Novas receitas

A experiência autêntica da tequila no CasaMagna Marriott de Puerto Vallarta

A experiência autêntica da tequila no CasaMagna Marriott de Puerto Vallarta


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O resort e spa cultiva seu próprio agave no local para sua tequila de marca própria

Comemorando o Dia Nacional da Tequila em seu restaurante mexicano ou bar de tequila favorito? Que tal comemorar no CasaMagna Marriott Puerto Vallarta Resort e bebendo sua tequila caseira?

Felizmente, no luxuoso resort e spa, todos os dias é o Dia Nacional da Tequila. É um dos poucos resorts no mundo que cultiva seu próprio agave azul (do qual é feita a tequila) e produz sua própria marca de tequila. As tequilas na torneira: joven (jovem), blanco (branca), resposado (descansada), anejo (envelhecida) e extra anejo (extra envelhecida). O resort oferece Secretos del Tequila, uma experiência de valorização da tequila desenvolvida para aumentar o conhecimento e a apreciação dos hóspedes pela tequila. A experiência inclui passeios pelo jardim de agave e um Sommelier de Tequila certificado pelo Conselho Regulador de Tequila e ministra aulas de degustação para os hóspedes.

Então, enquanto você relaxa na pitoresca Bay Banderas, saboreie uma das 126 opções distintas de tequila em taça do resort; ou diabos - obtenha um tratamento de spa que usa agave. No Spa Ohtli do resort, experimente o xarope de agave, fubá e sal marinho - celestial.

Experimente as margaritas exclusivas do CasaMagna Marriott; embora usem a própria tequila do CasaMagna, podem ser facilmente trocados por sua marca favorita. Saúde!

Tamarindo margarita
2 onças CasaMagna Aged Tequila
1 ½ onças Controy (licor de laranja mexicano) ou Cointreau
3 onças de concentrado de tamarindo (encontrado na maioria das lojas de alimentos especializados)
½ onça de xarope doce natural
Gotas de suco de limão

Horchata Margarita
2 onças CasaMagna Aged Tequila
1 ½ onças Controy (licor de laranja mexicano) ou Cointreau
3 onças de concentrado de horchata (horchata é uma mistura concentrada de leite, arroz e canela e pode ser encontrada na maioria das lojas de alimentos especializados)
½ onça de xarope doce natural

Hibiscus Margarita
2 onças CasaMagna Aged Tequila
1 ½ onças Controy (licor de laranja mexicano) ou Cointreau
3 onças de concentrado de hibisco (infusão de flor de hibisco)
½ onça de xarope doce natural
Gotas de suco de limão

Instruções para todos: Misture todos os ingredientes com gelo e sirva em um copo especial.


Mayahuel, a Deusa da Tequila, mora na Casa Magna Marriott, Puerto Vallarta

Mayahuel, a deusa da tequila, reside no Casa Magna Marriott Resort em Puerto Vallarta. Por seis anos, algumas das melhores tequilas destiladas no México foram engarrafadas exclusivamente para a Casa Magna Marriott. Vendido apenas em Puerto Vallarta, na Casa Magna, esta tequila é uma experiência sublime para os amantes do destilado do agave azul.

Recentemente, conversamos com Audrey Formisano, o sommelier do Casa Magna Marriott, para aprender mais sobre essa tequila especial e sua história. Audrey provou ter um grande conhecimento e muito entusiasmo por esta bebida mexicana.

Quando Dennis Whitelaw, o gerente geral do hotel & # 8217s, veio pela primeira vez à Casa Magna, ele viu centenas de plantas de agave azul que faziam parte da paisagem tropical colorida. Como conhecedor de tequila, ele percebeu que o hotel tinha o principal ingrediente para fazer sua própria tequila de marca própria. Hoje, essas mesmas plantas que emprestam um autêntico ambiente mexicano à Casa Magna também contribuem com seus corações, o piñas, a cada garrafa de tequila Casa Magna.

O Casa Magna Marriott é um dos poucos hotéis em Puerto Vallarta certificados pelo Consejo Regulador del Tequila, o conselho regulador nacional da tequila. Para essa certificação, os funcionários do hotel fizeram um curso de destilação e serviço de tequila. O conselho exige que o hotel siga certos procedimentos, como destruir cada garrafa de tequila depois de esvaziada para garantir que nunca será recarregada com um produto inferior. Cada bela garrafa soprada à mão é usada apenas uma vez.

Casa Magna engarrafa cinco destilações & # 8212 blanco, joven, reposado, añejo, e añejo extra. Os preços variam de 480 pesos a 950 pesos a garrafa. Se você pedir uma taça de tequila Casa Magna, ela será servida em um abertura copo de tequila, feito pela Riedel para servir tequila fina e aprovado pelo Consejo Regulador del Tequila.

Audrey, a sommelier, vem da França e fala com fervor de sua missão de educar os hóspedes do hotel sobre as qualidades únicas da tequila, uma bebida nem sempre associada à moderação ou conhecida por uma apreciação de suas nuances. & # 8220Queremos que todos saibam desta maravilhosa experiência mexicana, que esta é uma bebida elegante para ser levada a sério. & # 8221 Para isso, ela realiza sessões de apreciação de tequila no hotel, seja para grupos ou individuais. Cada sessão é voltada para os interesses pessoais dos participantes, portanto, não há uma agenda definida ou duração de tempo.

Ela é tão apaixonada por educar os hóspedes do hotel sobre a tequila que vender tequila Casa Magna não é seu objetivo principal. & # 8220Se posso falar com nossos convidados sobre a tequila, como ela é especial, e eles pedem um rótulo diferente do nosso, fico feliz que eles tenham uma nova apreciação pela tequila. & # 8221

Russell, meu provador voluntário, e eu recebemos uma oferta de uma taça de Casa Magna extra añejo. Nossa nova apreciação começou com o primeiro gole. Russ e eu olhamos um para o outro com espanto, percebendo que esta era uma bebida como nenhuma outra. Audrey sugeriu que estávamos degustando tons de carvalho, chocolate, amêndoa e baunilha, uma mistura complexa e requintada. Russ disse o añejo extra lembrou-o de uísque fino, e Audrey concordou, explicando que sua destilaria na cidade de Tequila usa barris que antes eram usados ​​para uísque. A suavidade me lembrou do melhor conhaque que já bebi. Era uma bebida para saborear lentamente, não para engolir rapidamente com uma careta e uma lambida de sal.

Você não precisa ser um hóspede da Casa Magna para saborear uma taça de tequila no bar ou comprar uma garrafa em sua delicatessen. E a aula de valorização da tequila está disponível para todos, não apenas para os hóspedes do hotel.

O Casa Magna Marriott Resort está localizado no Zona Marina Vallarta, norte do centro da cidade. Para uma aula de apreciação de tequila, ligue para Casa Magna em 322-226-0000 após as 15h00 e pergunte por Audrey. Para uma bebida inesquecível de tequila, apareça a qualquer hora no bar. Audrey o ajudará a fazer uma seleção.

A tequila foi produzida pela primeira vez no século XVI perto da cidade de Tequila, no estado de Jalisco, quando os conquistadores espanhóis ficaram sem conhaque. O México pré-hispânico já tinha uma longa história de fabricação de pulque, uma bebida fermentada feita a partir da planta agave.

Os agaves azuis crescem por cerca de oito anos, até que os corações, conhecidos como piñas, são grandes o suficiente para serem colhidas e pesam até 80 quilos, cerca de 36 quilos. O suco do as piñas são prensadas e fermentadas. Seguem-se várias destilações, após as quais é envelhecido e engarrafado. Blanco tem menos de dois meses, extra añejo por um período mínimo de três anos.

A verdadeira tequila vem apenas do estado de Jalisco e de certas áreas de quatro outros estados mexicanos.


Mayahuel, a Deusa da Tequila, mora na Casa Magna Marriott, Puerto Vallarta

Mayahuel, a deusa da tequila, reside no Casa Magna Marriott Resort em Puerto Vallarta. Por seis anos, algumas das melhores tequilas destiladas no México foram engarrafadas exclusivamente para a Casa Magna Marriott. Vendido apenas em Puerto Vallarta, na Casa Magna, esta tequila é uma experiência sublime para os amantes do destilado do agave azul.

Recentemente, conversamos com Audrey Formisano, o sommelier do Casa Magna Marriott, para aprender mais sobre essa tequila especial e sua história. Audrey provou ter um grande conhecimento e um grande entusiasmo por esta bebida mexicana.

Quando Dennis Whitelaw, o gerente geral do hotel & # 8217s, veio pela primeira vez à Casa Magna, ele viu centenas de plantas de agave azul que faziam parte da paisagem tropical colorida. Como conhecedor de tequila, ele percebeu que o hotel tinha o principal ingrediente para fazer sua própria tequila de marca própria. Hoje, essas mesmas plantas que emprestam um autêntico ambiente mexicano à Casa Magna também contribuem com seus corações, o piñas, a cada garrafa de tequila Casa Magna.

O Casa Magna Marriott é um dos poucos hotéis em Puerto Vallarta certificados pelo Consejo Regulador del Tequila, o conselho regulador nacional da tequila. Para essa certificação, os funcionários do hotel fizeram um curso de destilação e serviço de tequila. O conselho exige que o hotel siga certos procedimentos, como destruir cada garrafa de tequila depois de esvaziada para garantir que nunca será recarregada com um produto inferior. Cada bela garrafa soprada à mão é usada apenas uma vez.

Casa Magna engarrafa cinco destilações & # 8212 blanco, joven, reposado, añejo, e añejo extra. Os preços variam de 480 pesos a 950 pesos a garrafa. Se você pedir uma taça de tequila Casa Magna, ela será servida em um abertura copo de tequila, feito pela Riedel para servir tequila fina e aprovado pelo Consejo Regulador del Tequila.

Audrey, a sommelier, vem da França e fala com fervor de sua missão de educar os hóspedes do hotel sobre as qualidades únicas da tequila, uma bebida nem sempre associada à moderação ou conhecida por uma apreciação de suas nuances. & # 8220Queremos que todos saibam desta maravilhosa experiência mexicana, que esta é uma bebida elegante para ser levada a sério. & # 8221 Para isso, ela realiza sessões de apreciação de tequila no hotel, seja para grupos ou individuais. Cada sessão é voltada para os interesses pessoais dos participantes, portanto, não há uma agenda definida ou duração de tempo.

Ela é tão apaixonada por educar os hóspedes do hotel sobre a tequila que vender tequila Casa Magna não é seu objetivo principal. & # 8220Se posso falar com nossos convidados sobre a tequila, como ela é especial, e eles pedem um rótulo diferente do nosso, fico feliz que eles tenham uma nova apreciação pela tequila. & # 8221

Russell, meu provador voluntário, e eu recebemos uma oferta de uma taça de Casa Magna extra añejo. Nossa nova apreciação começou com o primeiro gole. Russ e eu olhamos um para o outro com espanto, percebendo que esta era uma bebida como nenhuma outra. Audrey sugeriu que estávamos degustando tons de carvalho, chocolate, amêndoa e baunilha, uma mistura complexa e requintada. Russ disse o añejo extra lembrou-o de uísque fino, e Audrey concordou, explicando que sua destilaria na cidade de Tequila usa barris que antes eram usados ​​para uísque. A suavidade me lembrou do melhor conhaque que já bebi. Era uma bebida para saborear lentamente, não para engolir rapidamente com uma careta e uma lambida de sal.

Você não precisa ser um hóspede da Casa Magna para saborear uma taça de tequila no bar ou comprar uma garrafa em sua delicatessen. E a aula de valorização da tequila está disponível para todos, não apenas para os hóspedes do hotel.

O Casa Magna Marriott Resort está localizado no Zona Marina Vallarta, norte do centro. Para uma aula de apreciação de tequila, ligue para Casa Magna em 322-226-0000 após as 15h00 e pergunte por Audrey. Para uma bebida tequila inesquecível, apareça a qualquer hora no bar. Audrey o ajudará a fazer uma seleção.

A tequila foi produzida pela primeira vez no século XVI perto da cidade de Tequila, no estado de Jalisco, quando os conquistadores espanhóis ficaram sem conhaque. O México pré-hispânico já tinha uma longa história de fabricação de pulque, uma bebida fermentada feita a partir da planta agave.

Os agaves azuis crescem por cerca de oito anos, até que os corações, conhecidos como piñas, são grandes o suficiente para serem colhidas e pesam até 80 quilos, cerca de 36 quilos. O suco do as piñas são prensadas e fermentadas. Seguem-se várias destilações, após as quais é envelhecido e engarrafado. Blanco tem menos de dois meses, extra añejo por um período mínimo de três anos.

A verdadeira tequila vem apenas do estado de Jalisco e de certas áreas de outros quatro estados mexicanos.


Mayahuel, a Deusa da Tequila, mora na Casa Magna Marriott, Puerto Vallarta

Mayahuel, a deusa da tequila, reside no Casa Magna Marriott Resort em Puerto Vallarta. Por seis anos, algumas das melhores tequilas destiladas no México foram engarrafadas exclusivamente para a Casa Magna Marriott. Vendido apenas em Puerto Vallarta, na Casa Magna, esta tequila é uma experiência sublime para os amantes do destilado do agave azul.

Recentemente, conversamos com Audrey Formisano, o sommelier do Casa Magna Marriott, para aprender mais sobre essa tequila especial e sua história. Audrey provou ter um grande conhecimento e um grande entusiasmo por esta bebida mexicana.

Quando Dennis Whitelaw, o gerente geral do hotel & # 8217s, veio pela primeira vez à Casa Magna, ele viu centenas de plantas de agave azul que faziam parte da paisagem tropical colorida. Como conhecedor de tequila, ele percebeu que o hotel tinha o principal ingrediente para fazer sua própria tequila de marca própria. Hoje, essas mesmas plantas que emprestam um autêntico ambiente mexicano à Casa Magna também contribuem com seus corações, o piñas, a cada garrafa de tequila Casa Magna.

O Casa Magna Marriott é um dos poucos hotéis em Puerto Vallarta certificados pelo Consejo Regulador del Tequila, o conselho regulador nacional da tequila. Para essa certificação, os funcionários do hotel fizeram um curso de destilação e serviço de tequila. O conselho exige que o hotel siga certos procedimentos, como destruir cada garrafa de tequila depois de esvaziada para garantir que nunca será recarregada com um produto inferior. Cada bela garrafa soprada à mão é usada apenas uma vez.

Casa Magna engarrafa cinco destilações & # 8212 blanco, joven, reposado, añejo, e añejo extra. Os preços variam de 480 pesos a 950 pesos a garrafa. Se você pedir uma taça de tequila Casa Magna, ela será servida em um abertura copo de tequila, feito pela Riedel para servir tequila fina e aprovado pelo Consejo Regulador del Tequila.

Audrey, a sommelier, vem da França e fala com fervor de sua missão de educar os hóspedes do hotel sobre as qualidades únicas da tequila, uma bebida nem sempre associada à moderação ou conhecida por uma apreciação de suas nuances. & # 8220Queremos que todos saibam desta maravilhosa experiência mexicana, que esta é uma bebida elegante para ser levada a sério. & # 8221 Para isso, ela realiza sessões de apreciação de tequila no hotel, seja para grupos ou individuais. Cada sessão é voltada para os interesses pessoais dos participantes, portanto, não há agenda definida ou duração de tempo.

Ela é tão apaixonada por educar os hóspedes do hotel sobre a tequila que vender tequila Casa Magna não é seu objetivo principal. & # 8220Se posso falar com nossos convidados sobre a tequila, como ela é especial, e eles pedem um rótulo diferente do nosso, fico feliz que eles tenham uma nova apreciação pela tequila. & # 8221

Russell, meu provador voluntário, e eu recebemos uma oferta de uma taça de Casa Magna extra añejo. Nossa nova apreciação começou com o primeiro gole. Russ e eu olhamos um para o outro com espanto, percebendo que esta era uma bebida como nenhuma outra. Audrey sugeriu que estávamos degustando tons de carvalho, chocolate, amêndoa e baunilha, uma mistura complexa e requintada. Russ disse o añejo extra lembrou-o de uísque fino, e Audrey concordou, explicando que sua destilaria na cidade de Tequila usa barris que antes eram usados ​​para uísque. A suavidade me lembrou do melhor conhaque que já bebi. Era uma bebida para saborear lentamente, não para engolir rapidamente com uma careta e uma lambida de sal.

Você não precisa ser um hóspede da Casa Magna para saborear uma taça de tequila no bar ou comprar uma garrafa em sua delicatessen. E a aula de valorização da tequila está disponível para todos, não apenas para os hóspedes do hotel.

O Casa Magna Marriott Resort está localizado no Zona Marina Vallarta, norte do centro. Para uma aula de apreciação de tequila, ligue para Casa Magna em 322-226-0000 após as 15h00 e pergunte por Audrey. Para uma bebida inesquecível de tequila, apareça a qualquer hora no bar. Audrey o ajudará a fazer uma seleção.

A tequila foi produzida pela primeira vez no século XVI perto da cidade de Tequila, no estado de Jalisco, quando os conquistadores espanhóis ficaram sem conhaque. O México pré-hispânico já tinha uma longa história de fabricação de pulque, uma bebida fermentada feita a partir da planta agave.

Os agaves azuis crescem por cerca de oito anos, até que os corações, conhecidos como piñas, são grandes o suficiente para serem colhidas e pesam até 80 quilos, cerca de 36 quilos. O suco do as piñas são prensadas e fermentadas. Seguem-se várias destilações, após as quais é envelhecido e engarrafado. Blanco tem menos de dois meses, extra añejo por um período mínimo de três anos.

A verdadeira tequila vem apenas do estado de Jalisco e de certas áreas de quatro outros estados mexicanos.


Mayahuel, a Deusa da Tequila, mora na Casa Magna Marriott, Puerto Vallarta

Mayahuel, a deusa da tequila, reside no Casa Magna Marriott Resort em Puerto Vallarta. Por seis anos, algumas das melhores tequilas destiladas no México foram engarrafadas exclusivamente para a Casa Magna Marriott. Vendido apenas em Puerto Vallarta, na Casa Magna, esta tequila é uma experiência sublime para os amantes do destilado do agave azul.

Recentemente, conversamos com Audrey Formisano, o sommelier do Casa Magna Marriott, para aprender mais sobre essa tequila especial e sua história. Audrey provou ter um grande conhecimento e muito entusiasmo por esta bebida mexicana.

Quando Dennis Whitelaw, o gerente geral do hotel e # 8217s, veio pela primeira vez à Casa Magna, ele viu centenas de plantas de agave azul que faziam parte da paisagem tropical colorida. Como conhecedor de tequila, ele percebeu que o hotel tinha o principal ingrediente para fazer sua própria tequila de marca própria. Hoje, essas mesmas plantas que emprestam um autêntico ambiente mexicano à Casa Magna também contribuem com seus corações, o piñas, a cada garrafa de tequila Casa Magna.

O Casa Magna Marriott é um dos poucos hotéis em Puerto Vallarta certificados pelo Consejo Regulador del Tequila, o conselho regulador nacional da tequila. Para essa certificação, os funcionários do hotel fizeram um curso de destilação e serviço de tequila. O conselho exige que o hotel siga certos procedimentos, como destruir cada garrafa de tequila depois de esvaziada para garantir que nunca será recarregada com um produto inferior. Cada bela garrafa soprada à mão é usada apenas uma vez.

Casa Magna engarrafa cinco destilações & # 8212 blanco, joven, reposado, añejo, e añejo extra. Os preços variam de 480 pesos a 950 pesos a garrafa. Se você pedir uma taça de tequila Casa Magna, ela será servida em um abertura copo de tequila, feito pela Riedel para servir tequila fina e aprovado pelo Consejo Regulador del Tequila.

Audrey, a sommelier, vem da França e fala com fervor de sua missão de educar os hóspedes do hotel sobre as qualidades únicas da tequila, uma bebida nem sempre associada à moderação ou conhecida por uma apreciação de suas nuances. & # 8220Queremos que todos saibam desta maravilhosa experiência mexicana, que esta é uma bebida elegante para ser levada a sério. & # 8221 Para isso, ela realiza sessões de apreciação de tequila no hotel, seja para grupos ou individuais. Cada sessão é voltada para os interesses pessoais dos participantes, portanto, não há agenda definida ou duração de tempo.

Ela é tão apaixonada por educar os hóspedes do hotel sobre a tequila que vender tequila Casa Magna não é seu objetivo principal. & # 8220Se posso falar com nossos convidados sobre a tequila, como ela é especial, e eles pedem um rótulo diferente do nosso, fico feliz que eles tenham uma nova apreciação pela tequila. & # 8221

Russell, meu provador voluntário, e eu recebemos uma oferta de uma taça de Casa Magna extra añejo. Nossa nova apreciação começou com o primeiro gole. Russ e eu olhamos um para o outro com espanto, percebendo que esta era uma bebida como nenhuma outra. Audrey sugeriu que estávamos degustando tons de carvalho, chocolate, amêndoa e baunilha, uma mistura complexa e requintada. Russ disse o añejo extra lembrou-o de uísque fino, e Audrey concordou, explicando que sua destilaria na cidade de Tequila usa barris que antes eram usados ​​para uísque. A suavidade me lembrou do melhor conhaque que já bebi. Era uma bebida para saborear lentamente, não para engolir rapidamente com uma careta e uma lambida de sal.

Você não precisa ser um hóspede da Casa Magna para saborear uma taça de tequila no bar ou comprar uma garrafa em sua delicatessen. E a aula de valorização da tequila está disponível para todos, não apenas para os hóspedes do hotel.

O Casa Magna Marriott Resort está localizado no Zona Marina Vallarta, norte do centro da cidade. Para uma aula de apreciação de tequila, ligue para Casa Magna em 322-226-0000 após as 15h00 e pergunte por Audrey. Para uma bebida inesquecível de tequila, apareça a qualquer hora no bar. Audrey o ajudará a fazer uma seleção.

A tequila foi produzida pela primeira vez no século XVI perto da cidade de Tequila, no estado de Jalisco, quando os conquistadores espanhóis ficaram sem conhaque. O México pré-hispânico já tinha uma longa história de fabricação de pulque, uma bebida fermentada feita a partir da planta agave.

Os agaves azuis crescem por cerca de oito anos, até que os corações, conhecidos como piñas, são grandes o suficiente para serem colhidas e pesam até 80 quilos, cerca de 36 quilos. O suco do as piñas são prensadas e fermentadas. Seguem-se várias destilações, após as quais é envelhecido e engarrafado. Blanco tem menos de dois meses, extra añejo por um período mínimo de três anos.

A verdadeira tequila vem apenas do estado de Jalisco e de certas áreas de outros quatro estados mexicanos.


Mayahuel, a Deusa da Tequila, mora na Casa Magna Marriott, Puerto Vallarta

Mayahuel, a deusa da tequila, reside no Casa Magna Marriott Resort em Puerto Vallarta. Por seis anos, algumas das melhores tequilas destiladas no México foram engarrafadas exclusivamente para a Casa Magna Marriott. Vendido apenas em Puerto Vallarta, na Casa Magna, esta tequila é uma experiência sublime para os amantes do destilado do agave azul.

Recentemente, conversamos com Audrey Formisano, o sommelier do Casa Magna Marriott, para aprender mais sobre essa tequila especial e sua história. Audrey provou ter um grande conhecimento e muito entusiasmo por esta bebida mexicana.

Quando Dennis Whitelaw, o gerente geral do hotel e # 8217s, veio pela primeira vez à Casa Magna, ele viu centenas de plantas de agave azul que faziam parte da paisagem tropical colorida. Como conhecedor de tequila, ele percebeu que o hotel tinha o principal ingrediente para fazer sua própria tequila de marca própria. Hoje, essas mesmas plantas que emprestam um autêntico ambiente mexicano à Casa Magna também contribuem com seus corações, o piñas, a cada garrafa de tequila Casa Magna.

O Casa Magna Marriott é um dos poucos hotéis em Puerto Vallarta certificados pelo Consejo Regulador del Tequila, o conselho regulador nacional da tequila. Para essa certificação, os funcionários do hotel fizeram um curso de destilação e serviço de tequila. O conselho exige que o hotel siga certos procedimentos, como destruir cada garrafa de tequila depois de esvaziada para garantir que nunca será recarregada com um produto inferior. Cada bela garrafa soprada à mão é usada apenas uma vez.

Casa Magna engarrafa cinco destilações & # 8212 blanco, joven, reposado, añejo, e añejo extra. Os preços variam de 480 pesos a 950 pesos a garrafa. Se você pedir uma taça de tequila Casa Magna, ela será servida em um abertura copo de tequila, feito pela Riedel para servir tequila fina e aprovado pelo Consejo Regulador del Tequila.

Audrey, a sommelier, vem da França e fala com fervor de sua missão de educar os hóspedes do hotel sobre as qualidades únicas da tequila, uma bebida nem sempre associada à moderação ou conhecida por uma apreciação de suas nuances. & # 8220Queremos que todos saibam desta maravilhosa experiência mexicana, que esta é uma bebida elegante para ser levada a sério. & # 8221 Para isso, ela realiza sessões de apreciação de tequila no hotel, seja para grupos ou individuais. Cada sessão é voltada para os interesses pessoais dos participantes, portanto, não há agenda definida ou duração de tempo.

Ela é tão apaixonada por educar os hóspedes do hotel sobre a tequila que vender tequila Casa Magna não é seu objetivo principal. & # 8220Se posso falar com nossos convidados sobre a tequila, como ela é especial, e eles pedem um rótulo diferente do nosso, fico feliz que eles tenham uma nova apreciação pela tequila. & # 8221

Russell, meu provador voluntário, e eu recebemos uma oferta de uma taça de Casa Magna extra añejo. Nossa nova apreciação começou com o primeiro gole. Russ e eu olhamos um para o outro com espanto, percebendo que esta era uma bebida como nenhuma outra. Audrey sugeriu que estávamos degustando tons de carvalho, chocolate, amêndoa e baunilha, uma mistura complexa e requintada. Russ disse o añejo extra lembrou-o de um bom uísque, e Audrey concordou, explicando que sua destilaria na cidade de Tequila usa barris que antes eram usados ​​para uísque. A suavidade me lembrou do melhor conhaque que já bebi. Era uma bebida para saborear lentamente, não para engolir rapidamente com uma careta e uma lambida de sal.

Você não precisa ser um hóspede da Casa Magna para saborear uma taça de tequila no bar ou comprar uma garrafa em sua delicatessen. E a aula de valorização da tequila está disponível para todos, não apenas para os hóspedes do hotel.

O Casa Magna Marriott Resort está localizado no Zona Marina Vallarta, norte do centro. Para uma aula de apreciação de tequila, ligue para Casa Magna em 322-226-0000 após as 15h00 e pergunte por Audrey. Para uma bebida inesquecível de tequila, apareça a qualquer hora no bar. Audrey o ajudará a fazer uma seleção.

A tequila foi produzida pela primeira vez no século XVI perto da cidade de Tequila, no estado de Jalisco, quando os conquistadores espanhóis ficaram sem conhaque. O México pré-hispânico já tinha uma longa história de fabricação de pulque, uma bebida fermentada feita a partir da planta agave.

Os agaves azuis crescem por cerca de oito anos, até que os corações, conhecidos como piñas, são grandes o suficiente para serem colhidas e pesam até 80 quilos, cerca de 36 quilos. O suco do as piñas são prensadas e fermentadas. Seguem-se várias destilações, após as quais é envelhecido e engarrafado. Blanco tem menos de dois meses, extra añejo por um período mínimo de três anos.

A verdadeira tequila vem apenas do estado de Jalisco e de certas áreas de outros quatro estados mexicanos.


Mayahuel, a Deusa da Tequila, mora na Casa Magna Marriott, Puerto Vallarta

Mayahuel, a deusa da tequila, reside no Casa Magna Marriott Resort em Puerto Vallarta. Por seis anos, algumas das melhores tequilas destiladas no México foram engarrafadas exclusivamente para a Casa Magna Marriott. Vendido apenas em Puerto Vallarta, na Casa Magna, esta tequila é uma experiência sublime para os amantes do destilado do agave azul.

Recentemente, conversamos com Audrey Formisano, o sommelier do Casa Magna Marriott, para aprender mais sobre essa tequila especial e sua história. Audrey provou ter um grande conhecimento e muito entusiasmo por esta bebida mexicana.

Quando Dennis Whitelaw, o gerente geral do hotel e # 8217s, veio pela primeira vez à Casa Magna, ele viu centenas de plantas de agave azul que faziam parte da paisagem tropical colorida. Como conhecedor de tequila, ele percebeu que o hotel tinha o principal ingrediente para fazer sua própria tequila de marca própria. Hoje, essas mesmas plantas que emprestam um autêntico ambiente mexicano à Casa Magna também contribuem com seus corações, o piñas, a cada garrafa de tequila Casa Magna.

O Casa Magna Marriott é um dos poucos hotéis em Puerto Vallarta certificados pelo Consejo Regulador del Tequila, o conselho regulador nacional da tequila. Para essa certificação, os funcionários do hotel fizeram um curso de destilação e serviço de tequila. O conselho exige que o hotel siga certos procedimentos, como destruir cada garrafa de tequila depois de esvaziada para garantir que nunca será recarregada com um produto inferior. Cada bela garrafa soprada à mão é usada apenas uma vez.

Casa Magna engarrafa cinco destilações & # 8212 blanco, joven, reposado, añejo, e añejo extra. Os preços variam de 480 pesos a 950 pesos a garrafa. Se você pedir uma taça de tequila Casa Magna, ela será servida em um abertura copo de tequila, feito pela Riedel para servir tequila fina e aprovado pelo Consejo Regulador del Tequila.

Audrey, a sommelier, vem da França e fala com fervor de sua missão de educar os hóspedes do hotel sobre as qualidades únicas da tequila, uma bebida nem sempre associada à moderação ou conhecida por uma apreciação de suas nuances. & # 8220Queremos que todos saibam desta maravilhosa experiência mexicana, que esta é uma bebida elegante para ser levada a sério. & # 8221 Para isso, ela realiza sessões de apreciação de tequila no hotel, seja para grupos ou individuais. Cada sessão é voltada para os interesses pessoais dos participantes, portanto, não há uma agenda definida ou duração de tempo.

Ela é tão apaixonada por educar os hóspedes do hotel sobre a tequila que vender tequila Casa Magna não é seu objetivo principal. & # 8220Se posso falar com nossos convidados sobre a tequila, como ela é especial, e eles pedem um rótulo diferente do nosso, fico feliz que eles tenham uma nova apreciação pela tequila. & # 8221

Russell, meu provador voluntário, e eu recebemos uma oferta de uma taça de Casa Magna extra añejo. Nossa nova apreciação começou com o primeiro gole. Russ e eu olhamos um para o outro com espanto, percebendo que esta era uma bebida como nenhuma outra. Audrey sugeriu que estávamos degustando tons de carvalho, chocolate, amêndoa e baunilha, uma mistura complexa e requintada. Russ disse o añejo extra lembrou-o de um bom uísque, e Audrey concordou, explicando que sua destilaria na cidade de Tequila usa barris que antes eram usados ​​para uísque. A suavidade me lembrou do melhor conhaque que já bebi. Era uma bebida para saborear lentamente, não para engolir rapidamente com uma careta e uma lambida de sal.

Você não precisa ser um hóspede da Casa Magna para saborear uma taça de tequila no bar ou comprar uma garrafa em sua delicatessen. E a aula de valorização da tequila está disponível para todos, não apenas para os hóspedes do hotel.

O Casa Magna Marriott Resort está localizado no Zona Marina Vallarta, norte do centro da cidade. Para uma aula de apreciação de tequila, ligue para Casa Magna em 322-226-0000 após as 15h00 e pergunte por Audrey. Para uma tequila inesquecível, apareça a qualquer hora no bar. Audrey o ajudará a fazer uma seleção.

A tequila foi produzida pela primeira vez no século XVI perto da cidade de Tequila, no estado de Jalisco, quando os conquistadores espanhóis ficaram sem conhaque. O México pré-hispânico já tinha uma longa história de fabricação de pulque, uma bebida fermentada feita a partir da planta agave.

Os agaves azuis crescem por cerca de oito anos, até que os corações, conhecidos como piñas, são grandes o suficiente para serem colhidas e pesam até 80 quilos, cerca de 36 quilos. O suco do as piñas são prensadas e fermentadas. Seguem-se várias destilações, após as quais é envelhecido e engarrafado. Blanco tem menos de dois meses, extra añejo por um período mínimo de três anos.

A verdadeira tequila vem apenas do estado de Jalisco e de certas áreas de quatro outros estados mexicanos.


Mayahuel, a Deusa da Tequila, mora na Casa Magna Marriott, Puerto Vallarta

Mayahuel, a deusa da tequila, reside no Casa Magna Marriott Resort em Puerto Vallarta. Por seis anos, algumas das melhores tequilas destiladas no México foram engarrafadas exclusivamente para a Casa Magna Marriott. Vendido apenas em Puerto Vallarta na Casa Magna, esta tequila é uma experiência sublime para os amantes do destilado do agave azul.

Recentemente, conversamos com Audrey Formisano, o sommelier do Casa Magna Marriott, para aprender mais sobre essa tequila especial e sua história. Audrey provou ter um grande conhecimento e muito entusiasmo por esta bebida mexicana.

When Dennis Whitelaw, the hotel’s general manager, first came to Casa Magna, he saw hundreds of blue agave plants that were part of the colorful, tropical landscape. As a tequila connoisseur, he realized that the hotel had the principal ingredient for making their own private label tequila. Today, these same plants that lend an authentic Mexican atmosphere to Casa Magna also contribute their hearts, the piñas, to each bottle of Casa Magna tequila.

Casa Magna Marriott is one of only a few hotels in Puerto Vallarta certified by the Consejo Regulador del Tequila, the national regulatory tequila council. For this certification, hotel staff took a course on distilling and serving tequila. The council requires the hotel to follow certain procedures, such as destroying each tequila bottle once emptied to insure that it will never be refilled with an inferior product. Each beautiful hand-blown bottle is only used one time.

Casa Magna bottles five distillations — blanco, joven, reposado, añejo, e extra añejo. Prices range from 480 pesos to 950 pesos a bottle. If you order a glass of Casa Magna tequila, it will be served in an ouverture tequila glass, made by Riedel for serving fine tequila and approved by the Consejo Regulador del Tequila.

Audrey, the sommelier, hails from France, and speaks with fervor of her mission to educate hotel guests on the unique qualities of tequila, a drink not always associated with moderation or known for an appreciation of its nuances. “We want everyone to know of this wonderful Mexican experience, that this is an elegant drink to be taken seriously.” To accomplish this, she conducts sessions in tequila appreciation at the hotel, either for groups or individuals. Each session is geared to the personal interests of the participants, so there is no set agenda or time duration.

So passionate is she in educating guests at the hotel about tequila, that selling Casa Magna tequila is not her primary goal. “If I can talk to our guests about tequila, how special it is, and they order a label other than ours, I’m happy that they have a new appreciation for tequila.”

Russell, my willing taster, and I were offered a glass of Casa Magna extra añejo. Our new appreciation began with the first sip. Russ and I looked at each other in amazement, realizing this was a drink like no other. Audrey suggested that we were tasting undertones of oak, chocolate, almond and vanilla, a complex, exquisite blend. Russ said the extra añejo reminded him of fine whiskey, and Audrey agreed, explaining that their distillery in the town of Tequila uses casks that were previously used for whiskey. The smoothness reminded me of the finest cognac I have ever had. This was a drink to savor slowly, not to down quickly with a grimace and a lick of salt.

You do not need to be a guest at Casa Magna to enjoy a glass of tequila at their bar or buy a bottle in their deli. And the tequila appreciation class is available to anyone, not just guests at the hotel.

Casa Magna Marriott Resort is located in the Zona Marina Vallarta, north of downtown. For a tequila appreciation class, call Casa Magna at 322-226-0000 after 3 p.m. and ask for Audrey. For an unforgettable tequila drink, show up anytime at their bar. Audrey will help you make a selection.

Tequila was first produced in the sixteenth century near the town of Tequila in the state of Jalisco when the Spanish conquistadors ran out of brandy. Pre-hispanic Mexico already had a long history of making pulque, a fermented drink made from the agave plant.

Blue agaves grow for about eight years, until the hearts, known as piñas, are big enough to be harvested and weigh up to 80 pounds, about 36 kilos. The juice of the piñas is pressed and fermented. Several distillations follow, after which it is aged and bottled. Blanco is aged less than two months, extra añejo for a minimum of three years.

True tequila comes only from the state of Jalisco and certain areas of four other Mexican states.


Mayahuel, the Goddess of Tequila, Dwells at Casa Magna Marriott, Puerto Vallarta

Mayahuel, the tequila goddess, resides at Casa Magna Marriott Resort in Puerto Vallarta. For six years, some of the finest tequila distilled in Mexico has been bottled exclusively for Casa Magna Marriott. Sold only in Puerto Vallarta at Casa Magna, this tequila is a sublime experience for lovers of the distilled spirit of blue agave.

We recently sat down with Audrey Formisano, the sommelier of Casa Magna Marriott, to learn more of this special tequila and its history. Audrey proved to be a wealth of knowledge and brimmed with enthusiasm for this most Mexican of drinks.

When Dennis Whitelaw, the hotel’s general manager, first came to Casa Magna, he saw hundreds of blue agave plants that were part of the colorful, tropical landscape. As a tequila connoisseur, he realized that the hotel had the principal ingredient for making their own private label tequila. Today, these same plants that lend an authentic Mexican atmosphere to Casa Magna also contribute their hearts, the piñas, to each bottle of Casa Magna tequila.

Casa Magna Marriott is one of only a few hotels in Puerto Vallarta certified by the Consejo Regulador del Tequila, the national regulatory tequila council. For this certification, hotel staff took a course on distilling and serving tequila. The council requires the hotel to follow certain procedures, such as destroying each tequila bottle once emptied to insure that it will never be refilled with an inferior product. Each beautiful hand-blown bottle is only used one time.

Casa Magna bottles five distillations — blanco, joven, reposado, añejo, e extra añejo. Prices range from 480 pesos to 950 pesos a bottle. If you order a glass of Casa Magna tequila, it will be served in an ouverture tequila glass, made by Riedel for serving fine tequila and approved by the Consejo Regulador del Tequila.

Audrey, the sommelier, hails from France, and speaks with fervor of her mission to educate hotel guests on the unique qualities of tequila, a drink not always associated with moderation or known for an appreciation of its nuances. “We want everyone to know of this wonderful Mexican experience, that this is an elegant drink to be taken seriously.” To accomplish this, she conducts sessions in tequila appreciation at the hotel, either for groups or individuals. Each session is geared to the personal interests of the participants, so there is no set agenda or time duration.

So passionate is she in educating guests at the hotel about tequila, that selling Casa Magna tequila is not her primary goal. “If I can talk to our guests about tequila, how special it is, and they order a label other than ours, I’m happy that they have a new appreciation for tequila.”

Russell, my willing taster, and I were offered a glass of Casa Magna extra añejo. Our new appreciation began with the first sip. Russ and I looked at each other in amazement, realizing this was a drink like no other. Audrey suggested that we were tasting undertones of oak, chocolate, almond and vanilla, a complex, exquisite blend. Russ said the extra añejo reminded him of fine whiskey, and Audrey agreed, explaining that their distillery in the town of Tequila uses casks that were previously used for whiskey. The smoothness reminded me of the finest cognac I have ever had. This was a drink to savor slowly, not to down quickly with a grimace and a lick of salt.

You do not need to be a guest at Casa Magna to enjoy a glass of tequila at their bar or buy a bottle in their deli. And the tequila appreciation class is available to anyone, not just guests at the hotel.

Casa Magna Marriott Resort is located in the Zona Marina Vallarta, north of downtown. For a tequila appreciation class, call Casa Magna at 322-226-0000 after 3 p.m. and ask for Audrey. For an unforgettable tequila drink, show up anytime at their bar. Audrey will help you make a selection.

Tequila was first produced in the sixteenth century near the town of Tequila in the state of Jalisco when the Spanish conquistadors ran out of brandy. Pre-hispanic Mexico already had a long history of making pulque, a fermented drink made from the agave plant.

Blue agaves grow for about eight years, until the hearts, known as piñas, are big enough to be harvested and weigh up to 80 pounds, about 36 kilos. The juice of the piñas is pressed and fermented. Several distillations follow, after which it is aged and bottled. Blanco is aged less than two months, extra añejo for a minimum of three years.

True tequila comes only from the state of Jalisco and certain areas of four other Mexican states.


Mayahuel, the Goddess of Tequila, Dwells at Casa Magna Marriott, Puerto Vallarta

Mayahuel, the tequila goddess, resides at Casa Magna Marriott Resort in Puerto Vallarta. For six years, some of the finest tequila distilled in Mexico has been bottled exclusively for Casa Magna Marriott. Sold only in Puerto Vallarta at Casa Magna, this tequila is a sublime experience for lovers of the distilled spirit of blue agave.

We recently sat down with Audrey Formisano, the sommelier of Casa Magna Marriott, to learn more of this special tequila and its history. Audrey proved to be a wealth of knowledge and brimmed with enthusiasm for this most Mexican of drinks.

When Dennis Whitelaw, the hotel’s general manager, first came to Casa Magna, he saw hundreds of blue agave plants that were part of the colorful, tropical landscape. As a tequila connoisseur, he realized that the hotel had the principal ingredient for making their own private label tequila. Today, these same plants that lend an authentic Mexican atmosphere to Casa Magna also contribute their hearts, the piñas, to each bottle of Casa Magna tequila.

Casa Magna Marriott is one of only a few hotels in Puerto Vallarta certified by the Consejo Regulador del Tequila, the national regulatory tequila council. For this certification, hotel staff took a course on distilling and serving tequila. The council requires the hotel to follow certain procedures, such as destroying each tequila bottle once emptied to insure that it will never be refilled with an inferior product. Each beautiful hand-blown bottle is only used one time.

Casa Magna bottles five distillations — blanco, joven, reposado, añejo, e extra añejo. Prices range from 480 pesos to 950 pesos a bottle. If you order a glass of Casa Magna tequila, it will be served in an ouverture tequila glass, made by Riedel for serving fine tequila and approved by the Consejo Regulador del Tequila.

Audrey, the sommelier, hails from France, and speaks with fervor of her mission to educate hotel guests on the unique qualities of tequila, a drink not always associated with moderation or known for an appreciation of its nuances. “We want everyone to know of this wonderful Mexican experience, that this is an elegant drink to be taken seriously.” To accomplish this, she conducts sessions in tequila appreciation at the hotel, either for groups or individuals. Each session is geared to the personal interests of the participants, so there is no set agenda or time duration.

So passionate is she in educating guests at the hotel about tequila, that selling Casa Magna tequila is not her primary goal. “If I can talk to our guests about tequila, how special it is, and they order a label other than ours, I’m happy that they have a new appreciation for tequila.”

Russell, my willing taster, and I were offered a glass of Casa Magna extra añejo. Our new appreciation began with the first sip. Russ and I looked at each other in amazement, realizing this was a drink like no other. Audrey suggested that we were tasting undertones of oak, chocolate, almond and vanilla, a complex, exquisite blend. Russ said the extra añejo reminded him of fine whiskey, and Audrey agreed, explaining that their distillery in the town of Tequila uses casks that were previously used for whiskey. The smoothness reminded me of the finest cognac I have ever had. This was a drink to savor slowly, not to down quickly with a grimace and a lick of salt.

You do not need to be a guest at Casa Magna to enjoy a glass of tequila at their bar or buy a bottle in their deli. And the tequila appreciation class is available to anyone, not just guests at the hotel.

Casa Magna Marriott Resort is located in the Zona Marina Vallarta, north of downtown. For a tequila appreciation class, call Casa Magna at 322-226-0000 after 3 p.m. and ask for Audrey. For an unforgettable tequila drink, show up anytime at their bar. Audrey will help you make a selection.

Tequila was first produced in the sixteenth century near the town of Tequila in the state of Jalisco when the Spanish conquistadors ran out of brandy. Pre-hispanic Mexico already had a long history of making pulque, a fermented drink made from the agave plant.

Blue agaves grow for about eight years, until the hearts, known as piñas, are big enough to be harvested and weigh up to 80 pounds, about 36 kilos. The juice of the piñas is pressed and fermented. Several distillations follow, after which it is aged and bottled. Blanco is aged less than two months, extra añejo for a minimum of three years.

True tequila comes only from the state of Jalisco and certain areas of four other Mexican states.


Mayahuel, the Goddess of Tequila, Dwells at Casa Magna Marriott, Puerto Vallarta

Mayahuel, the tequila goddess, resides at Casa Magna Marriott Resort in Puerto Vallarta. For six years, some of the finest tequila distilled in Mexico has been bottled exclusively for Casa Magna Marriott. Sold only in Puerto Vallarta at Casa Magna, this tequila is a sublime experience for lovers of the distilled spirit of blue agave.

We recently sat down with Audrey Formisano, the sommelier of Casa Magna Marriott, to learn more of this special tequila and its history. Audrey proved to be a wealth of knowledge and brimmed with enthusiasm for this most Mexican of drinks.

When Dennis Whitelaw, the hotel’s general manager, first came to Casa Magna, he saw hundreds of blue agave plants that were part of the colorful, tropical landscape. As a tequila connoisseur, he realized that the hotel had the principal ingredient for making their own private label tequila. Today, these same plants that lend an authentic Mexican atmosphere to Casa Magna also contribute their hearts, the piñas, to each bottle of Casa Magna tequila.

Casa Magna Marriott is one of only a few hotels in Puerto Vallarta certified by the Consejo Regulador del Tequila, the national regulatory tequila council. For this certification, hotel staff took a course on distilling and serving tequila. The council requires the hotel to follow certain procedures, such as destroying each tequila bottle once emptied to insure that it will never be refilled with an inferior product. Each beautiful hand-blown bottle is only used one time.

Casa Magna bottles five distillations — blanco, joven, reposado, añejo, e extra añejo. Prices range from 480 pesos to 950 pesos a bottle. If you order a glass of Casa Magna tequila, it will be served in an ouverture tequila glass, made by Riedel for serving fine tequila and approved by the Consejo Regulador del Tequila.

Audrey, the sommelier, hails from France, and speaks with fervor of her mission to educate hotel guests on the unique qualities of tequila, a drink not always associated with moderation or known for an appreciation of its nuances. “We want everyone to know of this wonderful Mexican experience, that this is an elegant drink to be taken seriously.” To accomplish this, she conducts sessions in tequila appreciation at the hotel, either for groups or individuals. Each session is geared to the personal interests of the participants, so there is no set agenda or time duration.

So passionate is she in educating guests at the hotel about tequila, that selling Casa Magna tequila is not her primary goal. “If I can talk to our guests about tequila, how special it is, and they order a label other than ours, I’m happy that they have a new appreciation for tequila.”

Russell, my willing taster, and I were offered a glass of Casa Magna extra añejo. Our new appreciation began with the first sip. Russ and I looked at each other in amazement, realizing this was a drink like no other. Audrey suggested that we were tasting undertones of oak, chocolate, almond and vanilla, a complex, exquisite blend. Russ said the extra añejo reminded him of fine whiskey, and Audrey agreed, explaining that their distillery in the town of Tequila uses casks that were previously used for whiskey. The smoothness reminded me of the finest cognac I have ever had. This was a drink to savor slowly, not to down quickly with a grimace and a lick of salt.

You do not need to be a guest at Casa Magna to enjoy a glass of tequila at their bar or buy a bottle in their deli. And the tequila appreciation class is available to anyone, not just guests at the hotel.

Casa Magna Marriott Resort is located in the Zona Marina Vallarta, north of downtown. For a tequila appreciation class, call Casa Magna at 322-226-0000 after 3 p.m. and ask for Audrey. For an unforgettable tequila drink, show up anytime at their bar. Audrey will help you make a selection.

Tequila was first produced in the sixteenth century near the town of Tequila in the state of Jalisco when the Spanish conquistadors ran out of brandy. Pre-hispanic Mexico already had a long history of making pulque, a fermented drink made from the agave plant.

Blue agaves grow for about eight years, until the hearts, known as piñas, are big enough to be harvested and weigh up to 80 pounds, about 36 kilos. The juice of the piñas is pressed and fermented. Several distillations follow, after which it is aged and bottled. Blanco is aged less than two months, extra añejo for a minimum of three years.

True tequila comes only from the state of Jalisco and certain areas of four other Mexican states.


Assista o vídeo: CasaMagna Marriott Puerto Vallarta Resort and Spa (Outubro 2022).