Novas receitas

Fornecimento de recursos e alívio comestível

Fornecimento de recursos e alívio comestível


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

As cozinhas de Nova York elaboram planos de apoio

Com tantos restaurantes sofrendo graves danos estruturais e financeiros como resultado da tempestade, os membros da indústria de serviços de alimentação da cidade de Nova York reagiram com fervor especial no fornecimento de alimentos e outros recursos aos deslocados da cidade. Durante e imediatamente após o desastre, restaurantes não afetados pelos danos das enchentes, com cozinhas que utilizam fornos a lenha e outros equipamentos não afetados pela perda de energia ou gás, ajudaram suas comunidades fornecendo refeições quentes.

Hoje, 12 dos food trucks da cidade foram implantados em locais ao redor da cidade que ainda estão sem energia - incluindo Washington Square e Tompkins Square Park - em um esforço conjunto entre a JetBlue e a New York City Food Truck Association. Os fornecedores incluem Wafels & Dinges, Rickshaw Dumplings e Coolhaus. Eater tem o lista completa de caminhões e locais.

O Brooklyn Kitchen acessou o Twitter ontem com um apelo à ação para ajudar os moradores de Rockaways, uma das áreas costeiras mais atingidas. “Estamos planejando descer para Rockaways com suprimentos. Por favor, traga fraldas, agasalhos e sapatos para nós e nós os entregaremos.” As doações continuam ao longo do dia, com pás e agasalhos entre os itens mais solicitados.


Prefácio
Abreviações
Prefácio do autor
Reconhecimentos
Sumário executivo
Download - 648kb

1. Introdução

2. O papel dos insetos

Papéis benéficos dos insetos para a natureza e os humanos
Entomofagia ao redor do mundo
Exemplos de espécies importantes de insetos consumidos
Produtos importantes para insetos
Download - 835kb

3. Cultura, religião e a história da entomofagia

Por que os insetos não são consumidos nos países ocidentais?
Por que os insetos nunca foram domesticados para alimentação
Atitudes negativas em relação aos insetos
História da entomofagia
Download - 127kb

4. Insetos comestíveis como recurso natural

Ecologia de insetos comestíveis
Coletando na natureza: ameaças e soluções potenciais
Conservação e gestão de recursos de insetos comestíveis
Semi-cultivo de insetos comestíveis
Controle de pragas
Download - 765kb

5. Oportunidades ambientais de criação de insetos para alimentos e rações

Conversão de feed
Fluxos secundários orgânicos
Emissões de gases de efeito estufa e amônia
Uso de água
Análise do ciclo de vida
Bem estar animal
Risco de infecções zoonóticas
Conceito de & ldquoOne Health & rdquo
Download - 154kb

6. Valor nutricional dos insetos para consumo humano

Composição nutricional
Carne contra insetos: um exemplo da larva da farinha
Insetos como parte da dieta
Dietas sustentáveis
Insetos comestíveis em programas de ajuda emergencial
Download - 2,7 Mb

7. Insetos como ração animal

Visão geral
Aves e peixes alimentados com insetos
Principais espécies de insetos usadas como alimento
Download - 145kb

8. Insetos agrícolas

Definições e conceitos
Criação de insetos
Criação de insetos para consumo humano
Criação de insetos para alimentação
Recomendações sobre cultivo de insetos
Download - 105kb

9. Processamento de insetos comestíveis para alimentos e rações

Diferentes tipos de produtos consumíveis
Processamento em escala industrial
Download - 157kb

10. Segurança e preservação de alimentos

Preservação e armazenamento
Características do inseto, segurança alimentar e compostos antimicrobianos
Alergias
Download - 115kb

11. Insetos comestíveis como um motor para melhorar os meios de subsistência

Insetos como parte do setor de minilivestock
Melhorar as dietas locais
Acesso, posse e direitos ao capital natural
Inclusão de mulheres
Download - 97kb

12. Economia: renda em dinheiro, desenvolvimento empresarial, mercados e comércio

Renda em dinheiro
Desenvolvimento empresarial
Mercados em desenvolvimento para produtos de insetos
Estratégias de mercado
Troca
Download - 116 kb

13. Promoção de insetos como ração e alimento

O fator de nojo
Baseando-se no conhecimento tradicional
Papel das partes interessadas
Download - 150kb

14. Estruturas regulatórias que regem o uso de insetos para comida segura

Principais barreiras enfrentadas
Quadro legal e padronização
Download - 102kb

15. O caminho a seguir

Referências

As designações utilizadas e a apresentação do material neste produto de informação não implicam a expressão de qualquer opinião por parte da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) sobre o estatuto jurídico ou de desenvolvimento de qualquer país, território, cidade ou área ou de suas autoridades, ou quanto à delimitação de suas fronteiras ou limites. A menção de empresas ou produtos específicos de fabricantes, patenteados ou não, não implica que tenham sido endossados ​​ou recomendados pela FAO em detrimento de outros de natureza semelhante não mencionados.

As opiniões expressas neste produto de informação são de responsabilidade do (s) autor (es) e não refletem necessariamente as opiniões ou políticas da FAO.

ISBN 978-92-5-107595-1 (impresso)
E-ISBN 978-92-5-107596-8 (PDF)

A FAO incentiva o uso, reprodução e disseminação do material neste produto de informação. Exceto onde indicado de outra forma, o material pode ser copiado, baixado e impresso para estudo privado, pesquisa e fins de ensino, ou para uso em produtos ou serviços não comerciais, desde que seja dado o devido reconhecimento da FAO como fonte e detentor dos direitos autorais e que a FAO & rsquos o endosso de visualizações, produtos ou serviços dos usuários não está implícito de forma alguma.


Informações e artigos sobre plantas selvagens usadas na medicina e na alimentação:

Plantas comestíveis silvestres: benefícios, perigos e grupos principais
Estamos rodeados de plantas silvestres usadas como remédios e alimentos todos os dias. Aqui estão algumas considerações importantes para começar a comer alimentos silvestres. (consulte Mais informação)

Plantas da floresta de coníferas no noroeste do Pacífico
As plantas florestais de coníferas são uma parte única e bela da biodiversidade do nosso mundo. Eles fornecem alimentos, remédios, habitat de vida selvagem e materiais para ferramentas. (consulte Mais informação)

Plantas que repelem mosquitos
Há uma variedade de plantas silvestres e cultivadas que repelem os mosquitos. Quase em qualquer lugar que você vá, é razoável encontrar várias espécies de plantas que você pode usar para afastar essas criaturas irritantes. (consulte Mais informação)

Plantas de coração sangrando do Pacífico
As plantas de coração sangrando do Pacífico são encontradas nas florestas úmidas de coníferas da planície do noroeste do Pacífico. É uma beleza delicada e de crescimento baixo, também conhecida como coração sangrento do oeste. (consulte Mais informação)

Plantas de Huckleberry vermelhas: um valioso nativo do noroeste
As plantas de mirtilo vermelhas são abundantes no noroeste. Essas delicadas frutas translúcidas têm sido fonte de alimento para gerações de nativos do noroeste, animais e pessoas. (consulte Mais informação)

Usos medicinais de plantas de sabugueiro
Plantas de sabugueiro azul e vermelho têm sido usadas por gerações pelos povos nativos do noroeste do Pacífico como remédio poderoso e suplementos alimentares cheios de vitaminas. (consulte Mais informação)

Plantas de morango silvestre: o presentinho mais doce da floresta
Embora menor do que as variedades de jardim cultivadas, seu sabor e doçura são incomparáveis. Morangos silvestres são ricos em vitaminas A e C, bem como ricos em ferro, potássio e cálcio. (consulte Mais informação)

Cinco plantas de floresta temperada para conhecer no noroeste do Pacífico
Plantas temperadas da floresta úmida usadas como remédios, alimentos ou transformadas em ferramentas. As seguintes plantas selvagens são algumas das espécies mais úteis no noroeste do Pacífico. (consulte Mais informação)

Lista de plantas medicinais da floresta temperada
Uma lista completa de plantas selvagens usadas para medicina encontrada no lado oeste das montanhas Cascade e habitats próximos do noroeste do Pacífico. (consulte Mais informação)

Identificação de cogumelos selvagens
Não há nada como a sensação de encontrar um cogumelo estranho e maravilhoso em uma caminhada ou perambulação! Para muitos de nós, o próximo passo é a identificação do cogumelo. (consulte Mais informação)

Jardinagem com ervas medicinais usando técnicas de permacultura
A jardinagem com ervas medicinais é uma ótima maneira de começar a incorporar a permacultura em sua vida. O cultivo de plantas usadas para fins medicinais permite que você experimente uma jardinagem sustentável em pequena escala. (consulte Mais informação)

Lista de plantas resistentes a cervos
Ao trabalhar com a natureza em jardinagem ou paisagismo, muitas vezes é útil saber quais plantas considerar quando os cervos são uma preocupação potencial. Os cervos podem comer uma variedade. (consulte Mais informação)

Ervas Daninhas Comestíveis: Uma Perspectiva Diferente
Em todo lugar que você anda, provavelmente está cercado por ervas daninhas comestíveis selvagens. Essas plantas provavelmente têm entre elas algumas ótimas espécies comestíveis e também medicinais. É realmente incrível. (consulte Mais informação)

Plantas de amora silvestre: uma das frutas silvestres mais saborosas
Uma das mais saborosas de todas as frutas silvestres cresce nas vinhas das amoreiras. É uma planta conhecida e muito apreciada, encontrada em todos os Estados Unidos. Os humanos sim. (consulte Mais informação)

Fiddlehead Ferns
De todas as plantas selvagens comestíveis, as samambaias fiddlehead são algumas das mais originais e saborosas. Fiddleheads são as folhas novas desenroladas de uma samambaia. Eles variam em tamanho, forma e palatabilidade. (consulte Mais informação)

Frutos Comestíveis
As guloseimas mais deliciosas que podem ser encontradas na natureza, os frutos silvestres comestíveis são uma delícia de encontrar e comer! Há uma grande variedade de frutas silvestres comestíveis em toda a América do Norte, e muitas delas crescem. (consulte Mais informação).

Cogumelos Selvagens Comestíveis
Quer aprender a encontrar e identificar cogumelos silvestres comestíveis? Aprender sobre cogumelos selvagens comestíveis pode parecer um processo opressor, mas não desanime. (consulte Mais informação).

Cogumelos venenosos
Alguns cogumelos venenosos podem matar você! É essencial aprender a identificar os cogumelos venenosos de forma adequada e evitá-los com cuidado. A boa notícia é essa. (consulte Mais informação)

Tipos de árvores perenes
Como você pode diferenciar os diferentes tipos de árvores perenes e quais são seus melhores aliados em uma situação de sobrevivência? Onde eles são encontrados e como eles se parecem. (consulte Mais informação)

Identificação da Árvore
Você precisa de ajuda com a identificação da árvore? A identificação da árvore é mais facilmente feita se você olhar para as partes de uma árvore à sua frente e, usando-as, procurar a árvore em a. (consulte Mais informação)

Receitas de tintura: Fazendo remédios caseiros
Procurando por ótimas receitas de tintura para ajudá-lo a se curar e se manter saudável? Para começar, a tintura é normalmente um extrato alcoólico de plantas usadas para fins medicinais. (consulte Mais informação).

Identificação da planta: uma abordagem prática
A identificação de plantas no campo pode ser um desafio. Aprenda sobre um sistema simples e direto para identificar plantas usadas em muitos dos cursos da Alderleaf. (consulte Mais informação)

Remédio herbal para resfriado de plantas selvagens
Aprenda a fazer seu próprio remédio para resfriado à base de ervas a partir de plantas locais colhidas na natureza e usadas para fins medicinais. Folhas de cedro combinadas com raízes ou casca interna da uva Oregon são um poderoso remédio para resfriado à base de ervas. (consulte Mais informação)

Plantas flutuantes de lagoas: para habitat, alimentos e beleza
Aprenda quais plantas levar para seus lagos para alimentação, beleza e habitat da vida selvagem. Ao contrário das plantas emergentes de lago, as plantas de lago flutuantes desempenham um papel completamente diferente, mas necessário em seu lago. (consulte Mais informação)

Tipos de cogumelos: para medicina e permacultura
Os cogumelos são uma fonte rica em alimentos e medicamentos. Leia sobre quais cogumelos você pode usar como remédio para melhorar seu jardim ou outros projetos de permacultura. (consulte Mais informação)

Cichala d'água: uma planta venenosa mortal
Quando você começa a aprender sobre plantas selvagens, um ótimo lugar para começar é com as espécies mais perigosas encontradas em sua área. Aprenda a reconhecer e como evitar esse membro altamente tóxico da família Carrot. (consulte Mais informação)

Ervas Antifúngicas: Aliados Curadores
Uma variedade de ervas antifúngicas verdadeiramente maravilhosas são usadas pelos fitoterapeutas para ajudar a tratar diferentes doenças. (consulte Mais informação)

Como cultivar mirtilos
Aprender a cultivar mirtilos é simples e eles podem ser uma adição única à nossa dieta. (consulte Mais informação)

Ervas para alergias: aliados comuns
O uso de ervas para alergias pode ser uma forma eficaz de diminuir e tratar os sintomas alérgicos. (consulte Mais informação)

Plantas no deserto: ajudas de sobrevivência vivas
Existem muitas plantas no deserto que podem servir como auxiliares vitais na sobrevivência na selva. Alguns servem como fonte de alimento, alguns como material para abrigos e outros servem como o material perfeito para fogos de fricção. (consulte Mais informação)

Árvores do Noroeste do Pacífico
As árvores do noroeste do Pacífico são um dos recursos mais importantes para a sobrevivência, fornecendo lenha, abrigo, ferramentas, alimentos, remédios, habitat de vida selvagem e muito mais para o ecossistema. (consulte Mais informação)

Forragem urbana: coma suas ervas daninhas
A prática de forrageamento urbano pode ajudar a beneficiar você e sua família em momentos de emergência. (consulte Mais informação)

Remédios naturais para resfriado
Aqui está a receita de um dos nossos remédios naturais favoritos para resfriados, que usa ingredientes encontrados na sua cozinha e no seu quintal. (consulte Mais informação)

Cogumelos Chantrelle: Presentes da Floresta
Os cogumelos chantrelle - também chamados de “chanterelles” - são um dos cogumelos selvagens mais colhidos e mais apreciados no mundo. (consulte Mais informação)

Como fazer uma tintura
Aprender a fazer tinturas é uma ótima maneira de preservar e usar plantas medicinais, porém elas não substituem a nutrição que você obtém ao comer alimentos silvestres. (consulte Mais informação)

Como fazer uma pomada de Cottonwood
A pomada Cottonwood é um remédio incrível feito de ingredientes naturais, leia mais para aprender como fazê-lo. (consulte Mais informação)

Ervas antivirais
Você está familiarizado com alguma erva antiviral? Você provavelmente já ouviu os termos antiviral, antibacteriano e antimicrobiano. Saiba mais sobre ervas antivirais. (consulte Mais informação)

Infusões de urtiga
Você conhece os benefícios para a saúde de usar infusões de urtiga? Do ponto de vista nutricional, as infusões de urtiga são ricas em ferro, potássio, cálcio, manganês e vitaminas A, C e D. (leia mais)

Verduras comestíveis selvagens
Alguns dos alimentos silvestres mais deliciosos são as verduras silvestres comestíveis. Esses alimentos silvestres são tipicamente mais saborosos e muito mais nutritivos para nós do que seus equivalentes domésticos. (consulte Mais informação)

Procurando alimentos silvestres
Você já teve curiosidade em procurar alimentos silvestres? Há muitas maneiras de fazer isso, e algumas são certamente mais eficazes e agradáveis ​​do que outras. (consulte Mais informação)

Flores silvestres comestíveis: identificação, colheita, exemplos e cuidados
A primavera e o verão nos fornecem a oportunidade de construir um relacionamento profundo com as várias comunidades de plantas em nossas respectivas biorregiões. (consulte Mais informação)

Cogumelo Lagosta
Este cogumelo pode ser um dos organismos mais estranhos que as pessoas gostam de comer! Este fungo bizarro atende pelo nome latino Hypomyces lactifluorum, e recebe seu nome por seu aroma e sabor. (consulte Mais informação)

Algas Comestíveis
As algas comestíveis são uma das delícias sensoriais do litoral vivo. & # Xa0 Com suas formas, cores e sabores fantásticos, são uma experiência e tanto para o paladar aventureiro e um valioso alimento de sobrevivência. (consulte Mais informação)

Cogumelos Morel
Os cogumelos Morel são um grupo indescritível, emocionante e distintamente delicioso de cogumelos selvagens. Aprenda a identificar os itens comestíveis escolhidos entre os sósias potencialmente letais e tóxicos. (consulte Mais informação)

Rei Bolete
O bolete rei é um cogumelo selvagem grande e carismático com uma aparência distinta e um sabor incrível. Seu sabor é particularmente delicioso - rico, terroso, nozes e complexo. (consulte Mais informação)

Plantas de taboa - Amigas do Forrageiro, do Arbitrador e do Fabricante de Cestos
Aprenda como identificar a taboa, quais partes são comestíveis em que época do ano, como usá-la para fins de sobrevivência, MAIS as instruções passo a passo sobre como fazer uma cesta de taboa trançada. (consulte Mais informação)

Urtiga
A maioria das pessoas no noroeste do Pacífico está familiarizada com a urtiga (Urtica dioica) A urtiga tem uma longa história de uso humano como fibra, alimento e medicamento e tem uma presença proeminente em ambos. (consulte Mais informação)

Bardana Comum
A bardana se espalhou pela América do Norte nos últimos três séculos. Ela desempenha muitos papéis no mundo contemporâneo: erva invasora, planta de permacultura, medicina e comida. (consulte Mais informação)

Lista de Plantas Medicinais
Aprenda mais sobre dez plantas comuns usadas na medicina na América do Norte - ótimas espécies para conhecer como ponto de partida para fazer seus próprios remédios. (consulte Mais informação)

Urtiga para cabelo
Os fitoterapeutas usam urtiga para o cabelo e outros problemas relacionados ao couro cabeludo. Aprenda a fazer seus próprios remédios de urtiga para o cabelo. (consulte Mais informação)

Como fazer xarope de bordo
Aprenda sobre as ferramentas e etapas de como fazer xarope de bordo - uma habilidade de vida sustentável emocionante. (consulte Mais informação)

Camas Comuns
As camas comuns são uma planta versátil com uma longa história de uso por povos nativos em todo o noroeste dos Estados Unidos. (consulte Mais informação)

Como secar ervas
Aprenda as diferentes técnicas de secagem de ervas (flores, folhas, sementes, raízes e cascas) para que você possa usá-las o ano todo. (consulte Mais informação)

Receitas de cogumelos selvagens
Aqui estão algumas ótimas receitas de cogumelos selvagens para levar suas iguarias selvagens a um novo nível de delícia culinária. (consulte Mais informação)

Receita de cerveja de bétula
A cerveja de bétula é uma excelente bebida que pode ser feita em casa. Semelhante à cerveja de raiz, tem um sabor único que muitos consideram um alimento gourmet. (consulte Mais informação)

Receita de pesto de urtiga
Esta receita de pesto de urtiga é uma maneira saborosa de começar a adicionar alimentos forrageiros silvestres à sua dieta. (consulte Mais informação)

Salada de flores silvestres e verduras

Recursos adicionais sobre plantas usadas para remédios e alimentos:

Conhecimento é poder - Desenvolva suas habilidades na selva! & # Xa0 Receba atualizações mensais sobre novos artigos de habilidades na selva, próximos cursos e oportunidades especiais. Junte-se ao grátis Alderleaf eNewsletter& # xa0e como bônus, você receberá nosso mini guia de sobrevivência:

Alderleaf Wilderness College: Nature & Wilderness Survival School
Localizado no condado de Snohomish, na região de Seattle / Puget Sound, no noroeste
360-793-8709 e middot 18715 299th Ave SE, Monroe, WA 98272
Horário comercial: das 10h às 16h, às terças e quintas-feiras, horário padrão do Pacífico


Receitas de tintura, pomada, manteiga e óleo de cannabis

As receitas a seguir vêm da Vancouver Island Compassion Society (thevics.com). Observe que nem todas as leis estaduais de cannabis medicinal permitem concentrados de cannabis. Onde não o fazem, a fabricação ou posse dessas substâncias geralmente carrega penalidades graves. Certifique-se de verificar as diretrizes legais para o seu estado.

VICS Cannamist / Tintura

Receita e instruções sobre como converter THCA em THC

Uma tintura é uma solução à base de álcool de um medicamento não volátil (neste caso, cannabis). Em uma tintura de cannabis, o álcool não é apenas o solvente usado para separar os canabinóides da matéria vegetal, é o que torna esse tipo de aplicação (especialmente na forma de névoa fina) mais biodisponível e, portanto, eficaz.

Na cannabis de planta inteira, o teor de THC é expresso como THCA (ácido tetrahidrocanabólico) antes da descarboxilação em THC, que ocorre quando a cannabis é aquecida durante o cozimento, fumo ou ingestão vaporizada. O THCA é um analgésico leve e antiinflamatório, mas para fazer uma tintura rica em THC que tenha muitos dos mesmos efeitos terapêuticos da ingestão de fumo (incluindo rápida absorção, alívio rápido e facilidade de autotitulação), devemos converter o THCA na matéria vegetal em THC antes de extraí-lo por meio de um banho de álcool.

Suprimentos

  1. Cannabis convertida
  2. Álcool (50% é o preferido, mas 40% de vodka funciona bem)
  3. Hortelã orgânica
  4. Mel orgânico
  5. Grande frasco de pedreiro, x 2
  6. Cheesecloth ou peneira de malha fina

Conversão de calor seco de THCA em THC

  1. Pré-aqueça o forno a exatamente 325 ° F (160 ° C). Use um termômetro de forno para ter certeza.
  2. Espalhe as folhas ou botões em uma camada de 2,5 cm em uma assadeira limpa.
  3. Leve ao forno até o primeiro sinal de fumaça ou 5 minutos, o que ocorrer primeiro, remova e transfira para um recipiente de vidro ou cerâmica para esfriar.

Receita de tintura / cannamist:

  1. Embale um frasco de pedreiro de forma solta, mas completa, com produto de cannabis convertido.
  2. Adicione álcool até que o frasco esteja cheio.
  3. Sele, agite e coloque em local fresco e escuro.
  4. Após a primeira semana, passe a mistura por um pano de algodão ou peneira de malha fina e coloque em outro frasco de pedreiro embalado com cannabis convertida e alguns raminhos de hortelã orgânica fresca.
  5. Após a segunda semana, passe por um pano de algodão ou malha fina para o frasco de vidro.
  6. Adicione mel orgânico a gosto.
  7. Agite / misture e, em seguida, decante em frascos equipados com borrifadores finos.

Dosagem

Dosagem inicial: borrife duas vezes na parte interna da bochecha e espere 30 segundos antes de engolir. Espere dez minutos. Se o efeito desejado não for alcançado, repita na bochecha oposta. Aguarde dez minutos. Repita até que o efeito desejado seja alcançado. A dosagem varia entre os usuários, mas deve permanecer razoavelmente constante depois de estabelecida.

O efeito vai durar entre 1-2 horas. Repita o uso conforme necessário. Se você se sentir tonto ou desorientado, interrompa imediatamente o uso. Não opere maquinaria pesada ou conduza durante o uso deste produto.

A receita do óleo de cannabis VICS

Rende cerca de 2 litros de óleo.

Suprimentos

  1. Batido de cannabis orgânica de boa qualidade de 200 a 250 gramas (guarnição)
  2. Fogão lento
  3. Pano de queijo
  4. Silkscreen, mín. Contagem de mais de 200 fios por polegada
  5. 3 litros de azeite virgem extra
  6. Coador ou filtro

Receita

  1. Coloque a cannabis na panela elétrica
  2. Adicione azeite até cobrir apenas a cannabis.
  3. Coloque a panela elétrica na posição Alta por 2 horas e, em seguida, desligue-a na posição Baixa por mais 4 a 6 horas, mexendo ocasionalmente.
  4. Para fazer um produto mais forte, adicione cannabis fresca ao óleo previamente aquecido deixado na panela elétrica e ateste o óleo para cobrir a cannabis continue cozinhando em fogo baixo durante a noite ou até dois dias.
  5. Passe o óleo, o mais quente possível, por um pano de queijo e, em seguida, passe por serigrafia. O óleo está pronto para ser usado como está. Ele vai durar até 3 meses.
  6. O óleo de cannabis pode ser muito potente e ter um efeito muito narcótico. É recomendado que você não dirija ou execute tarefas difíceis após o consumo.

The VICS Salve Recipe

Esta receita rende cerca de 525 ml de pomada tópica, variando os ingredientes proporcionalmente para um lote menor ou maior.

Suprimentos

  1. 400 ml de Cannaoil (cannabis convertida e azeite de oliva - veja nossa receita de Cannaoil)
  2. 40 gramas de cera de abelha raspada
  3. 45 gotas de óleo de lavanda
  4. 30 gotas de óleo de menta
  5. 1/2 colher de chá de mel

Receita

  1. Combine o óleo de cana e a cera de abelha em uma pequena panela elétrica ou uma pequena caldeira dupla colocada em fogo baixo, não superior a 150oF (65oC).
  2. Mexa constantemente até que toda a cera de abelha derreta.
  3. Adicione óleo de lavanda e menta ao Cannaoil / cera de abelha. Mexa para misturar os óleos. Deixe descansar por alguns minutos.
  4. Mantendo a panela elétrica, ou banho-maria, em fogo muito baixo, despeje a pomada no (s) recipiente (s) mexa a mistura antes de despejar para manter a consistência.
  5. Deixe a pomada esfriar completamente antes de colocar a (s) tampa (s).
  6. Benefícios: Rápida absorção pela pele com mínimo efeito residual. Facilita as condições de pele seca. Fornece alívio da dor leve para dores musculares e / ou articulares.

A receita do cannabutter VICS

Suprimentos

  1. Cannabis orgânica de boa qualidade (14 gramas de botão ou 76 gramas de batido (guarnição) por 454 gramas (1 lb.) de manteiga)
  2. Panela de ebulição com capacidade de 6 a 8 litros (1,5 galão)
  3. Peneira de malha fina, ou peneira, ou filtro de café grande ou meias de náilon
  4. Panela grande para geladeira

Receita

  1. Encha uma panela de 6 a 8 litros com água fria e leve para ferver.
  2. Adicione a manteiga e a cannabis.
  3. Misturar.
  4. Abaixe o fogo e cozinhe por 2 a 3 horas, mexendo ocasionalmente (adicione água se necessário).
  5. Coe o líquido para uma tigela própria para geladeira usando uma peneira fina, um filtro grande de café ou uma meia de náilon. Esprema a manteiga restante da folha (use luvas, a folha está quente!).
  6. Descarte a folha esticada.
  7. Deixe o líquido esfriar e coloque na geladeira durante a noite. A manteiga se separará da água e formará uma crosta dura na superfície do líquido.
  8. Retire a crosta de manteiga e coloque em uma tigela grande. Bata e misture a manteiga com uma colher grande de metal ou de madeira. Descarte o líquido restante.

A manteiga está pronta para ser usada como está. Conserva-se no congelador até 3 meses. Ao assar com cannabutter, selecione receitas como cookies com instruções de cozimento curtas e em fogo baixo (abaixo de 163 graus C ou 325 graus F). Em temperaturas mais altas, os canabinoides da manteiga se quebram e se perdem durante o cozimento.

Produtos cozidos com cannabutter entram em vigor 30 a 90 minutos após a ingestão inicial e podem durar várias horas. Para obter o efeito máximo, ingira com o estômago vazio. A cannabutter pode ser bastante potente e ter um forte efeito narcótico. É recomendado que você não dirija ou execute tarefas difíceis após ingerir.


Botânica

O arranjo floral de maracujá é tão único que os primeiros missionários cristãos decidiram capitalizar sua morfologia distinta e usá-la como uma ferramenta educacional para descrever a crucificação de Cristo. O nome descreve a paixão de Cristo e seus discípulos, embora, além disso, excite a paixão em camundongos de laboratório, que demonstraram aumento da ascensão de fêmeas sem estro. Mas, infelizmente, estamos divagando da botânica. As flores têm sépalas e pétalas padrão, além de um terceiro verticilo floral, o coroa. A coroa da maracujá se assemelha a fios listrados de roxo e branco, que variam dependendo da variedade ou cultivar. Quando a flor se abre, esses fios corona emergem em um belo padrão ondulado (como visto em muitas das fotos neste artigo).

Close da corona de maracujá

Acima da corona ergue-se o androginóforo (traduz-se como macho-fêmea), que é a estrutura reprodutiva feminina e masculina compartilhada. Acima do caule curto, estão os cinco estames (macho, portador de pólen). Acima dos estames repousa o pistilo, que é a parte feminina da flor, o pistilo é composto por três partes: o ovário, semelhante a uma bola verde, dando origem aos três estilos e estigmas (feminino).

A maracujá tem uma estratégia reprodutiva floral interessante: em qualquer planta, algumas flores serão funcionalmente bissexuais (com partes masculinas e femininas férteis), e algumas plantas serão funcionalmente masculinas (com partes masculinas e femininas presentes, mas apenas o masculino está funcionando reprodutivamente). [i] O termo para esta estratégia de produzir flores bissexuais e flores masculinas na mesma planta é andromonoecy. As flores funcionalmente bissexuais têm estilos, que recurvam, curvando-se para baixo perto dos estames, de modo que o polinizador pode roçar facilmente tanto no estame quanto no estigma à medida que se aninha no néctar, produzido na base da coroa. (Veja a imagem abaixo para uma visão da polinização por passiflora em ação em uma flor funcionalmente bissexual. Aqueles com constituições pudicas ou sensíveis podem rolar rapidamente além desta foto, pois ela é um pouco atrevida.)

Muitas outras plantas têm essa flexibilidade de gênero construída, tendo assim a capacidade de diminuir a produção de frutas por ter menos flores bissexuais e mais flores somente masculinas, que podem polinizar, mas não frutificam, quando os recursos são escassos. A maracujá tem o bônus adicional de ser capaz de se espalhar vegetativamente por seus abundantes corredores e, assim, pular ou reduzir a reprodução sexual mais cara, quando apropriado. Aposto que muitos humanos gostariam de ter esse tipo de flexibilidade reprodutiva!


Açao

Oportunidades para agir e apoiar sua organização, comunidades e famílias que você atende.

Uma petição exigindo que o Congresso forneça salvaguardas para imigrantes negros no próximo projeto de estímulo Covid-19.

Um resumo de notícias e uma análise sobre o impacto desproporcional da pandemia nas pessoas de cor e estratégias para uma recuperação justa, justa e inclusiva do PolicyLink.

Um conjunto de melhores práticas e recomendações delineadas para o Departamento de Educação da Califórnia para reequipar o sistema educacional do estado.

Uma carta pedindo ao governador Newsom e à legislatura do estado da Califórnia que garantam uma rede de segurança de longo prazo para californianos indocumentados que são demitidos e excluídos da cobertura de desemprego como resultado da Covid-19.

Um artigo do Giving Compass que descreve cinco maneiras de os doadores fortalecerem comunidades e reimaginar sistemas para um mundo mais justo.

Uma lista de demandas do ColorofChange para que funcionários federais, estaduais e locais protejam indivíduos encarcerados de uma disseminação ainda maior da Covid-19.

Uma coluna do Center for American Progress com recomendações sobre como as agências policiais podem modificar com segurança suas práticas para evitar a propagação da Covid-19.

Dicas da Crisis Text Line sobre como lidar com a pandemia nas seguintes áreas: como lidar com o isolamento, para alunos, para pais, para estresse financeiro e para profissionais de saúde.

Uma carta da Conferência de Liderança sobre Direitos Civis e Humanos e outras organizações instando o Congresso a fornecer um benefício de banda larga para baixa renda no próximo pacote Covid-19 de Fase 4.

Um conjunto de cartas aos governadores no Alabama, Arkansas, Flórida, Geórgia e Missouri solicitando a restauração do serviço de água para clientes anteriormente desconectados e moratórias em todo o estado sobre o fechamento de água.

Um artigo de opinião dos editores do Nonprofit Quarterly sobre o aproveitamento de aberturas de apólices criadas pela Covid-19.

Uma lista de projetos e grupos de ajuda mútua de todo o país.

Cinco maneiras de lutar pelas vidas dos encarcerados durante a pandemia de Covid-19.

As comunidades negras são desproporcionalmente impactadas pela Covid-19 e a NAACP está fornecendo recursos e informações sobre políticas sobre esse impacto, incluindo implicações para a equidade.

Vários conjuntos de instruções para fazer máscaras de tecido faça você mesmo.

Um kit de ferramentas criado pela Right to the City Alliance para ajudar as pessoas a realizar uma greve de aluguel de maneira organizada e poderosa.

Um conjunto de recursos com foco na igualdade racial e justiça social para apoiar as comunidades e ativistas em sua resposta à crise. Inclui informações nas seguintes categorias: análise, recursos e ferramentas, atendimento à comunidade, organização, construção de recursos e trabalho virtual.

Uma lista contínua de greves recentes e contínuas de trabalhadores exigindo melhorias de mais máscaras e desinfetante para as mãos para melhores proteções para funcionários sazonais.

Uma carta aberta a funcionários eleitos pela Coalizão de Direitos de Imigrantes e Refugiados do Tennessee.

Um artigo que discute o que vem a seguir para as cidades após Covid-19, especialmente nas áreas de transporte, infraestrutura de grande escala e economias locais.

Um exemplo de uma portaria adotada pelo Conselho Municipal de LA relacionada a aluguel e despejos durante a pandemia de Covid-19.

Um exemplo de uma portaria adotada pelo Conselho Municipal de LA para licença por doença paga para aqueles não cobertos pela política federal.

Perguntas frequentes para trabalhadores durante a pandemia sobre os direitos legais dos trabalhadores.

Uma plataforma de política do Workers Defense Project exigindo que o governo proteja todas as comunidades, independentemente do status de imigração, antecedentes criminais, histórico de trabalho ou situação de emprego.

Um conjunto de políticas que ajudaria as pessoas com deficiência durante a pandemia Covid-19 do Center for American Progress.

Uma carta ao ICE Field Office em San Antonio instando o ICE a usar seu arbítrio para ordenar a liberação imediata de todos os imigrantes detidos no Vale do Rio Grande para suas famílias e comunidades.

Uma carta de mais de 400 ex-promotores, advogados e juízes instando o presidente Trump a libertar pessoas vulneráveis ​​da custódia por causa da Covid-19.

Uma carta para a Federal Communications Commission solicitando que forneça suporte de emergência para o programa Lifeline, que ajuda os consumidores de baixa renda a pagar por serviços de comunicações essenciais.

Uma carta ao Secretário do Trabalho Scalia com questões / preocupações de implementação em relação à Lei de Licença Médica Paga de Emergência e Lei de Expansão de Licença Médica na Lei de Resposta ao Coronavírus para Famílias recentemente promulgada.

Um resumo da Lei de Ajuda, Ajuda e Segurança Econômica Coronavirus (Lei CARES) descrevendo as principais disposições do projeto de lei do Senado nas seguintes áreas: indivíduos, empregadores, empresas, hospitais e cuidados de saúde, instituições financeiras, alimentos e medicamentos, habitação e imóveis , educação, transporte, impostos e alívio de desastres

The Opportunity Agenda wrote a memo laying out a foundation for communicating about the importance of paid and family medical leave policies for all families.

The Council of Nonprofits is requesting resources through the Federal Economic Stimulus Package to support the nonprofit sector.

The Shriver Center on Poverty Law has collected several law/policy changes and budget allocations at the federal, state and local levels that will support vulnerable individuals and families and moves toward systemic change.


Common Mushrooms

Weil is less enthusiastic about white, or button, mushrooms, a species of mushroom that also includes Portobellos and criminis.

“Button mushrooms do possess some health benefits, but not the general health benefits found in Asian mushrooms,” Weil says.

Weil also says that these commonly available mushrooms contain natural substances called agaritines, which studies show may increase the risk of tumors in animals.

It’s important to keep in mind that mushrooms are not the only food to contain small amounts of potential carcinogens, or cancer-causing substances. For example, acrylamides, which form when certain foods are cooked at high temperature, have caused tumors in mice and rats. They are found in French fries.

Although there’s no conclusive evidence that agaritines found in mushrooms are harmful to people, Weil likes to play it safe. He advises people to avoid eating large quantities of them.

Continued

“All told, it is OK to eat button mushrooms in moderation,” Weil says, “but they should always be thoroughly cooked -- broiled or grilled is best.”

Continued

Cooking may break down some of the naturally occurring toxins, he says. In fact, Weil advises against eating any mushrooms - wild or cultivated - raw.

Mushrooms offer so much that is good for you, says New York dietician Marjorie Nolan, MS, RD. They are a good source of protein as well as antioxidants such as selenium, which helps to prevent cell damage, and copper, a mineral that aids in the production of red blood cells. In fact, mushrooms are the only produce that contains significant amounts of selenium.

For those who don't like bananas, consider the Portobello mushroom. It has more potassium and fewer calories, says Nolan, a spokeswoman for the American Dietetic Association. Criminis are particularly high in vitamin B12, which is good news for vegetarians, Nolan says, because that's a vitamin more often found in animal products. In general, mushrooms are a decent source of B vitamins. They are also cholesterol free and very low in fat.

White mushrooms are also an increasingly good source of vitamin D because growers are exposing their crops to small amounts of ultraviolet light, which increases their D content dramatically, Nolan says.

Continued

"They are good for low levels of vitamin D, which is almost epidemic," Nolan says. "I happen to love mushrooms. they are not at the top of the list of superfoods, but they should be."

Again, it is important that you cook mushrooms thoroughly, and not simply in order to break down small amounts of natural toxins.

"The cell walls of mushrooms are tough, making it difficult for the digestive system to get to all the nutrients inside them," Weil writes. "Mushrooms often contain chemical compounds that can interfere with digestion and nutrient absorption -- sufficient cooking breaks down the tough cell walls, inactivates the anti-digestive elements, and destroys many toxins. It also makes mushrooms taste much better."


Roots and Shoots

You'll be making huge strides in your food gathering if you gather shoots and even more so roots. Roots are amazing foods stored underground just waiting for you whenever you are hungry. Yes, there are optimal harvest times but generally speaking, as far as survival goes, there are some roots you can gather year round unless the ground freezes. Shoots are an excellent immediate food source and can often be eaten raw.

  1. Water lily roots
  2. Burdock root
  3. Thistle root
  4. Taro root
  5. Jerusalem artichoke root
  6. Cattail roots and shoots
  7. Watercress shoots
  8. Bamboo shoots
  9. Larch and Hemlock shoots/tips

For Parents, There Is a Lot to Love in Joe Biden’s COVID-19 Stimulus Plan

Up until now, the relief many of us have felt about the incoming Biden administration and a Democratic congress was mostly abstract. We were excited about a return to stability and an absence of racists and xenophobes at the top. But when President-Elect Joe Biden spoke about his $1.9 billion proposed American Rescue Plan on Thursday, that relief started to look even more concrete &mdash especially for parents who have been struggling throughout the COVID-19 pandemic.

“We will move Heaven and Earth to get more people vaccinated, to create more places for them to get vaccinated, to mobilize more medical teams to get shots in peoples&rsquo arms, and to increase vaccine supply and get it out the door as fast as possible,” Biden said on Thursday. “We will also do everything we can to keep our educators and students safe and to safely open a majority of our K-8 schools by the end of our first 100 days. We can do it, if we give school districts, communities, and states the clear guidance they need as well as the resources they will need that they cannot afford right now because of the economic crisis we are in. That means more testing and transportation, additional cleaning and sanitizing services, protective equipment, and ventilation systems in the schools.”

Since we first started discussing how and when kids would return to school and daycare amid the pandemic, money has been a huge factor. Schools needed more funds to upgrade ventilation systems, provide masks and cleaning supplies to teachers and staff, and distribute laptops or tablets to students. They also needed to hire enough teachers to offer both remote learning and in-person learning with smaller, socially distanced classes. Meanwhile, shutdowns meant that states and cities were collecting less tax revenue, so school district budgets were shrinking just when they should be growing.

Last fall, when SheKnows and Rolling Stone held a roundtable with educators about returning to school, everyone said that money would be the key to giving children a safe, equitable education in the COVID reality.

&ldquoI think that it&rsquos going to be an incredibly challenging thing to come back from this,&rdquo Lynette Guastaferro, chief executive officer of the nonprofit Teaching Matters, told us. “And it&rsquos going to require persistence, and double the effort and resources &mdash way more resources put into education to address this in the next few years.&rdquo

We don’t even need to remind you what was going on for parents in the meantime, as those of us who can work from home and care for our children count ourselves as lucky, compared to those who lost their jobs or had to go to find some safe place to send their children so they could go to in-person workplaces.

Biden’s plan isn’t going to make all those troubles disappear on January 21. But here’s how it may provide real relief to parents, caregivers, and teachers if Congress can pass it:

By providing an additional $130 billion to schools. Some of that will go toward the aforementioned needs. Some of it is designed to increase testing efforts. There is also a plan for a COVID-19 Educational Equity Challenge Grant, “which will support state, local and tribal governments in partnering with teachers, parents, and other stakeholders to advance equity- and evidence-based policies to respond to COVID-related educational challenges and give all students the support they need to succeed,” the transition team said in a release, according to Education Week. That means the lower-income and special-needs students who have been left behind for the past year might have a chance to catch up. This is what happens when we get a teacher as first lady.

By giving parents an increased child tax credit. The current tax credit for parents is capped at $2,000 for children under 17. Biden wants that increased to $3,600 for children under 6, and $3,000 for children 6-17. That amount would also be refundable for parents who don’t earn enough to pay that much in taxes.

By giving parents an increased childcare tax credit for one year. Families that make $125,000 or less with children 13 or under would get a credit of up to $4,000 for childcare spending for one child, $8,000 for two or more children.

By providing $40 billion to help childcare providers. That’s $25 billion for a new emergency fund to help providers, including home daycares, stay in business plus an additional $15 billion for the existing Child Care Development Block Grant, which helps low-income families pay for childcare.

By expanding and extending paid family leave. The plan reinstates the CARES Act paid leave that expired in December. It also expands eligibility for that leave to people who work for companies with 500 more employees and federal workers. In addition, anyone whose child’s school or daycare is closed due to COVID can get 14 days of paid leave.

By increasing funding to state and local governments. With $350 billion more in funding, those governments can fill in the school budget gaps left by falling tax revenue, and then continue to do other things that help the community, such as increased testing and tracing.

By putting more money in people’s pockets. The additional $1,400 in proposed checks to individuals and $400 in weekly unemployment benefits will go a long way toward helping parent make ends meet if they’ve lost income and/or jobs in the past year. Even if you haven’t, the whole economy will get a boost when those in need get more spending power.

Will all of this happen? Probably not exactly as outlined. But if it looks good to you, get on that phone or find the email addresses of your representatives and senators ASAP.

While schools keep opening and closing, here are some ways to keep your kids occupied at home.


The Best Herbs for Pain Relief

A few years ago, I had the pleasure of visiting the home of a gracious woman who deals in antiques. As I admired the many fine pieces displayed there, I came to realize that I, too, am something of a period piece&mdasha baby boomer who&rsquos fundamentally sound but sporting the odd creaky hinge or two.
Fortunately, the herbal apothecary holds promise. Its medicines are good alternatives to nonsteroidal anti-inflammatory drugs for chronic, mild to moderate aches and can reduce the need for prescription drugs.

More than 100 plants are known to have pain-relieving properties, but some are really outstanding. Reporting on herbal painkillers for arthritis, a review of clinical trials in the Clinical Journal of Pain says devil&rsquos claw (Harpagophytum procumbens), capsaicin from hot chiles (Capsicum spp.), gamma-linolenic acid (GLA) from seed oils, and certain blended herbal extracts are especially good. Other studies indicate broader pain-relieving benefits from these as well as two traditional favorites, white willow (Salix spp.) and peppermint (Mentha piperita).

Herbal Rx: Devil&rsquos Claw and Capsaicin

Devil&rsquos claw is a South African herb with medicinally active roots. This herb eases muscular tension or pain in the back, shoulders and neck. A popular treatment for osteoarthritic pain, it may ease rheumatoid arthritic pain as well. The herb&rsquos active ingredients are harpagide and harpagoside, both iridoid glycosides with analgesic (pain-relieving) and anti-inflammatory actions. Devil&rsquos claw extract has been shown to reduce osteoarthritic hip or knee pain by 25 percent and improve mobility within a few weeks. Rheumatoid arthritic pain may also be reduced and mobility enhanced within about two months. Devil&rsquos claw extract is considered safe at the typical dosage of 750 mg (containing 3 percent iridoid glycosides) taken three times daily. It is also available as tincture (use 1 teaspoon up to three times daily) and tea. It should not be taken with blood-thinning medications and may not be safe during pregnancy or for young children, nursing mothers and individuals with liver or kidney disease, or digestive system ulcers.

Capsaicin puts the heat in hot peppers. It manipulates the body&rsquos pain status by hindering pain perception, triggering the release of pain-relieving endorphins and providing analgesic action. Commercial capsaicin-containing creams such as Zostrix, Heet and Capzasin-P are used topically for arthritic and nerve pain. Creams containing .025 percent capsaicin can significantly reduce osteoarthritic pain when applied to joints four times daily. A higher concentration of .075 percent works best for peripheral nerve pain&mdashsuch as that from diabetic nerve damage, HIV and pain following cancer surgery. When using topical capsaicin products, be sure to avoid touching your eyes and other sensitive areas.

Capsaicin also can be taken internally to help with chronic digestive discomfort, or dyspepsia: A daily dose of 0.5 to 1 grams cayenne, divided and taken before meals, reduces pain, bloating and nausea over a few weeks. If you like to munch hot peppers, rest assured that they do not aggravate stomach ulcers as is commonly believed, and they actually might protect your stomach from prescription-drug damage.

Healthy Oils Help Relieve Aches and Pains

Gamma-linolenic acid is one of the good fats. It may help the body produce the kinds of prostaglandins and leukotrienes (hormone-like substances that influence the immune system and many other processes) that can reduce inflammation. It curbs rheumatoid arthritic pain, relieving morning stiffness and joint tenderness. Some evidence indicates that GLA also can help migraine headaches and mild diabetic nerve damage. Borage (Borago officinalis) and black currant (Ribes nigrum) seed oils are the richest sources of GLA, containing up to 25 percent and 20 percent, respectively, while evening primrose (Oenothera biennis), a traditional source, delivers 7 percent to 10 percent. The recommended daily dose for rheumatoid arthritis is 1 to 3 grams GLA supplement, and for mild diabetic neuropathy 400 to 600 mg daily. GLA is not an overnight fix and may take up to six months for significant relief. Also, long-term use may lead to inflammation, blood clots or decreased immune system functioning. A safe route to introduce a little GLA into your diet is by eating a handful of black currants regularly or spreading the preserves onto your morning toast&mdashyou might as well enjoy your medicine!

More Pain-relieving Herbs

To complete your anti-pain arsenal, consider these herbs:
&bull Arnica (Arnica spp.), available in creams and tablets,relieves osteoarthritic pain in the knee and pain following carpal-tunnel release surgery. It contains helenin, an analgesic, as well as anti-inflammatory chemicals. Apply cream twice daily use tablets according to package directions.
&bull Boswellia (Boswellia serrata) contains anti-inflammatory and analgesic boswellic acids that can soothe pain from sports injuries and also can help osteoarthritic knee pain. Take 150- to 400-mg capsules or tablets (standardized to contain 30 percent to 65 percent boswellic acids) three times daily for two to three months.
&bull Clove oil (Syzygium aromaticum) is a popular home remedy for a toothache. Apply a drop or two of this excellent anti-inflammatory directly to your aching tooth or tooth cavity.
&bull Fennel (Foeniculum vulgare) seeds are stocked with 16 analgesic and 27 antispasmodic chemicals. It makes a pleasant licorice-flavored tea and is especially good for menstrual cramps. But avoid the herb while pregnant or nursing because of its estrogenic effects.
&bull Feverfew (Tanacetum parthenium) is a remedy many people swear by for headaches, including migraines. Feverfew can reduce both the frequency and severity of headaches when taken regularly. It is available in 60-mg capsules of fresh, powdered leaf (1 to 6 capsules daily), or 25-mg capsules of freeze-dried leaf (2 capsules daily). You can also make tea&mdashsteep 2 to 8 fresh leaves in boiling water, but do not boil them, since boiling breaks down the active parthenolides.
&bull Gingerroot (Zingiber officinale) has analgesic and anti-inflammatory properties that can alleviate digestive cramps and mild pain from fibromyalgia. You can take 1 to 4 grams powdered ginger daily, divided into two to four doses. Or make tea from 1 teaspoon chopped fresh root simmered in a cup of water for about 10 minutes.
&bull Green tea (Camellia sinensis) is great for stiff muscles&mdashit has nine muscle-relaxing compounds, more than just about any other plant.
&bull Licorice root (Glycyrrhiza glabra) is recommended by the German Commission E for sore throat. Not surprising, considering its nine anesthetic, 10 analgesic and 20 anti-inflammatory compounds. To make tea, simmer about 2 teaspoons of dried root in a cup of water for 15 minutes strain. Do not take licorice if you have high blood pressure, heart conditions, diabetes, kidney disease or glaucoma.
&bull Oregano (Origanum vulgare ssp. hirtum), rosemary (Rosmarinus officinalis) and thyme (Thymus vulgaris) are herbs you should be sprinkling liberally onto your food, as they are replete with analgesic, antispasmodic and anti-inflammatory compounds. (Oregano alone has 32 anti-inflammatories!) Mix and match these garden herbs into a pain-relieving tea: Pour a cup of boiling water over a teaspoon of dried herbs, steep 5 to 10 minutes and strain.

Aromatherapy: Experience the Sweet Smell of Pain Relief

Ever thought of using your nose to help ease your pain? Volatiles in essential oils can easily enter your body via your olfactory system and adjust brain electrical activity to alter your perception of pain. Clinical aromatherapists commonly use lavender, peppermint, chamomile, and damask rose for pain relief and relaxation. A report from Nursing Clinics of North America says that massage with lavender relieves pain and enhances the effect of orthodox pain medication. Lavender and chamomile oils are gentle enough to be used with children and, in blends, have relieved children&rsquos pain from HIV, encephalopathy-induced muscle spasm and nerve pain. Both oils contain anti-inflammatory and antispasmodic chemicals, and exert sedative, calming action. Rose essential oil contains pain-reducing eugenol, cinnamaldehyde and geraniol but the report&rsquos author suggests it may also alter perception of pain because it embodies the soothing aromas of the garden.

Time-tested Herbal Aids

White willow bark is one of the oldest home analgesics, dating back to 500 b.c. in China. Modern research confirms old-time wisdom, showing it helps back, osteoarthritic and nerve pains. Willow bark contains apigenin, salicin and salicylic acid, which provide anti-inflammatory, analgesic and anti-neuralgic actions. At the end of a four-week study of 210 individuals suffering from back pain, reported in the American Journal of Medicine in 2000, 39 percent of those who had received 240 mg of salicin daily were essentially pain-free, compared to 6 percent of those given a placebo.

Individuals with osteoarthritis of the knee or hip also are helped. Willow bark can be purchased as standardized extracts and teas. If you have access to white willow and wish to make your own, collect bark from a twig (never the main trunk). Use about 2 teaspoons of bark to a cup of water, boil, simmer for 10 minutes and cool slightly. Because salicin concentration is low and widely variable in willow bark, you may need several cups to obtain the equivalent of two standard aspirin tablets. A word of caution: Willow should not be given to children, due to the risk of Reye&rsquos syndrome, nor used by individuals with aspirin allergies, bleeding disorders, or liver or kidney disease. Willow may interact adversely with blood-thinning medications and other anti-inflammatory drugs. Also, willow tends not to irritate the stomach in the short term, but long-term use can be problematic.

Peppermint is a famous antispasmodic for digestive cramps, while its essential oil is used as a local topical anesthetic in commercial ointments (Solarcaine and Ben-Gay, for example).

Germany&rsquos Commission E authorizes use of oral peppermint oil for treating colicky pain in the digestive tract of adults. However, peppermint oil shouldn&rsquot be used for colic in newborn babies, as it can cause jaundice.

Several double-blind studies of individuals with irritable bowel syndrome demonstrate peppermint can significantly relieve painful abdominal cramps, bloating and flatulence. In the largest study, reported in the Journal of Gastroenterology, researchers administered either enteric-coated peppermint oil or a placebo to 110 individuals three to four times daily, 15 to 30 minutes before meals, for four weeks. The study found peppermint significantly reduced abdominal discomfort.

Take a 0.2- to 0.4-ml enteric-coated peppermint capsule three times daily. (Enteric coating prevents stomach upset.) For mild stomach discomfort, try a tea from fresh or dried peppermint leaves. The menthol in peppermint relaxes the muscles. Its antispasmodic and analgesic effects also can help relieve headaches, possibly including migraines, when applied to the forehead or temples&mdashdilute about 3 drops of essential oil in 1 tablespoon of vegetable oil.

Herbal Blends and Other Old Friends

We&rsquore also hearing more about commercial herbal mixtures for pain relief. Two apparently promising ones are avocado/soybean unsaponifiables and Phytodolor, both from Europe. Avocado/soybean unsaponifiables are a complex mix of sterols, pigments and other substances found in the oils, and initial trials suggest that a daily dose of 300 mg soothes hip and knee osteoarthritic pain by anti-inflammatory actions. Phytodolor, with a 40-year history in Germany, is a liquid extract of European aspen (Populus tremula), European ash (Fraxinus excelsior) and European goldenrod (Solidago virgaurea) The extract helps muscle and joint conditions, including osteoarthritis it contains salicin and other chemicals with anti-inflammatory and possibly antioxidant properties.

Don&rsquot discount the psychological dimensions of pain in everyday aches. For instance, most headaches have psychogenic causes (such as anxiety, depression and stress), rather than vascular causes (dilated or distended blood vessels in the brain). Psychogenic headaches tend to be diffuse, often feeling more like pressure than pain, and often are accompanied by muscular tension. Vascular headaches, including migraines, respond more readily to painkillers, whereas emotionally induced ones might benefit more from herbs with calming or sedative properties, such as lavender (Lavandula angustifolia), chamomile (Matricaria recutita) or valerian (Valeriana officinalis).

It shouldn&rsquot be surprising that pain is multidimensional, and our tools for combating it need to be also. When you&rsquore suffering from creakiness or other discomfort, consider the possible causes&mdashdisease, physical strain, nutrient deficiency, chemical sensitivities, allergies or emotional stress. Then you can access the herbal apothecary effectively and appropriately, to fully restore your well-being.


As Coronavirus Shutters Restaurants Across the Country, a Swell of Support for Workers Rises Up

Here are local and nationwide resources that we hope can provide some relief for laid-off restaurant workers.

Across the country, restaurants and bars are increasingly closing, either by government mandate, as in New York and Nevada, or voluntarily, as social distancing becomes essential to flatten the curve. These closures are obviously brutal not only for restaurant operators and owners, but for the workforce, both front and back of the house, who will be laid off indefinitely. 

In response to the crisis, a slew of programs, grants, and resources𠅏rom grassroots efforts to government relief—have begun to take shape, along with a regularly updated Hospitality Industry Alliance | COVID-19 Facebook group. Check back again as this story will continue to be updated as more resources become available. 

One Fair Wage Offers Cash Assistance

On Monday, March 16, One Fair Wage launched an emergency fund to support tipped workers and service workers affected by the coronavirus and the economic downturn. The organization is raising funds to provide free emergency cash assistance to restaurant workers, delivery drivers, and other tipped and service workers impacted by the crisis.

The organization hopes to be able to give each worker $213, an amount that nods to $2.13, the federal minimum wage for tipped workers. The organization is also calling on Americans to demand the federal government and every state end the sub-minimum wage and adopt One Fair Wage—not just in this crisis, but permanently. 

Eligible workers will be screened in phone interviews with One Fair Wage staff, and any additional unused funds will be spent on tipped-worker organizing and advocacy. The One Fair Wage campaign is a fiscally sponsored project of the Seattle-based Alliance for a Just Society, which is administering the tax-deductible 501(c)3 donations.

Rethink Is Hiring and Giving $40K Grants

Rethink, a New York City-based non-profit working to recover nutritious excess food to provide low or no-cost meals to New York City families in need, has shifted gears to focus on the coronavirus crisis. 

Its newly launched Rethink Restaurant Response Program offers operators and restaurant workers two creative and financially supportive options for help. 

First, it is hiring back of house employees𠅌ulinary team members, facilities team members and food distribution associates—to join its Brooklyn Navy Yard-based culinary center and begin cooking and preparing meals for New Yorkers that will be distributed to its partners like God’s Love and City Harvest, and also at the Rethink Cafe in Fort Greene and at its partner restaurants across the city. 

Those partner restaurants are the second way Rethink is fighting the economic effects of the crisis. Restaurants across the city impacted by the pandemic are encouraged to apply to become a Rethink partner. Each partner restaurant will receive a $40,000 grant to be used to stay afloat—to pay staff or rent, whatever is needed. If selected for the grant, the restaurant will then become a distribution center for food made by Rethink. Rethink’s meals are available for free to any New Yorker or for a suggested donation of $3 and will be served for delivery or grab and go. 𠇎ssentially the restaurants will become distribution arms of Rethink,” explains Executive Director Meg Savage. 

NYC Hospitality Alliance: Policy and Programs

In New York City, where tudo restaurants and bars must stop serving dine-in guests at 8 p.m. on March 16, and only offer delivery and grab and go, the NYC Hospitality Alliance is keeping restaurants updated on resources. Executive director Andrew Rigie’s regular newsletter includes information on all many of resources and programs including information on Unemployment Insurance Benefits. New York State waived the seven-day waiting period for Unemployment Insurance benefits for people out of work due to coronavirus closures or quarantine. 

It has also established a 12-point policy and mitigation plan for restaurants and will continue to propose policy ideas to address the massive issues this will create. It is also pointing operators to the City of New York&aposs small business agency which is offering services and information to businesses. “We are in this together,” Rigie says.

o Restaurant Workers’ Community Foundation& # xA0

The Restaurant Worker’s Community Foundation has formed a COVID-19 Crisis Relief Fund for restaurant workers. The organization will focus on supporting 𠇊n industry in crisis,” including both workers and small-business owners. The Fund will provide aid by direct money to those organizations that are doing on-the-ground work, use its impact investing budget to provide zero-interest loans so restaurants can maintain payroll or reopen, and provide relief for individuals facing economic hardship or a health crisis due to coronavirus. The RWCF is also creating a list of resources related to the coronavirus crisis and plans to collect data from workers and restaurant owners who have been affected.

The USBG National Charity Foundation, a nonprofit dedicated to advancing the stability and wellbeing of service industry professionals through education and charity, has launched a Bartender Emergency Assistance Program available to any bartender or the spouse or child of a bartender. Applications are being taken now. 

Many ad-hoc groups are also forming to ensure food is diverted to families in need. 

The COVID-19 Food-Hub was organized by the nonprofit Food Education Fund. They are working to create a space to share resources on available food sources for families, collect information on possible food donations, and share resources created by partner organizations.

The Restaurant Closures Community Activation Group, formed by Samantha Unger Katz, Director of Community Engagement for the New York Distilling Company, has launched an online survey to find the best ways to help our communities. “While we know that this is an incredibly challenging and uncertain time, we hope to turn some of our fear and frustration into helping those in need by minimizing food waste and feeding the hungry,” said Unger Katz, who asks that any restaurant planning to suspend operations fill out the form so that food can be salvaged for donation.

Women in Hospitality United 

Women in Hospitality United, formed in the wake of the #MeToo movement, is beginning to compile a list of COVID-related resources and personal stories from the field reflecting the hardships across the industry. 

National Restaurant Association

The National Restaurant Association has a COVID-19 page on its website which directs restaurants to the Small Business Administration, which announced that it will work with state governments to provide targeted, low-interest disaster recovery loans to small businesses severely impacted by the outbreak. You can find out more about these loans and how to access them here.

The Greg Hill Foundation and Samuel Adams

The Greg Hill Foundation and Samuel Adams have teamed up to support Massachusetts restaurant industry workers through the Restaurant Strong Fund, which will provide grants to full-time restaurant workers in Massachusetts. Boston-area chefs Ming Tsai, Ken Oringer, and Chris Coombs have been brought on to partner and advise on the campaign. Sam Adams kicked off the fund with a $100,000 donation, and will be matching donations through March 31 up to an additional $100,000, according to the announcement. The goal is to provide “$1,000 grants to as many qualifying grantees as possible.” 

To qualify for a grant, workers must meet the following qualifications: be a full-time tipped compensated employee (minimum of 30 hours total per week, can be multiple restaurants), employed for three months or longer at the same location, and have worked in a restaurant, bar, cafe, or nightclub in Massachusetts. They must also submit a completed application form and the last two pay stubs received. The application can be accessed on the Greg Hill foundation’s website.

Grassroots Efforts Around the Country

Small scale, community efforts abound from restaurants banding together to support each other, to fundraisers and resource sharing.

In Brooklyn, the owners of One Girl Cookies, Bien Cuit, and Stinky are combining forces to work out the logistics of a delivery program that is coordinated between all of their businesses. 

Ramona, makers of sparkling wine, will be donating $3,734.40, the average monthly salary of a server in New York City, to the Restaurant Worker&aposs COVID-19 Crisis Relief Fund. 𠇊s a small business with our roots in NYC, we feel it’s more important now than ever to support our local hospitality community,” Jordan Salcito, CEO and Founder of Ramona. “We encourage anyone who is able to join us in this effort to consider contributing to this fund.” 

In Chicago, Stock Mfg. and Leisure Activities have launched Chicago Hospitality United, a line of t-shirts to raise funds for Chicago’s food and beverage community. All of the net proceeds from Chicago Hospitality United’s shirts will go directly towards financial relief for hourly employees affected by the necessary precautions Governor Pritzker and Mayor Lightfoot have implemented. 

Tees are priced at $25 each with the option to “leave a tip” for those inclined to give more. Sales will be split evenly amongst participating establishments who will then disseminate directly to their hourly employees.

Participating bars and restaurants include All Together Now, Birrieria Zaragoza, Elske, Scofflaw,Young American and more.

The City of Chicago is offering an Emergency Rental Assistance program, which helps people who have lost their job, had a home fire, or an illness. They provide a one-time grant up to $900 to help cover one month&aposs rental payment. 

In Atlanta, The Giving Kitchen is offering support specifically to restaurant workers diagnosed with COVID-19. The Giving Kitchen provides financial assistance to those in crisis due to COVID-19. Food service workers in Georgia who have been diagnosed with COVID-19 and/or those who are under doctor’s orders for a mandatory quarantine should ask for help. Food service workers experiencing hardship who do not meet these criteria may still be eligible for resource referrals through the Giving Kitchen’s Stability Network. 

Based in Houston, Texas, the Southern Smoke Emergency Relief Fund is fundraising for restaurant relief donations and distributing them to restaurant workers in need. 

Next Gen Chef, a San Francisco-based culinary platform that allows Foodpreneurs to connect with advisors, is providing free access to its community so people can connect, collaborate and innovate. “We’re hoping that by providing access to our community, food entrepreneurs will access mentors, resources and community members to support each other in this time of uncertainty,” said Justine Reichman, Founder and CEO, who adds that they will also be launching online classes for everyone, forums and will continue offering virtual mentor office hours.

The D.C. Virtual Tip Jar is a running list of service workers in the city and their Venmo accounts where generous people can donate extra cash.

Chef Edward Lee is partnering with Makers Mark to create the Restaurant Workers Relief Program. As he wrote in an Instagram post about the initiative, “we will turn 610 Magnolia into a relief center for any restaurant worker who has been laid off.” 

The Gig Workers Collective has a robust list of helpful state-by-state resources.

Free Financial and Legal Advice

The restaurant reservation platform Seated has launched a hotline for restaurant operators to get advice from a team of industry professionals. CohnReznick, the leading finance and accounting advisor to the hospitality industry, and Golenbock Eisman Assor Bell & Peskoe, the leading law firm to the hospitality industry, are lending their services. Restaurant operators in need of advice can visit seatedhotline.com and submit a question. From there, their questions will be directed to advisors from the firms.

Dining Bonds

A collective of restaurant industry professionals have set a national initiative in motion to get funds into the hands of restaurants, even if they are temporarily closed. A Dining Bond works like a savings bond, where you can purchase a "bond" at a value rate to be redeemed for face value (for example, a $100 bond for $75) at a future date.


Assista o vídeo: . What You Eat Matters 2018 - Full Documentary Subs: FRPTESZHNL (Fevereiro 2023).