Battistoni

Unlike the standard ‘roni which has a fibrous casing that is discarded prior to consuming, Buffalo-style (yep, it goes by that moniker too) uses a natural collagen casing that remains intact which allows each slice to cup. As for the char, an extra dose of sugar contributes to the signature crispiness.

Pepperoni Beyond the Pizza

Now that all you’re all pepped up for pepperoni, go forth and order a pizza or better yet, make a pie from scratch (you can even proof your dough in an Instant Pot and then use it to prepare homemade mozzarella). But why stop at the crust? Pepperoni can add salty, peppery, porky punch to a wide variety of dishes, from apps to mains.

Here are a few of our favorite ways to spread that pepperoni love.

Baked Mussels with Pepperoni Rice

Land meets sea in this dish that can work equally well as an appetizer as it would a main. Short-grain rice cooks in a stock infused with sauteed pepperoni and anchovies to serve as the flavorful stuffing for a haul of steamed mussels. Get the Baked Mussels with Pepperoni Rice recipe.

Pizza Stuffed Chicken

If you can’t decide whether you’d rather have pizza or parm, just split the difference. Use a large knife to slice a pocket into the chicken breasts, then stuff with slices of mozzarella and pepperoni. Bread ’em, fry ’em, bake ’em, eat ’em. Get our Pizza Stuffed Chicken recipe.

Italian Deli Blowout Sandwich

Why not throw thinly sliced pepperoni into the mix of this Italian meat extravaganza? Roasted red pepper-spiked mayo is the recommended spread while marinated artichokes provide a hit of acid. Get our Italian Deli Blowout Sandwich recipe.

Pepperoni Pizza Dip

On game day, this is a guaranteed winner. The oozy consistency of this cheese dip is reminiscent of Mexican queso fundido, but the flavors are pure Italian-American red sauce-inspired. Get our Pepperoni Pizza Dip recipe.

Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers

If you’re someone who’s always adding a heap of red pepper flakes to your pizza, here’s an indulgent, gluten-free snacker that cuts bread out of the equation. A blend of cream cheese and parmesan mitigates the heat from the jalapeño, while the pepperoni adds the perfect touch of salt and chew. Get our Pepperoni Pizza Jalapeño Poppers recipe.

Related Reading: Homemade Detroit-Style Pizza Is the Perfect Vehicle for Cup and Char Pepperoni