Novas receitas

'Eu derramei gotas de peru em sabão' e mais histórias de terror no Dia de Ação de Graças

'Eu derramei gotas de peru em sabão' e mais histórias de terror no Dia de Ação de Graças


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Richard Blais, Spike Mendelsohn e mais chefs compartilham suas piores ações de graças

Thinkstock / Comstock

Todo mundo tem aquela história de peru saindo muito seco, ou vovó esquecendo de descongelar antes. Até chefs.

Pesquisamos um bom número de chefs para perguntar sua história de terror do Dia de Ação de Graças e, embora muitos tenham ocorrido erros no Dia de Ação de Graças, alguns estavam se preparando para sua primeira vez como anfitrião do Dia de Ação de Graças. "Eu sempre fui para a casa da minha mãe. Este é o primeiro ano que estou assumindo", disse Arpaia. "Todo mundo me convocou para fazer o Dia de Ação de Graças e o Natal. Então, para fazer um jantar sentado para 25 pessoas e é uma família italiana, e eles são muito teimosos, vamos ver o que acontece."

E embora algumas histórias de terror do Dia de Ação de Graças possam ser inofensivas, ajuda saber que até os chefs são humanos. Clique em nosso slideshow para ouvir algumas das piores histórias de Ação de Graças de Michael Mina, Richard Blais e muito mais.


10 das piores histórias de terror do Dia de Ação de Graças do Reddit

Supõe-se que o Dia de Ação de Graças seja um momento para se reunir com a família para saborear uma boa comida e bebida, mas as coisas nem sempre saem exatamente como planejado.

Como os usuários do Reddit ficam mais do que felizes em compartilhar em vários fóruns diferentes, o Dia de Ação de Graças nem sempre é a festa festiva que eles esperavam - e eles não têm falta de histórias malucas, nojentas ou simplesmente estranhas para contar.

Se você acha que seus dias de peru estão exagerados, essas histórias de terror do Dia de Ação de Graças farão você se sentir grato por cada refeição festiva sem intercorrências que você já celebrou:

Uma noite emocionante

“Como paramédico, as férias não eram algo garantido. [...] Um ano eu estava trabalhando no Dia de Ação de Graças e [...] recebemos um pedido da polícia para atender a cena de uma situação doméstica. São 14h00 à tarde e quase todo mundo está sentado para comer seu peru. Esta família era a mesma, exceto que uma discussão começou sobre algo muito bobo. Acho que era sobre quem cortaria o peru. De qualquer forma, [a] discussão esquenta, punhos começam a voar entre os homens. As mulheres estão gritando para os homens pararem com isso. Uma das mulheres pega sua bolsa e pega seu spray de pimenta e começa a pulverizar os homens que estão lutando. Outra mulher pega seu próprio spray e pulveriza a primeira mulher. Tudo isso foi feito enquanto ainda estava ao redor da mesa. Outra pessoa na mesa chama a polícia. Quando a polícia chega, a luta parou, mas agora há [três] pessoas com spray de pimenta nos olhos, o jantar está arruinado e outros estão indo embora ”.

- contribuição do usuário do Reddit tobusytocare

Um desastre na máquina de lavar louça

“Queimei água e alaguei a casa com bolhas”.

"Foi o primeiro Dia de Ação de Graças que eu preparava, e o que tornou tudo pior foi que meus futuros sogros estavam chegando. Ambos são empresários extremamente poderosos. [...]

Tentei cozinhar e preparar tudo em um dia, o que foi um erro. O avião deles pousou e minha futura esposa foi buscá-los enquanto eu observava a comida cozinhar. Decidi que toda a louça suja precisava ser lavada antes de chegar e comecei a colocar a máquina de lavar louça. Infelizmente eu não tinha travas de prato e decidi usar saboneteira. [...] Olhando para trás, acredito que uma quantia do tamanho de uma moeda de dez centavos teria bastado, mas eu estava em pânico e apenas apertei a garrafa liberalmente. Dez ou quinze minutos depois, comecei a notar uma película de bolhas saindo do fundo da máquina de lavar louça. […] Os jatos não pararam completamente quando abri a porta e borrifei algumas das bolhas no teto. [...] Em algum momento do processo de limpar as bolhas e subir e descer as escadas correndo para buscar materiais mais absorventes, lembrei-me da panela que deixei no fogão. Um fedor horrível [de fumaça] preto me saudou quase ao mesmo tempo e o alarme de incêndio acima do fogão estava tocando. A água tinha fervido e a panela estava seca como um osso e superaquecida, o material de que era feito começou a rachar e deixou um cheiro horrível flutuando na cozinha. ”

O peru grande demais

“O tempo que tivemos de remover a porta do forno para tirar o peru.”

O gato recebeu suas tortas?

“Minha irmã apareceu com [quatro] tortas de abóbora, cada torta tinha uma pegada de gato, eu levei uma para casa e joguei fora, acho que todos nós jogamos.”

Isca e troca

“[Foi] meu primeiro semestre na universidade depois de me mudar da América para o Canadá. Meu tio se ofereceu para me receber. Passo 12 horas viajando da minha universidade para a casa dele, só para ele me colocar para trabalhar na demolição dos azulejos do banheiro. Em seguida, ele me coloca para descobrir de quantas peças ele precisa. Então, é hora de eu ir para casa em uma jornada de 12 horas e fazer uma prova. Disseram-me que comemoraríamos o Dia de Ação de Graças. Eu nem mesmo ganhei um bom jantar com isso. "

Uma noite nauseante para lembrar

“Aconteceu anos atrás. Meu sobrinho não estava se sentindo muito bem e decidiu comer comida demais. Vomitou toda a mesa da sala de jantar onde a família comia. Passei a hora seguinte do lado de fora, no frio congelante, tentando não vomitar. Aparentemente, sou o tipo de pessoa que não consegue ver, cheirar ou ouvir alguém vomitando sem ficar extremamente enjoado. ”

Ingrediente extra da vovó

"Encontrei a aliança de casamento da vovó na Turquia um ano ... ela nem sabia que não estava em seu dedo."

Uma história de Ação de Graças

"O laboratório preto de cabelo curto da minha mãe roubou o pãozinho de peru (sim, é uma coisa) do balcão da cozinha e minha mãe a pegou, teve um cabo de guerra entre o cachorro e ela. O cachorro venceu, nós pedimos comida chinesa. ”

O avô rabugento

“Na noite anterior ao Dia de Ação de Graças, estávamos ajudando a preparar o jantar no apartamento do meu avô em Nova York. Sua então namorada estava lá nos ajudando a cozinhar. Meu avô ficou sabendo que o lugar de onde pedíamos parte do nosso jantar estava bagunçado e que não tínhamos molho de cranberry. Meu avô, que era temperamental, teve um ataque e gritou com o homem ao telefone. Sua namorada tentou acalmá-lo e ele gritou com ela. Eles entraram em uma disputa aos gritos, que terminou com ela tirando o peru do forno e saindo do apartamento com ela.

“Acabamos comendo em um restaurante chinês miserável no Dia de Ação de Graças.”

Uma sogra e seu microondas

"Meus sogros são péssimos cozinheiros e minha [sogra] se estressa facilmente. Para evitar o estresse, ela cozinhou tudo há duas semanas, congelou toda a comida e aqueceu novamente no micro-ondas antes de comer. Estamos falando de couro. pedaços de presunto embebendo poças de gordura, peru insípido com textura bagunçada por ter sido congelado, purê de batata com pedaços de queijo cremoso e creme de cogumelos direto da lata em cima de feijão verde com cebola [...] sem mistura, sem aquecimento no forno.

"Outras refeições consistiam em ingredientes vencidos e produtos estragados no limite.


10 histórias verdadeiras de falhas épicas de ação de graças

Contos de desastre do Dia da Turquia em voz alta, contados por nossos leitores e fãs no Facebook.

Ah, Ação de Graças & mdash um tempo para a família, alegria e. desastre. Aqui estão algumas histórias de Ação de Graças para contar por eras. Alguns são constrangedores, alguns valem a pena rir e a maioria o deixará feliz por não ser essas pessoas.

Naquela época, o prato não era aprovado pelo chef

"Fui convidada para ir à casa de uma amiga e me disseram que não precisava fazer nada, mas decidi fazer uma panela de batatas com queijo processado de Velveeta básico. Quando cheguei, esqueci que o marido dela era chef de um restaurante sofisticado com estrela Michelin. Todos os convidados eram amigos chefes dele, e a comida era gourmet. Ela riu quando viu minhas batatas e respondeu: 'Vamos dar isso para as crianças.' " & mdashKestelle W.

Naquela época, a Turquia foi feita muito cedo

"No ano passado, não consegui encontrar o cartão de receita de peru da minha avó e pesquisei por quanto tempo e quente devo cozinhar um peru online. A internet mentiu. Meu peru ficou pronto cerca de três horas antes da data marcada para a chegada das pessoas! Liguei para minha avó em pânico e ela me diagnosticou como a Dra. House, fazendo todas essas perguntas diagnósticas sobre culinária: Por quanto tempo você fez isso? Em que temperatura estava? Qual o tamanho do peru? Qual é a cor da pele agora? Com o que você está alinhavando? Ela me acalmou e montamos um sistema de resposta à umidade em folha de estanho para mantê-lo aquecido. Felizmente, ficou ótimo! " & mdashKelsey D.

Naquela época, o Tofurky não deu certo

"Em um de meus primeiros atos de ação de graças vegetariano, tentamos fazer nossa própria versão do Tofurky. Com nosso conhecimento limitado sobre tofu e o compromisso de meus pais com a ingestão de carne, acabamos com uma cúpula de tofu em forma de bola de futebol cheia de recheio. O tofu era a cor do tapete. e cheirava bem, mas a textura era horrível. Aprendi minha lição: em vez de tentar um Tofurky triste, eu apenas faço tofu preparado tradicionalmente e pratos à base de plantas & mdash e não sinto falta do peru um pouco. " & mdashEllie H.

Aquela vez, alguém usava uma roupa de palhaço

“Quando eu estava na quarta série, meu melhor amigo e eu estávamos na Parada do Dia de Ação de Graças da Macy's. Estávamos em um carro alegórico com Monica (cantora de 'The Boy Is Mine'), vestidos com fantasias de palhaço. meu autógrafo, mas quantas pessoas podem dizer que usaram um traje de palhaço ao lado de uma estrela pop dos anos 90 no Dia de Ação de Graças? Espero que não tantos, com certeza. " & mdashMichelle M.

Naquela época, os adultos tinham que comer na mesa das crianças

"Minha sogra fez com que eu e meu marido [então noivo e filha] nos sentássemos à mesa de crianças com crianças reais que não conhecíamos. Enquanto meus pais se sentaram à mesa dos adultos com outros estranhos que eles não conheciam . " & mdashAndrea N.

Aquela vez que alguém derrubou o peru

"Deixei cair o peru depois de esfregar azeite de oliva nele. Enxaguei, passei [o óleo] de novo e cozinhei. Não contei a ninguém por 10 anos. Só contei no ano passado. não matou ninguém nem os deixou doentes! " & mdashDebbie K.

Aquela época, Turquia imitando habilidades pagas

"No primeiro dia de Ação de Graças depois de me mudar para o exterior, decidi presentear minha família com um jantar tradicional de peru. Fui à loja mais próxima, que por acaso era de língua francesa, e me aproximei da área onde havia uma variedade de carnes servidas. Não sendo fluente em francês, procurei e tentei determinar por conta própria se os grandes seios de ave que vi eram de peru ou de ganso. O açougueiro indicou que estava pronto para me ajudar. Perguntei em um francês incompleto se ele falava inglês, ele respondeu: 'Não . ' Tentei de novo, perguntando se ele falava alemão de novo, ele respondeu: 'Não'. Apontei para os seios de ave, depois coloquei os polegares nas axilas, bati os braços e disse: 'Devore, devore?' O açougueiro abriu um sorriso ao responder: 'Oui. ' Constrangedor, claro, mas acabei com um peru e o açougueiro deu uma risada! " & mdashMonica H.

Naquela época, o refrigerador falhou

"Há alguns anos, meu marido e eu convidamos meus pais e minha irmã para o Dia de Ação de Graças pela primeira vez. Na noite anterior, enquanto preparávamos, a porta da minha geladeira caiu & mdash e foi não uma geladeira velha! Graças ao marido estar aqui, ele consertou temporariamente. Na manhã de Ação de Graças, eu tinha um grande presunto todo vidrado e pronto quando percebi que meu fogão parou de funcionar! Comecei a chorar de tão chateada. Sem falar que acordei com um vírus estomacal. Mamãe salvou o dia usando uma torradeira velha para preparar o presunto. Demorou horas e horas, mas comemos. Nem preciso dizer que comprei um novo fogão e uma geladeira no dia seguinte, e Nenhum de nossas famílias sempre querem ter jantares de feriado aqui. " & mdashMissy Moody

Naquela época, o purê de batata não deu muito certo

"Um ano, minha tia, que já havia oferecido o jantar de Ação de Graças antes, tentou fazer purê de batatas. Ela tentou amassar o saco de 5 quilos de batatas cozidas de uma só vez em uma panela enorme. Naquele ano, estávamos fatiando nosso purê batatas com garfos e facas, e não pegando como deveria! Ela nunca mais as fez para o jantar & mdash disse à minha mãe que era o trabalho dela! " & mdashBonnie R.

Naquela época, o recheio era muito orgânico

"Minha cunhada acordou de manhã cedo fazendo recheio e preparando o peru, e quando ela abriu a mistura de recheio, mariposas voaram para fora do pacote lacrado! Seu marido teve que fazer uma corrida de emergência em busca de mistura de recheio naquela manhã. Ele o encontrou, mas era um desafio. " & mdashGlynis B.


Vamos começar!

O primeiro passo é colocar o peru no forno. Sem ele, você não terá pingos. Claro, você pode fazer molho sem pingar (usando uma fonte alternativa de gordura, como gordura de bacon), mas no Dia de Ação de Graças você tem os pingos acontecendo de qualquer maneira, então você pode muito bem usá-los! Enquanto o peru está cozinhando, você pode ferver os miúdos e o pescoço (e as pontas das asas do peru se removê-los ao cozinhar o peru) em uma panela. Mesmo que você não vá usar miúdos no molho, essa é uma etapa necessária para conseguir um bom caldo para o molho. Você também pode dividir uma cebola em quartos e cortar um pouco de aipo para adicionar à água do cozimento. Deixe cozinhar por pelo menos uma hora em fogo brando apenas (não ferva). Se você tiver uma panela elétrica pequena (do tamanho de um litro), você também pode cozinhar o caldo nela o dia todo. Dependendo da quantidade de estoque que você acabar com, você pode precisar de mais líquido para o molho. O caldo de frango ou peru caseiro é melhor, mas você também pode usar caldo embalado.

Quando o peru estiver pronto, retire-o da assadeira e despeje os pingos por uma peneira de malha fina em um recipiente. Deglaze a assadeira com uma xícara de caldo. Despeje o líquido desengraçado pela peneira no recipiente com o gotejamento. Deixe repousar por alguns minutos e depois remova qualquer gordura que tenha subido, mas reserve cerca de 1/4 de xícara da gordura. Descarte qualquer excesso de gordura. Coloque a gordura reservada em uma panela grande e bata em 1/4 xícara de farinha (você quer que a quantidade de espessante seja igual à quantidade de gordura). Cozinhe em fogo médio, mexendo, até que a mistura comece a dourar levemente. NÃO QUEIME! Observe a mistura o tempo todo, pois ela pode queimar muito rápido.

Quando o roux estiver pronto (será espesso, borbulhante e marrom dourado claro), bata lentamente no caldo (adicionando mais caldo conforme necessário). Cozinhe e mexa até a mistura começar a ferver. Ele começará a engrossar enquanto estiver no fogo e continuará a engrossar quando terminar de cozinhá-lo (tenha isso em mente). Se você quiser adicionar os miúdos ao molho, pique-os antes de adicionar e misture-os ao molho quente.

Este é um molho básico de peru espesso. Simplesmente tempere a gosto com sal e pimenta.


O conto da enorme Turquia

Decidi este ano encomendar o maior pássaro que pude encontrar. Faz sentido. O fazendeiro local de quem eu estava comprando ofereceu todos os perus caipiras acima de 18 libras a uma taxa fixa. Eu disse a ele que levaria um dos maiores deles e, no dia da entrega, o maior peru que eu já vi apareceu em nossa varanda.

Esta semana, em preparação para o nosso grande banquete de Ação de Graças, descongelei o Sr. Turquia para que pudesse cozinhá-lo e desossá-lo. (Este é meu método fácil de preparar o peru com antecedência e reaquecê-lo no dia de Ação de Graças.) Tudo estava bem até que peguei minha grande assadeira.

Uh-huh. Eu podia realmente ouvir o peru rindo alto com a própria ideia de eu tentar assá-lo no que agora parecia ser uma frigideira minúscula.

Não tem problema, pensei. Vou pegar meu grande forno torrador. Certamente isso seria grande o suficiente.

Pelo menos o peru cabia dentro. Mas de jeito nenhum, não como aquela tampa estava acontecendo. E uma assadeira sem tampa não assaria um peru. Está bem então. Plano C?

Hmmm, Plano C. Plano C. Eu não previ a necessidade de um Plano C. Enquanto eu olhava para o pássaro enorme (que agora estava revirando os olhos, encolhendo as asas e ficando entediado com toda a situação), eu torturei meu cérebro para opções. Vá até a loja e desembolse o dinheiro por & # 8230.é certo. Poucos dias antes do feriado? O que minha loja teria que seria grande o suficiente para assar este pássaro?

Ocorreu-me que talvez eu pudesse assar o peru diretamente na grade do forno, com uma assadeira embaixo para coletar os pingos. Eu imediatamente reconheci que essa era uma ideia boba, já que eu não tinha uma panela grande o suficiente para começar, então todos os pingos não puderam ser pegos. Eu podia imaginar um peru seco com muitas crostas de sujeira por todo o fundo do meu forno. Sem mencionar o fato de que quando pingos pingam em um forno quente, as bobinas podem pegar fogo, a fumaça pode encher uma cozinha, alarmes de fumaça podem gritar por muito tempo, as casas podem cheirar horríveis e os jantares de Ação de Graças podem ser arruinados.

Você percebeu que todos esses pensamentos passaram pela minha cabeça em um intervalo de tempo de cerca de 45 segundos? No entanto, eu estava praticamente agitando um pano de prato na frente do alarme de fumaça, apenas imaginando a cena inteira.

Passei para o Plano Q & # 8211, que envolvia enviar mensagens de texto a um amigo. Lembrei-me de que ela havia mencionado que tinha uma panela de alumínio extra grande em sua casa. Não adoro assar em alumínio e duvidava que existisse uma frigideira como essa que caberia no meu peru gigantesco, mas achei que valia a pena tentar. Em uma hora, meu amigo chegou com duas opções de assadeira. Uma das bandejas era minúscula & # 8211, era feita para perus de tamanho normal. Mas o outro? Bem, eu poderia ter pulado de alegria. Essa panela cabia no meu peru com vários centímetros de sobra!

Como você pode ver, o peru se sente exposto, sendo fotografado em toda a sua glória. Ele está até mesmo corando levemente rosa. Aqui & # 8211 eu & # 8217 vou cobri-lo:

E ele foi para o forno. Meu amigo salvou o dia. O peru ficou gostoso. E embora estejamos alimentando 15 pessoas no Dia de Ação de Graças, acredito que poderemos ter um ou dois pedaços de peru sobrando para saborearmos em um sanduíche neste fim de semana.

Você já viu um peru tão grande? Você tem alguma história divertida de preparação para o Dia de Ação de Graças para contar?


Filmes de terror de ação de graças

Em novembro passado, embarquei em uma busca para encontrar o filme de terror perfeito para o Dia de Ação de Graças - um filme para construir uma ponte sobre aquele período estranho entre o Halloween e o Dia de Ação de Graças. Depois de muita consideração, conceda a duvidosa honra de melhor filme de terror de Ação de Graças a “ThanksKilling” (2008), uma festa de baixo orçamento sobre um peru homicida.

Aqui está a coisa, no entanto. Eu sou um glutão de castigos com sabor de peru, e há um número surpreendente de filmes de terror com o tema do Dia de Ação de Graças por aí. Então, para começar novembro, decidi me submeter a mais quatro dos filmes mais apetitosos que o subgênero tem a oferecer.

Provavelmente não deveria ser preciso dizer que a maioria dos filmes de terror de Ação de Graças são muito ruins, pelo menos se você os está julgando pelos mesmos padrões que faria com um terror popular. Em vez de tentar encontrar um filme "bom", meu objetivo é encontrar um filme que seja memorável, estranho e, o mais importante, divertido. Estou procurando trocadilhos, armas do crime com tema de Ação de Graças e drama de mesa de jantar que rivaliza com o monólogo de Toni Collete em "Hereditário". Mas, acima de tudo, estou procurando um filme que ajude meu mês de amor ao terror a encontrar algo para amar no Dia de Ação de Graças.

4. & # 8220Ghost Note & # 8221 (2017) - dirigido por Troy Hart

Eu não entendo como um filme sobre um músico de blues que virou serial killer e virou fantasma ficou tão baixo na lista, mas aqui estamos. “Ghost Note” tem muito a seu favor - uma sessão de Ação de Graças, um número musical improvisado sobre o amor adolescente não correspondido e um vilão que parece um projeto Cenobite rejeitado - mas não consegue ser tão interessante quanto sua premissa sugere. Seguimos uma adolescente gótica genérica que acidentalmente desperta os mencionados fantasmas do blues enquanto fica com a avó no feriado de Ação de Graças. Cue diálogo adolescente nervoso, atuação questionável e muita bobagem intencional, mas uma falta chocante de ação fantasma de blues. Existem algumas mortes decentes e alguns sustos passáveis, mas “Ghost Note”, no entanto, falha em aproveitar ao máximo sua premissa ridiculamente divertida.

3. & # 8220Alien Abduction: Incident in Lake County & # 8221 (1998) - dirigido por Dean Alioto

O que é mais assustador do que ser forçado a passar o Dia de Ação de Graças com sua família disfuncional? Ter que passar o Dia de Ação de Graças com sua família disfuncional enquanto é atacado por alienígenas, de acordo com Dean Alioto. Neste mockumentary feito para a TV, a família McPherson é atormentada por extraterrestres no dia de Ação de Graças. Sangramentos nasais, liquidificadores com defeito e o jogo mais estranho do mundo, Go Fish, acontecem (nessa ordem) enquanto os McPhersons lutam por suas vidas & # 8230 e então meio que desistem e vão comer as sobras. O MVP aqui é a mãe alcoólatra que coloca sua taça de vinho talvez duas vezes durante o tempo de execução de 90 minutos. E eu nem sequer mencionei o desfile de entrevistas cada vez mais ridículas de "especialistas" que pontuam o filme. Brincadeiras à parte, “Alien Abduction” é um divertido filme encontrado que ganha pontos bônus por ser não apenas suficientemente inspirado no Dia de Ação de Graças, mas também agradavelmente estranho.

2. & # 8220Pilgrim & # 8221 (2019) - dirigido por Marcus Dunstan

Fiquei agradavelmente surpreso com “Pilgrim”, uma produção da Blumhouse sobre uma família problemática que contrata um grupo de reencenadores peregrinos para se juntar a eles no jantar de Ação de Graças. Por ser um filme de terror, os reencenadores levam seus trabalhos um pouco a sério demais e decidem ensinar à família o que realmente significa ser grato tentando assassiná-los. Durante a primeira hora, o filme se parece muito com um terror mainstream no meio da estrada, com uma variedade de personagens desagradáveis ​​e diálogos que não são ruins o suficiente para serem engraçados. No entanto, Peter Giles salva o filme em seu papel de Ethan, o vilão reenator peregrino mascador de cenários cuja atuação fica cada vez mais exagerada conforme o filme continua. Tudo culmina em um gorefest desequilibrado, cheio de frases simples, baldes de sangue e algumas reviravoltas matadoras (trocadilho intencional). Apesar de seu início lento, “Pilgrim” é uma brincadeira divertida com um senso de humor negro e um terceiro ato fantástico.

1. & # 8220Blood Rage & # 8221 (1987) - dirigido por John Grissmer

“Blood Rage” é um assassino sobre um menino pré-adolescente que mata um casal em um cinema drive-in e incrimina seu irmão gêmeo pelo crime. 10 anos depois, no Dia de Ação de Graças, o gêmeo inocente escapa de sua instituição psiquiátrica, e o gêmeo assassino aproveita a oportunidade para sair em uma matança. Este filme tem tudo: entalhar um garfo mata a estrela da novela Louise Lasser bêbada, colocando sobras geladas do Dia de Ação de Graças em sua boca e um assassino que diz, em quatro ocasiões diferentes: "Não é molho de cranberry". (Em cada caso, é, na verdade, sangue.) Esta é uma perfeição assassina & # 821780s cheia de sangue coagulado, cabelos despenteados e adolescentes fazendo sexo em locais impraticáveis. Somando-se a seu charme estão os efeitos práticos horríveis de Ed French, conhecido por seu trabalho em clássicos de culto como “Sleepaway Camp” e “The Stuff”. Claro, não há um enredo para falar, mas com certeza é divertido. Eu posso facilmente ver “Blood Rage” se tornando uma nova tradição de feriado.


As pessoas compartilham suas histórias de terror no jantar de ação de graças

"Começamos o Dia de Ação de Graças indo para a casa do meu sogro. Os últimos dois anos consistiram em comida muito chata / ruim porque ele obrigava a esposa a cozinhar enquanto ela estava sofrendo de lúpus. Pensamos na comida ruim foi porque ela não se sentiu bem, e este ano ela estava se sentindo muito bem, então ficamos um pouco esperançosos.

Enquanto o jantar estava cozinhando, entramos na sala para assistir ao futebol. Meu irmão por acaso se sentou na cadeira do meu sogro e fez uma cena disso. Meu irmão pediu desculpas, levantou-se da cadeira e encontrou outro assento.

O próximo foi o namorado da mãe da esposa do meu sogro. Um homem idoso se senta em seu assento, ele sobe as escadas e exige que ele se levante de sua cadeira. Enquanto este pobre velho se levanta para se mexer, ele zomba dele não poder se levantar.

Avanço rápido para o jantar. Meu sogro fumou o passarinho - depois ficamos sabendo por 24 horas - e ele vai trinchar o peru e tira uma perna e pede o prato do enteado e coloca a perna nele. Em seguida, ele corta um bom pedaço do seio, se aproxima e o coloca no prato. Ele continua a cortar o peru e colocá-lo em uma travessa para que todos possam pegar o seu.

Eu aprendi naquele dia, que o pai do meu marido é um idiota gigante. Felizmente, tive meu próprio peru em um fumante que coloquei naquela manhã e estava planejando outro jantar em minha casa mais tarde com a mãe do meu marido, o marido dela e meu irmão novamente. O resto da noite correu muito bem e toda a comida na minha casa estava deliciosa. "

“Como paramédico, as férias não eram algo garantido. Já trabalhei bastante nelas.

Enfim, um ano eu estava trabalhando no Dia de Ação de Graças e, na maior parte do tempo, estava bem tranquilo até que recebemos um pedido da polícia para responder a uma cena de situação doméstica.

Era cerca de 14h00 à tarde e principalmente todos estavam sentados para comer seu peru. Esta família era a mesma, exceto que uma discussão começou sobre algo muito bobo. Acho que era sobre quem cortaria o peru.

Enfim, a história continua. A discussão ficou acalorada e os punhos voaram entre os homens. As mulheres gritavam para os homens pararem. Uma das mulheres pegou sua bolsa e tirou seu spray de pimenta e começou a pulverizar os homens que estavam lutando. Outra mulher pegou seu próprio spray e borrifou a primeira mulher.

Tudo isso foi feito enquanto ainda estava ao redor da mesa. Outra pessoa na mesa chamou a polícia. Quando a polícia chegou, a luta havia parado, mas agora havia três pessoas com spray de pimenta nos olhos, o que acabou fazendo com que o jantar fosse arruinado e outras pessoas começassem a ir embora. Feliz Dia de Ação de Graças!"

"Minha agora falecida vovó Ethel, abençoada seja sua alma, estava nos primeiros estágios de demência.

Bem, em um jantar de Ação de Graças, em particular, a vovó Ethel olhou nos olhos como se ela fosse dizer ou fazer algo astuto e explodiu dizendo: 'Aquele Frank (meu falecido avô, seu falecido cunhado) . Aquele Frank, ele disse isso na lua-de-mel, toda vez que ele colocava nela, ela peidava a noite toda! e estourou em gargalhadas da velha senhora.

Bem, deixe-me apenas dizer que, naquele momento, todos nós meio que olhamos em volta e uma das minhas avós estava rindo tanto, enquanto a outra ficou vermelha como uma beterraba. Acho que apenas tomei um gole de chá, comi um molho e fui com ele. "

"No primeiro ano da faculdade, um velho amigo meu vem me visitar na UC Santa Cruz. Ele tinha muito dinheiro de uma herança e eu era um estudante sem dinheiro. Ele teve a ideia de alugar um carro e ter Ação de Graças em São Francisco.

Acabamos alugando um Cadillac Eldorado '73 dourado, com cerca de 15 metros de comprimento e simplesmente obsceno. Os caras da locadora, Rent-a-Dent, ficavam perguntando onde planejávamos ir, mas ainda não havíamos decidido totalmente, então dissemos que seria bem local.

Algumas horas depois, estamos navegando em São Francisco e não temos ideia para onde ir. Ele abaixou a janela e perguntou a um policial, que estava parado no sinal vermelho próximo a nós, onde poderia ser um bom lugar para comer. O policial nos instrui a contorná-lo e ir até o Fisherman's Wharf. Andamos mais alguns quarteirões até chegarmos perto do cais com centenas de pessoas circulando e o policial ainda atrás de nós.

De repente, carros de polícia saem voando de todas as ruas secundárias, policiais estão gritando, armas estão fora e nós estamos sorrindo, como 'Puta merda, alguém está prestes a se ferrar!' Percebi que todos gritavam para que mostrássemos as mãos e não nos movêssemos.

O carro aparentemente tinha placas roubadas ou algo assim. Fomos para a prisão, passamos o dia algemados a um banco encharcado de sangue. Ninguém estava disponível na locadora para corroborar nossa história por causa do feriado. Eles finalmente nos soltaram, chamaram um táxi e pediram que ele nos levasse diretamente ao aeroporto com instruções para sairmos de São Francisco. Nós fizemos. Voou para LA e festejou com os nossos corações! "

"Todo dia de Ação de Graças tem uma mulher que aparece para comer com nossa família. Ela é amiga da família da minha tia e sempre traz seus filhos. Bem, ela se divorciou alguns meses antes e, como resultado, ela voltou a ser antes de ela se casou e anda por aí agora.

Recue alguns meses para o dia da minha formatura do ensino médio. Depois que nos formamos, saímos e nos divertimos. Bem, isso foi cerca de dois meses após seu divórcio neste momento. Ela apareceu na festa de formatura de alguém que eu conhecia. Aparentemente, ela conhecia a mãe do meu amigo. Bem, todo mundo estava bebendo. Eu a vi e a reconheci, mas acho que ela não sabia quem eu era (embora ela me visse no jantar de Ação de Graças desde que eu era criança).

Comecei a dançar com ela. Ela estava muito iluminada e estava vindo para cima de mim com muita força. Ela tinha cerca de 40 anos, mas era atraente. Uma coisa levou a outra e acabei ficando com ela. Não éramos exatamente sutis sobre isso também. Eu praticamente a carreguei escada acima na frente de toda a festa, até o quarto do meu amigo. Escusado será dizer que a palavra se espalhou.

Agora vá para o Dia de Ação de Graças. Ela voltou com o marido e apareceu para jantar (aparentemente ela havia esquecido que eu era sobrinho da amiga). Ela chega com os filhos e o marido. O olhar em seu rosto quando ela me viu era de total descrença. O tempo todo, seu marido estava me olhando mal. Era óbvio que ele queria me matar.

A parte mais estranha foi quando o filho dela apareceu e começou a falar comigo. Assim que o fez, o pai disse, 'Estamos indo embora', e basicamente arrastou todos para fora de casa. Todos estavam sentados em completo silêncio. Era óbvio que alguns membros da minha família sabiam disso. Felizmente ninguém disse nada. Foi terrível, para dizer o mínimo. "

"Eu era um pessoal de apoio voluntário do meu corpo de bombeiros local - não um bombeiro, apenas alguém que trabalhava no computador com o distrito. Tive tempo para matar no Dia de Ação de Graças e tive que fazer atualizações no computador para fazer no motor. táxi e comece a atualizar o software. É um processo lento, mas tem que ser feito.

Bem, os tons disparam. Eu nem tive a chance de olhar para cima antes de a porta ao meu lado abrir e fechar imediatamente e o Capitão subir no motor no assento atrás de mim, esticar o braço, colocar um fone de ouvido na minha cabeça e começarmos a sair a estação.

A chamada: peru congelado e frigideira. Em garagem.

No meio do caminho, o segundo alarme dispara para unidades adicionais. Meu trabalho? Leve o motor para casa, pois tava amarrando o computador e atualizando o despachante com a localização e tudo, ah, e fazer tudo sem nenhum treinamento prévio.

Então, chegamos lá e a garagem está totalmente engolfada. Eles começam a executar linhas. I don't want to stand around, so I grab the medical kit and follow the EMT/Firefighters who are starting triage on the people who were in the garage. Third degree burns on four people. I spend two minutes handing supplies to a firefighter before paramedics show up and shoo me away.

What did I end up doing? Consoling a little girl whose dad is now severely burned after the turkey ejected into the ceiling, and once the chief arrived, transporting the guy's wife and kid to the hospital to be with their dad.

I ended up being late for dinner that evening after I had to return to the fire with the chief's command unit so another volunteer could take me back to the station to get my car.

I learned to wear good boots going forward if I was doing in-cab software updates."

"I got dumped a day or two before Thanksgiving. I was devastated. However, my family decided to do a huge potluck at a restaurant and invite everybody - people I didn't even know. Most everyone brought regular potluck type food instead of Thanksgiving-type of food, so there wasn't really a Thanksgiving dinner. Then, to add to my personal nightmare, they busted out a karaoke machine and the same couple that brought the machine proceeded to basically give everyone else a concert.

Looks like this year will be a close second. My husband is talking divorce and uninvited me from our annual Thanksgiving trip. He'll be with coworkers and friends, while his kids will be with their mom. I feel utterly rejected. Thankfully a friend invited me to visit so I won't be completely alone."

"I burned water and flooded the entire house with bubbles.

It was the first Thanksgiving I had ever cooked and what made it worse was that my future in-laws were coming over. They are both extremely high-powered business people. I've seen them broker over hundred-million-dollar deals without batting an eye. Both of them are hardcore ring fighters in the American business world. They know what they like, and they know what they don't like. They never hold back on their opinions. Suffice it to say, I was terrified and running around like a chicken with my head cut off.

I tried to cook and prepare everything in one day, which was a mistake. Their plane landed and my future-spouse went to go pick them up while I watched the food cook. I decided that all the dirty cooking dishes needed to be washed before they arrived and began loading the dishwasher. Unfortunately, I had no dish-tabs and decided to use dish soap. My mother told me that it could only be used in extreme circumstances and really wasn't made for the dishwasher. Looking back, I believe a dime-sized amount would have sufficed, but I was panicking and just squeezed the bottle liberally. Ten minutes later, I started noticing a film of bubbles pouring out of the bottom of the dishwasher. The waves of bubbles poured out over the kitchen floor. In my panic, I turned away from the stove, where I was boiling water for pasta and assessed the situation. Opening the dishwasher, more bubbles poured out and across the floor! The jets hadn't stopped completely when I opened the door and sprayed some of the bubbles onto the ceiling.

Cleaning up bubbles is not like cleaning up water. Towels don't like to soak them up, it was a very long process. Somewhere in the process of cleaning up the bubbles and running up and down the stairs to fetch more absorbent materials, I remembered the pot I left on the stove. A horrible black and smoky stench, greeted me about the same time and the fire alarm above the stove was chirping. The water had boiled away and the pot was dry as a bone and super hot, the material it was made out of started to crack and left a horrible smell wafting up in the kitchen.

It was a truly stressful experience."

"About 10 years ago, I had a cousin who was mentally unstable and ended up going into a fit of rage because her brother and I were laughing at something she did. I've never seen evil in someone's eyes like I did that day.

She picked up my glass of milk, raised her hand, and slammed it onto the ground in front of my chair. Glass went everywhere.

She then picked the broken glass up and started cutting her arms. Blood was everywhere.

I ran out the house and drove off so fast. My mom came home later and asked if I left before or after the rescue and cops showed up to take her. She was later diagnosed with Bipolar disorder after a psyche valuation. No one ever brings up that Thanksgiving!"

"I was making a green bean casserole from scratch. I'd never made one before. Here are all of the mistakes I made:

I ran out of milk, so I used unsweetened Silk soymilk. Well, since soymilk has vanilla in it, the whole thing smelled like a cake.

Additionally, I undercooked the green beans and didn't realize it until the beans were already in the sauce that I'd made. Instead of washing off the sauce and cooking the green beans more, like a sane person, I made another batch of sauce, poured it into the pan, and baked that freakin' casserole for two hours instead of 30 minutes. The green beans were still crunchy and the sauce hadn't evaporated like I thought it would, so we all enjoyed crunchy green beans floating in a sea of vanilla scented bechamel."

"Six or seven years ago, I spent Thanksgiving with my stepmom's parents.

I have one younger brother who is a full-blood sibling, one younger half-sister, and a younger half-brother who was an infant at the time.

The trip was terrible, and my stepmom's mother didn't like my brother or me.

They sat at the dinner table (including my four-year-old sister, and infant brother) and made my brother and I sit at the kitchen bar with our backs to them. I was offended, I hated being there in the first place, but it didn't hurt my feelings too much. I went through a pretty long phase of apathy, through my teen years, as a result of the crap my dad put me through. But looking over at my 10-year-old brother's sad face, while he poked at his food because 'grandma' basically dismissed, and excluded us, extremely angered me. Being only 14 or 15 years old at the time, I didn't say anything at the time, but I will never forgive them for how they've treated my brother over the years. I've often thought about the joy I would feel if she died slowly and painfully while roasting in a house fire."

"My worst Thanksgiving was in 2005.

I was a freshman in high school and was playing video games or something, while my mom was working a late shift the night before Thanksgiving.

We were living with my grandpa at the time. It was late at night when I heard him calling from downstairs. He usually came partway up the stairs, even though he had a hard time doing so before he called up to us for anything, so I should have realized that something was wrong based on the distance he was yelling from. I went downstairs and he was in his living room recliner like usual but had to ask me to help him to the kitchen table which I had never had to do before. I had to hold him over my shoulder, but we made it to the kitchen and got him seated in his favorite chair. I wish I remembered more than that, but I'm sure I went upstairs and continued about my life as usual.

The next morning, I just remember my mom coming into my room crying. Grandpa had died in his sleep. I couldn't even work up the courage to say goodbye before the coroners took his body away. I realize now how much I could have learned from him and think about his passing every year around this time."

"One year when I was a kid, my dad was in charge of bringing the pies. He's normally a really good cook, and all of the dessert responsibility was in his hands.

Well, the morning of, all the prep work has been done and a bunch of beautiful-looking pies are ready to go into the oven when my dad realizes the oven isn't getting hot it's a propane stove and we must have just run out of propane. Certainly, there was nowhere to get the tank filled on Thanksgiving morning.

My dad flips out for a few minutes as he tries to find a way to blame someone else for the problem, but eventually settles down and gets to brainstorming. Eventually, his choice is clear: microwave the pies or take no pies at all. So, we microwave the pies, box 'em up, and drive to my grandma's house.

The pies go totally unmentioned until it's time for dessert to be served. My aunt lifts the foil off of the first pumpkin pie and wrinkled her nose at the crust, which wasn't browned and was soggy. She kind of sets it aside and goes for the next pie, which looks the same. At this point, she looks up at my dad, who says sheepishly, 'Oh yeah, uh, we, uh, had to microwave the pies.' After a second to let it sink in, the whole room bursts into hysterical laughter.

We still ate 'em, and they really weren't bad, just not awesome. But now every year, (this was AT LEAST ten years ago) my dad is assigned anything but pie, and when the pie does come out, my uncles taste it, exclaim how delicious it is, and then innocently ask: 'I've got to know the secret to such a tasty pie. Did you happen to microwave it?'"

"My in-laws are terrible cooks.

Last year, I put on a huge Thanksgiving meal with all the fixings. The family drama that came with it convinced me never to do it again, even though I enjoyed cooking a huge meal.

So this year, my brother-in-law asked me, three days before the day, if I'd be nice enough to cook again. Não. Desculpa. He insisted we still have a gathering even though each of the mother-in-law's kids had already planned their own meals.

So we all came over to his house where he prepared us all frozen pizzas and fries. Yep, our big family meal was watching him cook frozen pizza and fries. He kept opening the oven every minute to check if the pizza was done, so it took ages. It was cheap pizza, too.

Thankfully we had our own small meal at home. My husband and I enjoyed our tiny meal in peace that evening."

"I moved to Texas about 11 years ago, leaving most of my family in Florida. Since I didn't want to spend Thanksgiving alone, a friend and I rented a car and drove back together. I dropped her off in Orlando before continuing south to see my family.

When I got there, it was a disaster it seemed like the entire family was livid with each other. Person A refused to be in the same place as person B and person C didn't want to see Person A and so forth. So the family was having like three different Thanksgiving gatherings. Of course, this means that there is no way for me to win, because no matter which one I go to, someone is going to get upset that I didn't go to their dinner.

I was getting pulled in three different directions for two days so eventually, I just got fed up and started telling people: 'I just drove 1,200 miles to visit and you can't drive two miles to so-and-so's house to see me? Tough luck, I'll see you next year.'

After deciding that there wasn't enough drinks in the state to make the holiday bearable I just left and drove back to Orlando to chill with my friends, who were much more fun than my feuding family."

"My senile grandmother prepared Thanksgiving dinner as usual - the standard American offerings. Also, as usual, no one was allowed in the kitchen during this cooking as she was typically a 'Terminator' when it came to banging out a rock-solid spread that would put any Thanksgiving stock photography to shame and we knew better than to get into her way.

We came into the dining room to the usual spread of turkey, sweet potatoes, stuffing, ham, mushroom gravy, and so on. Only nothing had been cooked. Nada. The turkey was stuffed, but it was merely defrosted. The ham was cold, as it hadn't been cooked at all. The 'gravy' was more like mushroom and butter floating in the water. The sweet potatoes. well, no need to go on.

We pretended to eat, but not for long. After she went to bed we went out for Chinese."


Not Thawing Your Turkey in Time

Turkeys are usually purchased frozen, and they need a lot more time than you'd think to thaw before cooking. The safest way to thaw a turkey is by letting it hang out in the refrigerator, which takes one day for every 4-5 pounds. If you're in a jam and need to thaw your bird more quickly, you can do it in a cold water bath, which will take about 30 minutes per pound.


Your 10 Funniest Thanksgiving Bloopers + the Most Common Disasters

A month ago, we asked bom apetite readers to share their craziest Thanksgiving food disaster stories . Hundreds of you wrote in, and we read every single entry about flaming turkeys, inedible gravies, ruined casseroles, and more. From the day the contest kicked off, these tales were all we could talk about around the New York offices of bom apetite . "Did you read the one where the woman's family arrived and she went to serve the turkey and realized she never even turned on the oven?!" "No! But did you read the one about the turkey that was left to chill in the backyard and got eaten by a raccoon?"

Weɽ laugh and laugh, knowing exactly how those moments feel during the holidays. And then weɽ go back for more.

As we continued to read our way through the huge stack of entries, we started to see trends: a third cook left the giblets bag inside her turkey, then a fourth, then a twentieth. We had to create a whole separate stack for people whose meals were eaten by their dogs and cats.

So we decided to keep a tally of the repeat stories. Only unique stories could qualify as finalists in the contest--we had to choose a winner to receive an All-Clad turkey roasting pan, after all--but we started to think that the stories you all had in common might be more important.

Here's why: All over the country on Thursday, families and friends in every shape and size will cook the same meal. (Or try to, at least.) Many of you will break your disposal with potato peels. Many of you will cook the paper liner into the crust of a store-bought pie. And an overwhelming number of you will accidentally use powdered sugar instead of cornstarch to thicken your gravy. There's something great there. Call it a sense of commonality, community, or wax poetic about the unifying power of tradition. We're kind of in it together.

And then there were the heros: The mother-in-laws who came into the kitchen to find a crying cook, but said "Pick up that turkey off the floor, wipe it off and let's have dinner." There were dads, uncles, and grandmas who scooped out the pie filling, poured in that missing sugar or spice, and dumped it back in the crust. These stories reminded us why this holiday, including its trials and tribulations in the kitchen, is so wonderful. So this year weɽ like to give thanks to our community for your willingness to share with us.

Here now, by popular request, are two lists: First, a list of the most common disasters and second, our finalists. A winner will be announced before the Thanksgiving holiday at bonappetit.com.
Here are Your
3 Most Common Thanksgiving Disasters:

You reached for the wrong thing. Hundreds of you sent in stories about accidentally using the wrong ingredient in your pies, gravies, casseroles and more. Our favorite iteration was a reader who accidentally used Vicks 44 instead of vanilla in her ice cream.

Someone (or something) else ate my turkey. Sometimes you put the bird outside to cool and found a carcass in the morning. Or sometimes your dog, cat, or pet bunnies got to do the feasting--especially when you dropped it on the floor.

There's something in there. This was the most common disaster by a long shot. Whether you forgot to remove the bag of innards or left a wad of paper towels in the cavity after drying the bird, hundreds of you have treated your family to a surprise stuffing.

"No One Will Ever Know"

At the first Thanksgiving dinner with the in laws, I was doing my best to impress everyone with my skills in the kitchen. I was given the honor of slicing up the bird. My mother-in-law positioned a cutting board over the kitchen sink, placed the turkey on it and said, "have at it." I was careful to first remove the giblets and undo the wiring holding the legs together. As my finger touched the piping hot metal, I exclaimed "ow!" and the bird went sliding into the soapy dishwater right next to it. The good mother-in-law quickly recovered the bird, rinsed it off with hot water, and encouraged me by saying, "no one will ever know." Until now I guess. - Kevin, Wheeling, IL

"The Ice Maker"

We purchased our fresh Thanksgiving turkey too far in advance and had to freeze it. Unfortunately the freezer was too small. With determination and lots of pushing, we forced the turkey in and closed the freezer door. It wasn't until we went to remove the turkey to thaw that we remembered that water expands when it freezes. The turkey was huge and solidly stuck against the ice maker. We left the freezer door open for hours but it wouldn't budge. We pulled out a hair dryer to speed up the defrosting process but the ice maker held tight. Finally in desperation, we shut off the electricity and cut the lines to the ice maker. Both the ice maker and the turkey slid out gracefully. The turkey was delicious and now we use old-fashioned ice trays. - Sharon, Friday Harbor, WA

"Casserole Soup"

A couple of years ago, my younger sister decided she was finally brave enough to join in the family tradition of everyone making a dish to bring to Thanksgiving dinner. We suggested she make a green bean casserole since it is easy (the recipe is right on the can) and inexpensive (a little condensed soup and frozen green beans). On Thanksgiving day she walked in with a huge roasting pan and set it on the counter. I asked her how it came out and she said, "okay, but it cost more money to make than I thought." She uncovered the dish to reveal a gray, gelatinous, green-specked mass sprinkled with a few fried onions on top. I calmly asked, "sweetheart, did you follow the recipe?" "Yes!" she replied, "I just can't believe how much soup it takes to make it!" I grabbed an extra can of green beans we had to see what had gone wrong and there it was: (2) 10oz cans cream of mushroom soup. Without much experience, she had thought it said 10 cans, not 10oz cans! We put the dish out on the table with everyone else's dish because she had put so much effort into it. Everyone took a big gray scoop of it, and no one in our family has thought about green bean casserole the same way again. - Kerri, Ewing, NJ

"The 'Kosher' Turkey"

One year I chose the "Kosher Turkey" recipe from Rick Rodger's cookbook, Thanksgiving 101. I purchased a kosher turkey from my butcher and didn't think about it until an hour before cooking time. I unwrapped the bird to find it completely covered in feathers. I called my butcher who laughed and said "Lady, I assumed you knew what you were in for." He told me to pick up a pair of pliers and start plucking. When the guests arrived we were still plucking. All the guests pitched in and my clean kitchen became littered with greasy, limp feathers. It turned out to be the tastiest turkey of all time. -Denise, Ridegefield, PA

"The Cutting Board"

When I was in college, my older brother and I lived in the same city. I insisted we celebrate the holiday together. I had no frame of reference for cooking Thanksgiving dinner, but preparation went remarkably well˿until the grand carving of the turkey. I had soaked the cutting board in a pine cleaner to get it spanking clean and the turkey tasted like a Christmas tree. I've since become a cooking instructor (many years later!). -Jo Ann, Delray Beach, FL

"Pomegranate Turkey"

Two years ago my sister asked me how I made my turkey so moist, so I gave her my secret recipe: Inject the turkey with a pomegranate salad dressing, cover it with a cheese cloth and baste it with a white wine-butter reduction every half hour." My mother called me on Thanksgiving to ask me what I had told my sister, because there is no way she got the instructions right. It turned out my PHd-smart sister inject the turkey with pomegranate concentrate which made the turkey meat pink. If that wasn't funny enough, my mother asked me why I told her to cover the turkey with cheese and saturate it with wine. I swear my sister can find new medicines, but she can't cook! -Marie, Sunrise, FL

"Who Needs To Read Instructions?"

I put the pumpkin straight from the can into th pie crust and put it into the oven. I didn't know you needed to add ingredients! -Natasha, Washington D.C.

"S.O.S. Please"

It was my mother's first Thanksgiving. The recipe for roast turkey began by instructing the cook to "wash and dry" the bird. My mother washed the turkey with SOS pads and dish soap, and evidently it didn't rinse very well." -Tom, New York

"The Artist"

We were in charge of all the pies for desert. My wife is known for her pie making abilities, and had made a beautiful assortment. We left the pies on the table and went to finish getting read for dinner. While we were getting dressed, our 5-year-old decided to help mom with the pie. He grabbed the salt (the one with a single hole) and processed to add whimsical designs across the pumpkin, coconut cream, cherry nut, and peanut butter swirl pies. -Scott, Philadelphia, PA

"Toupee Turkey"

In 2005, I pre-ordered an expensive fresh bone-in turkey breast for my first Thanksgiving. To my horror, there was a giant hole in the skin right at the top middle of the breastbone of what was supposed to be my first masterpiece! I brined the bird in a salt and sugar solution, but I wasn't sure if that would keep it moist with the hole there. I cut off some excess skin around the neck area and pieced together a toupee for my bird's bald spot. When my bird emerged from the oven, I must admit, it was quite ugly. The skin had shrunk and pulled away, but otherwise it was a perfectly cooked bird! To this day, we still reminisce about my ugly but oh-so-delicious Frankenturkey! -Kim, Huntington Beach, CA**


How Much Food Should You Buy?

How big a turkey do you need?

1 to 1 1/2 pounds of turkey per person (depending on whether you want leftovers). Keep in mind that smaller birds have less meat, so you might want to go with that higher ratio.

How much stuffing should you make?

About 3/4 cup per person or per pound of turkey. Note: Not all of that stuffing will fit in the cavity if you are planning on stuffing the bird. You will have to cook some of it in a casserole separately from the bird.

About 1/2 cup per person, which allows for leftovers.

You will need about 1 1/2 tablespoons of fat and 1 1/2 tablespoons of flour per cup of stock.

What Equipment Will You Need

If you are cooking the traditional turkey dinner, you will need:

A large heavy roasting pan with handles.

A large V-rack to put inside the roasting pan.

A meat thermometer (a small instant-read thermometer will do).

Aluminum foil to cover the turkey if it gets too dark during roasting as well as to keep it warm while it is resting.

A good carving or chef's knife.

A large metal spatula (I move the turkey from the roasting pan to the platter by sticking a carving fork in the cavity and putting a large spatula under the other end of the turkey, which makes it easy to lift)

Whisk for making gravy (preferably a flat whisk that can get into the corners)

Food mill, ricer or potato masher for making mashed potatoes.

Info on Brining Your Turkey

What Is the Basic Formula for Brining a Turkey?

Two cups kosher salt for 2 gallons of water. You can add sugar (up to 2 cups) and various spices, as well. Heat the water with the salt, sugar and spices, if using, stirring until the salt and sugar are dissolved. Let the brine cool and then pour it over the turkey in a large pot or in a heavy plastic bag. Let brine overnight or up to 12 hours, refrigerated. Drain, rinse well and dry well before roasting.

The benefit of brining? A moist, flavorful turkey.

The downside of brining? You need a large space in the fridge to put the turkey in the bag of liquid and the process is somewhat messy. The drippings will be too salty to use for gravy.

Don't brine a kosher turkey it already has been salted.

CLICK HERE to send Sara Moulton your Thanksgiving cooking question!

How to Defrost a Turkey

It's best to thaw your turkey in a refrigerator that's 40 degrees or cooler. A good rule of thumb is to allow 24 hours of thawing time for every 4 to 5 pounds of turkey.

If you've run out of time, you can defrost the turkey in a sink filled with cold water. Thaw the turkey breast side down, in its unopened wrapper, in enough cold water to cover it completely. Change the water frequently to keep the turkey chilled. Estimate a minimum thawing time of 30 minutes per pound for a whole turkey.

How to Roast a Turkey

If the turkey is frozen, thaw in the refrigerator or a sink of cold water (see procedure above).

Should the Turkey Be Rinsed?

Raw poultry shouldn't be rinsed, according to the U.S. Department of Agriculture. The reason is that when you rinse, you risk contaminating the sink and everything around it with salmonella bacteria.

But, if you'd rather rinse off the juices, you can. You just must clean the sink, countertop -- everything else that has come into contact with the raw turkey -- with soap and hot water, and then follow that with a little bleach.

To Stuff or Not to Stuff?

It's safer not to stuff the turkey. The internal temperature of turkey and stuffing both should reach at least 165 degrees. If you let the stuffing get to that temperature inside the turkey, the bird temperature probably already will be up to 175 degrees, which means the meat will be overcooked and dry.

Some people really prefer the taste of stuffing that has been cooked inside the turkey. If you're one of them, just scoop the stuffing out, cover it and bake it until it has reached an internal temperature of 165 degrees F.

Tip: Do not purchase prestuffed turkeys. You should stuff the bird right before it's cooked, and stuffing ingredients mostly should be precooked.

CLICK HERE to send Sara Moulton your Thanksgiving cooking question!

What Is the Turkey Roasting Procedure?

Preheat oven to 325 degrees F. Arrange an oven shelf in the lower third of the oven. Remove the neck and giblets from the body cavity of the turkey, reserving them for turkey broth (see turkey broth recipe). Drain the juices and pat the bird dry inside and out.

If stuffing, stuff right before roasting (see basic stuffing recipe) and return legs to tucked position.

Arrange the turkey breast side up in a rack (preferably a v-rack), set in a heavy large roasting pan. Melt a stick of butter and brush the turkey all over with one third of the butter. Season with salt and pepper and cover the whole turkey loosely with foil. Pour two cups of chicken broth into the bottom of the roasting pan and roast the turkey in the lower third of the oven for one hour. Uncover and baste with another third of the butter. Recover the turkey and roast until approximately half way through the total cooking time. Uncover the turkey, baste with the remaining butter and roast, uncovered, until a thermometer when inserted in the thickest part of the leg thigh joint reaches 165 degrees F.

Transfer the turkey to a platter, leaving the drippings in the pan for the gravy (see gravy recipe) and cover the turkey loosely with foil. Let the turkey rest for at least 20 minutes, preferably 30 minutes before carving.

How Can You Tell When the Turkey Is Done?

The turkey must be cooked to a temperature of 165 degrees. Read the temperature of the turkey by inserting a thermometer into the leg/thigh joint. The temperature will rise to 175 degrees with resting time.

Here's a guide, by weight, of turkey cooking times (at 325 degrees):

Eight to 12 lbs: 2 ¾ to 3 hours (unstuffed) 3 to 3 ½ hours (stuffed).

Twelve to 14 lbs: 3 to 3 ¾ hours (unstuffed) 3 ½ to 4 hours (stuffed).

Fourteen to 18 lbs: 3 ¾ to 4 ¼ hours (unstuffed) 4 to 4 ¼ hours (stuffed).

Eighteen to 20 lbs: 4 ¼ to 4 ½ hours (unstuffed) 4 ¼ to 4 ¾ hours (stuffed).

Twenty to 24 lbs: 4 ½ to 5 hours (stuffed) 4 ¾ hours to 5 ¼ hours (stuffed).

Here's a guide, by weight, of turkey cooking times in a convection oven (at 325 degrees):

Six to 10 lbs: 1 ½ to 2 hours (unstuffed) 1 ¾ to 2 ½ hours (stuffed).

Ten to 18 lbs: 2 to 2 ½ hours (unstuffed) 2 ½ to 3 ¼ hours (stuffed).

Eighteen to 22 lbs: 2 ½ to 3 hours (unstuffed) 3 ¼ to 3 ¾ (stuffed).

Twenty-two to 24 lbs: 3 to 3 ½ hours (unstuffed) 3 ¾ to 4 ¼ hours (stuffed).

How Soon Can You Carve the Turkey After Taking It Out of the Oven?

Turkey should rest for 20 to 30 minutes. If you loosely cover the turkey with foil, it will remain hot for up to one hour.

Resting allows the turkey to finish cooking. If you carve the turkey right after it's cooked without allowing it to rest, the juices will run out and the bird will be dry.

CLICK HERE to send Sara Moulton your Thanksgiving cooking question!


Assista o vídeo: Fiume de terror princesa rayanne (Janeiro 2023).